Início » Finanças » Pix fora do ar? Transferência grátis não funciona no Nubank e outros bancos

Pix fora do ar? Transferência grátis não funciona no Nubank e outros bancos

Pix caiu? Clientes do Nubank, PicPay, Bradesco, Next, Caixa e outros bancos têm problema com pagamentos instantâneos

Felipe VenturaPor

Pagamentos instantâneos através do Pix não estavam funcionando para alguns clientes nesta quinta-feira (11). O problema, que já foi resolvido, não ficou limitado a apenas uma instituição financeira: não havia como fazer transferências no Nubank, Bradesco, Caixa, Next, PicPay, entre outros. Enquanto isso, as transações que já haviam sido realizadas demoravam mais de uma hora para serem confirmadas – o normal é até 10 segundos.

Pix no aplicativo do Nubank (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Mais de 133 milhões de chaves Pix foram cadastradas (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Por que o Pix caiu hoje?

Testamos fazer um Pix por volta das 13h (horário de Brasília) em diferentes apps de banco, mas nos deparamos com mensagens de erro. “sistema temporariamente indisponível”, avisava a Caixa; “algo deu errado”, diziam PicPay e Bradesco.

Enquanto isso, o Nubank é mais direto e diz no aplicativo: “Pix fora do ar, faça transferências por TED”. A fintech explica o motivo ao Tecnoblog (grifo nosso):

O Nubank informa que às 11:50 horas de hoje identificou oscilações na RTM (Rede de Telecomunicações para o Mercado Financeiro), o provedor de conexão com o Banco Central. Esse fato impediu temporariamente o acesso dos clientes a algumas funcionalidades, como pagamento de boletos e realização de transferências via TED e Pix.

O sistema já foi normalizado e a fila de transações está sendo processada. Como cerca de um quinto de todas as transferência de Pix passa pelo Nubank, há uma quantidade maior de transações a serem normalizadas.

Repetimos o teste às 14h45: Itaú, Caixa, Banco do Brasil, PicPay e Bradesco estavam funcionando normalmente; o Nubank ainda exibia a mensagem pedindo para fazer um TED (que também é gratuito).

Às 16h05, o Banco Central nos enviou o seguinte comunicado: “o Pix está funcionando normalmente; instituições podem pontualmente passar por intercorrências na operação, como acontece com outros sistemas e meios de pagamento”.

O Itaú, por sua vez, afirma ao Tecnoblog que “não identificou indisponibilidade em seus sistemas para a realização de transações via Pix até o momento”. Além disso, “caso um cliente Itaú tente utilizar o serviço enviando valores para uma instituição em que o Pix apresente problemas, a transação não acontecerá”.

Pix fora do ar (Imagem: Reprodução)

Pix fora do ar (Imagem: Reprodução)

Problemas com Pix

Os clientes encontravam erros tanto ao usar uma chave Pix, como ao inserir manualmente os dados de agência e conta. Quando a transação era feita, podia surgir o aviso “transferência em processamento”, que às vezes dura mais de uma hora; o diferencial do Pix é justamente o processo ser quase que instantâneo.

“Estou com um Pix em processamento há 1h30, a pessoa não recebe e o valor foi debitado da minha conta”, reclama no Twitter uma cliente do Nubank. “Fiz um Pix da minha conta do PagSeguro pra minha conta do Nubank há uma hora e o dinheiro não entrou”, afirma outra.

Este problema está bem disseminado; algo parecido ocorreu com o Pix em sua estreia em novembro de 2020, quando bancos e fintechs ainda estavam se adaptando à plataforma.

Também há relatos esparsos de que o Registrato do BC não funciona: este serviço permite conferir contas e dívidas feitas no seu CPF e CNPJ.

Atualizado às 22h10

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
22 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

R F (@R_F)

Isso que dá “hypar” uma tecnologia pouco testada e implementada as pressas. Tomara que percam milhões com isso.

imhotep (@imhotep)

Demorou até pra isso acontecer…

Naldis (@zepolenta)

Fiz um PIX do Itaú pro BB há pouco, e tá normal aqui.

Claudio Tavares (@Clavatown)

Consegui enviar um pix pela Caixa as 11h. No Nubank não tá rolando.

João M. (@RonDamon)

Mas eles não ganham muito com isso, só com comércio. Acho que perdem muito, aliás.

Monin (@Monin)

Pela manhã fiz um Pix entre PicPay e Bradesco e funcionou tranquilamente.

Monin (@Monin)

Da data que a gente ficou sabendo que eles estavam testando o sistema até o lançamento, realmente foi pouco tempo, mas os caras devem estar trabalhando no PIX há bem mais tempo. Os caras não fariam uma mudança dessa magnitude no sistema financeiro de qualquer jeito. Todo sistema uma hora vai falhar, o problema é isso trazer perda de valores pros consumidores.

 • 令和 • Ward'z de Souza 🇯🇵🎌🦊🔥 - Risonho e Límpido (@Wardz_de_souzA)

O negócio falha pela primeira vez em bastante tempo que tá em atividade e nego fala besteira.

Bruno Cabral Peixoto (@Bruno_Cabral_Peixoto)

Bem que eu estranhei o Itaú não conseguindo fazer pix.

Caio Garcia (@Caio_Garcia)

Ou volta pra sua conta ou é reprocessado para chegar no destino.

Caio Garcia (@Caio_Garcia)

Isso já está sendo testado há bastante tempo, não surgiu do dia pra noite e todo e qualquer sistema sempre vai falhar.

Giovani (@Giok)

O sistema Pix do Banco Central foi sim bastante testado. Tanto que funciona sem problemas durante praticamente 100% do tempo.

R F (@R_F)

Até pouco tempo atrás era possível realizar transações com mensagens sem sanitização, o que facilitaria ataques por XSS. Isso é basicamente um erro fundamental ao projetar um sistema.

Sinto muito, mas não coloco minha mão no fogo. No momento todos são cobaias.

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

Bradesco coloca quase tudo que é transferência pix em auditoria por medo de levar golpe.

imhotep (@imhotep)

Bradesco faz isso até com transferência entre contas Bradesco. Parece que a transferência vem de malote.