Início » Aplicativos e Software » Fundador do Telegram comenta “segredo” que faz app crescer 40% ao ano

Fundador do Telegram comenta “segredo” que faz app crescer 40% ao ano

Após Telegram se tornar aplicativo mais baixado do mundo em janeiro, Pavel Durov publicou mensagem com recado ao WhatsApp

Victor Hugo SilvaPor

O fundador do Telegram, Pavel Durov, comentou o fato do aplicativo ter sido o mais baixado no mundo em janeiro. Segundo levantamento da Sensor Tower, o mensageiro teve mais de 63 milhões de downloads em todo o mundo no primeiro mês de 2021. Para Durov, há uma explicação simples para o crescimento do app entre os usuários.

Aplicativo do Telegram (Imagem: Christian Wiediger/Unsplash)

Aplicativo do Telegram (Imagem: Christian Wiediger/Unsplash)

Em seu canal no Telegram, ele afirmou que o segredo para o aplicativo se tornar cada vez mais popular é a “consistência”. O executivo afirma que isso também explica o fato da base de usuários do mensageiro ter crescido ao menos 40% por ano desde seu lançamento, em agosto de 2013.

“Nos últimos sete anos e meio, defendemos consistentemente a privacidade de nossos usuários e melhoramos regularmente a qualidade e o conjunto de recursos de nossos aplicativos”, afirmou. “Qualquer pessoa que permanece fiel a seus valores e aplica um esforço concentrado por um longo período de tempo está fadada ao sucesso em sua área”.

A declaração é um recado do Telegram para o WhatsApp, que anunciou uma mudança em sua política de privacidade. O documento retirou o trecho que tratava a possibilidade de não trocar dados com o Facebook. Na prática, a opção já não era oferecida desde 2016, quando o serviço pediu permissão para compartilhar as informações.

No entanto, o anúncio da nova política causou uma reação negativa entre os usuários. Para tentar explicar a mudança, o WhatsApp utilizou stories, anúncios em jornais e comunicados. A decisão continuou sendo criticada e a plataforma resolveu adiar a alteração, passando o início dos novos termos de 8 de fevereiro para 15 de maio de 2021.

Telegram ganha usuários em queda do WhatsApp

O crescimento do Telegram ocorre enquanto seu principal concorrente perde usuários. No Brasil, por exemplo, o WhatsApp segue presente em quase todos os celulares, mas registra queda no número de usuários diários. É o que aponta a pesquisa Panorama Mobile/Opinion Box, que foi realizada de 20 a 27 de janeiro com 2.226 entrevistados e tem margem de erro de 2,2 pontos percentuais.

O levantamento aponta que a base de usuários que afirma acessar o WhatsApp “todo dia” caiu de 95% para 86% nos últimos seis meses. Esta foi a primeira vez que o mensageiro teve queda fora da margem de erro no número de usuários diários. Ao mesmo tempo, a base que afirma usar o aplicativo “quase todo dia” subiu de 4% para 9%.

A mudança na política de privacidade é apontada como a principal explicação para a queda do WhatsApp. Além do Telegram, a irritação por conta do compartilhamento de dados com o Facebook beneficiou outro aplicativo. O Signal, que costumava ficar de fora da lista dos 100 apps mais baixados, chegou ao primeiro lugar na App Store em 44 países e no Google Play em 14 países.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
8 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Claudio (@claudio)

Eu tenho percebido um fenômeno curioso.

Telegram tá cooptando o nicho influencer e de entretenimento, enquanto o Whatsapp ficou com o o nicho pessoal e comercial.

Por exemplo, grupos de influencers, fandoms, grupos de séries, livros, investimentos, BBB, entretenimento em geral… tudo isso tá crescendo e ficando muito forte no Telegram.

Enquanto isso, parece que os usuários continuam deixando o Whatsapp pra conversas com pessoas conhecidas pessoalmente (parentes, amigos, grupo da família, etc). E também pra entrar em contato com empresas que vendem produtos pelo zap (que ainda é imbatível nesse sentido).

Curioso pra saber se tem espaço pros dois existirem competindo pelo mesmo público a longo prazo.

Zanac_Compile (@Zanac_Compile)

Incompreensível como nunca engrenou um protocolo padronizado para chat.

