Início » Finanças » Ethereum segue em alta e bate novo recorde de preço

Ethereum segue em alta e bate novo recorde de preço

Ether (ETH) acompanha alta de criptomoedas; Grayscale reabre fundo do ativo e impulsiona demanda

Bruno Ignacio Por

O ethereum (ETH), segunda maior criptomoeda do mercado, registrou mais um recorde de preço nesta quarta-feira (03). O novo máximo histórico superou os US$ 1.570 após um pico de compras de investidores. Somente neste ano de 2021, a criptomoeda já acumulou uma valorização superior aos 100%.

Ethereum (Imagem: David McBee/Pexels)

Ethereum (Imagem: David McBee/Pexels)

Em menos de 24h, a criptomoeda saltou do mínimo de US$ 1.426 para seu novo recorde de preço de US$ 1.573, conforme aponta o índice CoinDesk. Um dos principais fatores determinantes para essa ascensão da moeda digital é a retomada do ether na listagem de ativos da Grayscale, a maior administradora do setor no mundo. Com isso, o valor de mercado do ETH ultrapassou hoje os US$ 178 bilhões.

Grayscale tem custódia de 3 milhões de ETH

Com a reabertura das negociações de ether na maior administradora de criptoativos do mundo, a Grayscale já acumulou cerca de 25 mil ETH nas últimas 24 horas, sob o valor de quase US$ 40 milhões. Isso impactou diretamente a demanda do ativo digital, que por sua vez passou por uma rápida valorização. Os dados são da plataforma de análises de mercado bybt.

Diante dessa reabertura, a Grayscale atualmente administra quase 3 milhões de ETH que somam mais de US$ 4,5 bilhões. A atuação do ether no mercado está subindo consideravelmente, e a gestora não poderia deixar de negociar a criptomoeda.

A Grayscale parou temporariamente de aceitar novos investidores em seis fundos no final de dezembro de 2020, incluindo os de ethereum e bitcoin (BTC). Ambos são muito utilizados por grandes investidores institucionais. A paralisação aconteceu para priorizar os clientes que já faziam parte dos trusts e evitar problemas de liquidez nos montantes disponíveis para compra e venda dos criptoativos.

ETH bate terceiro recorde de preço em duas semanas

No dia 24 de janeiro, a criptomoeda também subiu abruptamente 17% em apenas 24 horas, marcando o recorde de preço anterior de US$ 1.476. Assim como ocorre agora, o preço do ether é diretamente influenciado pelo bitcoin, que também segue em alta.

Outros fatores na época foram as mudanças na política americana. A posse de Joe Biden, o anúncio de uma injeção de bilhões na economia e a nomeação de Jenet Yellen para o cargo de Secretária do Tesouro impulsionaram o mercado de criptoativos. O medo constante diante da estabilidade no preço do dólar também faz com que investidores se voltem às criptomoedas como forma de se resguardar dos efeitos da inflação e da desvalorização da moeda americana.

Anteriormente, na mesma semana, o ether havia atingido o máximo de US$ 1.439 no dia 19 de janeiro. Assim, o novo recorde de preço desta quarta-feira configura o terceiro em um período de apenas duas semanas.

Com informações: Finance Magnates

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando