Início » Finanças » Bitcoin cruza os US$ 50 mil e valor de mercado beira US$ 1 trilhão

Bitcoin cruza os US$ 50 mil e valor de mercado beira US$ 1 trilhão

Bitcoin (BTC) bate recorde de preço e supera os US$ 50 mil; valor de mercado da criptomoeda atinge máximo histórico de US$ 918 bi

Bruno Ignacio Por

O bitcoin (BTC) atingiu nesta terça-feira (16) o preço mais alto de sua história, ultrapassando os US$ 50 mil. Enquanto isso, seu valor de mercado também disparou para quase US$ 1 trilhão. A criptomoeda passou os últimos dias se valorizando lentamente e quebrando recordes. Ela foi movimentada principalmente por investimentos de gigantes do mercado, como a Tesla que recentemente comprou US$ 1,5 bilhão na moeda digital.

Bitcoin bate recorde de US$ 50 mil (Imagem: BitCongress/Flickr)

Bitcoin bate recorde de US$ 50 mil (Imagem: BitCongress/Flickr)

Na manhã de hoje, o bitcoin chegou ao valor histórico de US$ 50.584, conforme aponta o índice CoinDesk. A demanda pela criptomoeda se encontra extremamente alta, principalmente pela procura de investidores institucionais, enquanto sua oferta é cada vez mais escassa. Além disso, grandes players do mercado já demonstraram apoio à criptomoeda, como o Twitter, Mastercard e outros.

Preço do bitcoin nas últimas 24 horas (Imagem: Reprodução/CoinDesk)

Preço do bitcoin nas últimas 24 horas (Imagem: Reprodução/CoinDesk)

O valor de mercado do bitcoin também se aproxima de US$ 1 trilhão, conforme apontam dados do CoinMarketCap. No momento em que a criptomoeda bateu seu recorde de preço, sua capitalização também chegou ao seu máximo histórico de US$ 918 bilhões.

Valor de mercado do bitcoin atinge máximo histórico (Imagem: Reprodução/CoinMarketCap)

Valor de mercado do bitcoin atinge máximo histórico (Imagem: Reprodução/CoinMarketCap)

MicroStrategy anuncia US$ 600 mi para comprar BTC

Diante do aumento de demanda, se especula que a criptomoeda possa chegar aos US$ 100 mil ao longo de 2021. O investimento bilionário da Tesla foi seguido pelo anúncio da Mastercard, que deverá oferecer suporte à moedas digitais em seus pagamentos.

A MicroStrategy, empresa de software empresarial, anunciou hoje que pretende arrecadar US$ 600 milhões em notas conversíveis para a compra de bitcoin, de acordo com comunicado. A companhia já é conhecida por deter mais de 70 mil BTC, o que equivalem a mais de US$ 3,5 bilhões.

“Acho que o bitcoin é uma classe de ativos muito mais estável hoje do que há três anos”, disse Michael Saylor, CEO da MicroStrategy, à CNBC. “O mercado costumava ser dominado por comerciantes de varejo”, completou. Hoje o cenário é de grande disputa empresarial pela compra da criptomoeda. Assim, empresas tendem a manter preços no alto e geram picos de valorização com compras de grandes quantidades do ativo de uma vez.

“A partir de março de 2020, as instituições começarem a chegar no mercado, e acho que em 2021 se viu essa tendência continuar”, acrescentou Saylor. O CEO conclui que por mais que muitos entusiastas vejam o criptoativo como uma futura moeda de troca universal, ele acredita no bitcoin como reserva de valor.

Com informações: CNBC

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
4 usuários participando