Todos os serviços da internet tem, é saudável, competitivo, TODOS GANHAM, a indústria e os usuários.

A WEB (HTTP) é sim, e-mail (IMAP,POP,SMTP) é assim, e assim tudo, FTP, SSH, DNS, LDAP…

E a competição é forte entre Firefox, Chrome, Edge, mesmo todos sendo compatíveis com o mesmo protocolo.

O correto é usar um protocolo padrão, WhatsApp, Telegram, Viber, ICQ, todos compatíveis. O usuário escolhe o melhor.

² (@centauro)

Ou seja, parece que o Telegram está virando uma rede social enquanto o Whatsapp está ficando como um mensageiro mesmo.

Breno (@bbcbreno)

Tá aí algo q o Facebook n tem:

“valores”

Daniel Ribeiro (@danarrib)

Embora “consistência” não seja realmente um problema para o Telegram, eu não acho que é isso o que está fazendo ele se popularizar, mas sim a superioridade técnica dele. As pessoas estão finalmente percebendo que não precisam lidar com as limitações do Whatsapp.

Por exemplo:

No Whatsapp, todas as conversas, fotos e vídeos ficam NO APARELHO. Se você perder seu aparelho por qualquer motivo, e não tiver um backup, você perde tudo. Além disso, se seu celular tem pouca memória, você vai ter que ficar apagando histórico pra poder gerenciar isso. No Telegram, fica tudo na nuvem e você consegue limitar o tamanho do cache local… Então você não precisa fazer backup e não precisa se preocupar com espaço.

Os grupos no Whatsapp só permitem até 255 pessoas. Isso é uma piada. No Telegram os grupos permitem até 5 mil pessoas… E se você precisar de mais você pode transformar em um “super-grupo” que permite até 200 mil pessoas.

Você só pode usar o Whatsapp Web no computador se o seu celular estiver conectado a Internet. Se ele estiver desligado ou sem conexão, o Whatsapp web não funciona. Além disso, você só pode usa-lo em um único PC de cada vez, você não pode criar uma “central de atendimento” por Whatsapp com várias pessoas atendendo várias conversas. No Telegram, você pode logar a mesma conta em quantos dispositivos quiser, incluindo computadores, e usar todos ao mesmo tempo.

Integrar sistemas com o Whatsapp é um inferno. O Facebook explicitamente rejeita isso e qualquer interação entre sistemas com o Whatsapp é na verdade um “hack”, e está sujeito a parar de funcionar, ou até mesmo ao banimento da conta. São pouquíssimas as formas oficiais de programar um esquema de auto-atendimento para o Whatsapp… E em todas elas você precisa ter uma conta comercial. No Telegram a API é aberta, super completa e o desenvolvimento de robôs é amplamente incentivado. É muito fácil e ao mesmo tempo muito mais seguro. É impossível fazer Spam com robôs no Telegram (em grupos é possível, mas também é possível criar robôs anti-spam para grupos).

Áudio do Whatsapp usa um codec que deixa a voz muito ruim, com qualidade bem baixa mesmo. As mensagens de voz o telegram são muito mais limpas, claras e bem definidas.

No Whatsapp, vc só pode deletar uma mensagem se enviou ela no máximo a 6 horas (se não me engano). E quando vc deleta, fica lá o placeholder dizendo que vc deletou. Você não tem o direito de se arrepender! No Telegram, você pode deletar qualquer mensagem enviada em uma conversa privada… Sua ou da outra pessoa, a qualquer momento, sem prazo mínimo ou máximo. Se quiser, pode deletar a sua conversa inteira com aquela pessoa, tanto pra você quanto pra ela.

No Whatsapp você tem um limite de 1,5 minutos para mandar vídeos, e os vídeos vão com uma qualidade horrível. As fotos também perdem muita qualidade. No Telegram, não tem limite e você pode enviar vídeos até em 720p se quiser. E as fotos chegam bem melhores.

No Whatsapp você só pode mandar arquivos com até 64 MB, no Telegram o limite é 2 GB.

@bkdwt

Com relação ao áudio, o problema não é o codec mas sim as configurações setadas no codec. O codec utilizado pelo WhatsApp é o Opus, que é um baita de um codec.

O WhatsApp é que aplica uma compressão ferrada em imagens, vídeos, áudio e o escambau.