Início » Jogos » Hackers vendem dados roubados de Cyberpunk 2077 e abrem código de Gwent

Hackers vendem dados roubados de Cyberpunk 2077 e abrem código de Gwent

Ataque hacker à produtora de Cyberpunk 2077 pode ter gerado ainda mais problemas, com códigos de jogos à venda

Felipe Vinha Por

A CD Projekt Red sofreu uma invasão hacker nesta semana, onde alguns dados da empresa foram roubados e servidores comprometidos. O grupo HelloKity, especializado em ransomware, assumiu a autoria da invasão e agora pretende vender as informações coletadas, incluindo códigos de jogos como Cyberpunk 2077 e The Witcher 3.

Já é possível criar mods para Cyberpunk 2077 (Imagem: Divulgação/CDPR)

Dados de Cyberpunk 2077 podem estar à venda (Imagem: Divulgação/CDPR)

De acordo com o site VX-Underground, especializado em segurança online, um leilão começou a ser oferecido em um site voltado para cibercriminosos.

O leilão oferece, com preço inicial de US$ 1 milhão, o código-fonte de The Witcher 3, Cyberpunk 2077, Thronebreaker e uma versão não-lançada de The Witcher 3 com efeitos de Raytracing. Além disso, ainda segundo o VX-Underground, o código-fonte de Gwent foi lançado de graça online, contendo 21GB em arquivos.

Pasta contendo arquivos do código de Gwent (Imagem: Reprodução)

Pasta contendo arquivos do código de Gwent (Imagem: Reprodução)

O leilão aceita lances mínimos de US$ 500 e uma opção de “arremate” por US$ 7 milhões. Para provar que os dados vendidos são verdadeiros, o anunciante publicou um documento de texto contendo diretórios do código de The Witcher 3.

Leilão tem mais regras

O vendedor, que é um registro novo no site, requer que o comprador do leilão use um fiador e faça um depósito prévio, de acordo com relatos da empresa de ciber-segurança, Kela, ao site Bleeping Computer.

Leilão é feito online com várias regras (Imagem: Reprodução)

Leilão é feito online com várias regras (Imagem: Reprodução)

“O que achamos é que este usuário é, na verdade, alguém velho conhecido, mas que criou uma nova conta para evitar ser rastreado por investigadores. Além disso, o pedido para usar um intermediador parece ser algo para garantir que não há um golpe em andamento”, comentou a empresa.

Por ora, a CD Projetk Red não comentou mais detalhes sobre a invasão ou dados comprometidos. A empresa já havia mencionado que não iria atender às demandas do grupo invasor e iria colaborar com as autoridades para encontrar os culpados.

Com informações: Bleeping Computer.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
5 usuários participando