Início » Celular » Moto E6i com Android 10 Go chega ao Brasil para concorrer com Philco

Moto E6i com Android 10 Go chega ao Brasil para concorrer com Philco

Motorola lança Moto E6i no Brasil com processador Unisoc na ficha técnica de entrada, câmera dupla e Android 10 Go

Bruno Gall De BlasiPor

Sem muito alarde, a Motorola iniciou as vendas do Motorola Moto E6i no Brasil. O novo celular de entrada chega ao país com Android 10 Go e compete com outros smartphones da Philco, como o Hit P10, que trazem o mesmo processador Unisoc em seu interior. O preço sugerido do telefone é de R$ 1.099.

Motorola Moto E6i (Imagem: Divulgação/Motorola)

Motorola Moto E6i (Imagem: Divulgação/Motorola)

O lançamento ocorre após o smartphone receber a sua certificação Bluetooth nesta sexta-feira (5), ao lado do esperado Moto E7i Power. A tela de 6,1 polegadas possui resolução HD+ e um notch em forma de gota para abrigar a câmera frontal de 5 megapixels. Já na parte de trás, encontra-se a câmera dupla é de 13 e 2 megapixels.

A ficha técnica do Moto E6i é formada pelo processador Unisoc SC9863A, 2 GB de RAM e 32 GB de armazenamento. O componente da Unisoc é o mesmo de smartphones como o Philco Hit Plus PCS02P, lançado com o preço sugerido de R$ 999, e o Philco Hit P10, anunciado por R$ 1.499, ambos com 4 GB de RAM e até 128 GB de espaço.

O celular Motorola ainda tem uma bateria de 3.000 mAh, leitor de digitais e suporte a dois chips de operadora (Dual SIM). O telefone sai da caixa com o Android 10 Go, uma opção otimizada do sistema do Google para telefones com especificações mais simples.

Ao Tecnoblog, a Motorola disse que o Moto E6i está à venda no Brasil desde quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021. A fabricante ainda afirmou que a opção na cor rosa (Pink) “estará disponível nos próximos dias”.

Motorola Moto E6i – ficha técnica

Motorola Moto E6i

Tela

6,1 polegadas com resolução HD+

Processador

Unisoc SC9863A (octa-core de até 1,6 GHz)

RAM

2 GB

Armazenamento

32 GB

Câmera traseira

– principal: 13 megapixels, f/2,2

– profundidade: 2 megapixels, f/2,4

Câmera frontal

5 megapixels, f/2,2

Bateria

3.000 mAh, com suporte à recarga de 10 watts e carregador na caixa

Sistema operacional

Android 10 Go

Conectividade

entrada dedicada para fones de ouvido (3,5 mm), porta microUSB, 3G, 4G, Bluetooth 4.2, Wi-Fi (802.11 b/g/n) e GPS

Mais

leitor de impressões digitais e entrada para dois chips de operadora (Dual SIM) e fones de ouvido na caixa

Dimensões

155,6 x 73 x 8,5 mm

Peso

160 gramas

Cores

preto (Cinza Titanium) e rosa (Pink)

Com informações: GSMArena

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
9 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Caio Garcia (@Caio_Garcia)

Concorrer com a Philco? Que decadência hein Motorola.

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Não deveria existir Android Go, deveria existir smartphone com hardware minimamente capaz de rodar versões completas do SO e aplicações.

Um aparelho desse lá fora deve custar menos de 200 dólares, é uma vergonha isso chegar ao Brasil na faixa dos 1000 reais. Não se justifica tanto comprometimento na experiência do usuário, que ainda vai parcelar, não duvidaria disso. Não faz sentido um aparelho como esse, em um país como o nosso.

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

É de chorar a desvalorização da nossa moeda, mas se isso custar 200 dólares lá fora em conversão direta já é mais de 1000 reais, provavelmente ele custe uns 100 dólares e com o custo de importação, distribuição e impostos vira 1000 reais.

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Esse é o ponto. Não tem porque trazer essa porcaria pra cá. Se vai cobrar caro pelo que é, ao menos então cobra caro em um hardware digno. O público alvo vai parcelar do mesmo jeito, então que ao menos levem algo digno.

Diego Nascimento (@Dieg0)

Deveria custar R$499! 1K é inaceitável para um aparelho tão capenga.

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

Se eles não trouxerem perdem o segmento pra que trouxer, tem mercado esses celulares de entrada.

@RODRIGO

Esse Moto E6i poderia vir logo mais atualizado – Android 11 Go!

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Disse bem, smartphone de entrada. Porém pelo preço vs spec, se consegue coisas melhores, mesmo que não seja deste ano.

De qualquer maneira o público alvo vai parcelar, então eu não entendo porque trazer algo tão defasado e precário.

Rafael Machado de Souza (@rafael.mds)

Unisoc… e vocês achavam os Mediatek ruim.

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

Então me explica pq as pessoas continuam comprando esses celulares se podem parcelar um mais caro e melhor?

Bruno Gall De Blasi (@brunogdb)

Às vezes, mesmo parcelando, o valor pesa. Inclusive, uma pessoa da minha família acabou de comprar um desses baratinhos com Android Go pois o celular dela pifou no pior momento possível. Só dava para escolher essa opção e olhe lá.

Felipe Silva (@Felipe_Silva)

e adianta colocar 4 gb de ram num processador tão fraco?