Início » Aplicativos e Software » Windows 10 21H1 é confirmado e servirá de base para grande atualização

Windows 10 21H1 é confirmado e servirá de base para grande atualização

Por fora pouco muda nesta atualização do Windows 10, mas por dentro o usuário poderá escolher uma das GPUs para cada programa

André FogaçaPor

A Microsoft confirmou a existência do update 21H1 para o Windows 10, que seguirá mais ou menos o mesmo caminho do 20H2 e trabalhará com melhorias e correções pontuais para o sistema operacional. A afirmação também coloca este update como uma espécie de base para a próxima grande atualização, prevista para chegar para todos os usuários ainda neste ano.

Tela do Windows Update (Imagem: reprodução/Windows 10)

Tela do Windows Update (Imagem: reprodução/Windows 10)

A confirmação aconteceu dentro de uma comunidade onde avisos da Microsoft são enviados para produtos que utilizam Windows. “O lançamento do Windows 10, versão 21H1, não trará atualizações para o Programa de Compatibilidade de Hardware no Windows e seguirá as mesmas diretrizes do 20H2”, diz o comunicado.

O 20H2 para o Windows 10, também chamado de update de outubro, foi lançado no final do dito mês e trouxe mudanças importantes para o sistema operacional da casa, mesmo trabalhando mais como um service pack do que uma atualização generosa. Nela o Edge com base no Chromium foi instalado por padrão, o menu Iniciar ganhou um visual mais minimalista e o Alt+Tab passou a incluir abas do novo browser como janelas independentes.

O caminho mais esperado pela Microsoft era de entregar neste trimestre de 2021 uma atualização mais robusta, mas ela também seguirá como um pacote modesto.

O que esperar do Windows 10 21H1

Por fora, pouco mudará. O mesmo visual que já funciona bem dentro do sistema operacional será mantido. Por dentro detalhes importantes serão alterados, como uma nova coluna para o gerenciador de tarefas e que exibirá a arquitetura do programa aberto (se é ARM ou x64, por exemplo), além da possibilidade de escolher qual das placas gráficas deve trabalhar quando um app é aberto.

Nova coluna no Windows 10 21H1 (Imagem: reprodução/BleepingComputer)

Nova coluna no Windows 10 21H1 (Imagem: reprodução/BleepingComputer)

Por padrão a GPU dedicada trabalha no perfil de alto desempenho e a integrada fica com tarefas quando a bateria é a fonte de alimentação, mas será possível trocar de forma forçada em qualquer momento – mesmo quando o modo de economia de energia estiver ativado.

Um novo movimento para levar recursos do Painel de Controle para a parte de configurações do sistema operacional também acontece neste update. A partir do Windows 10 21H1, informações sobre o gerenciamento de disco estarão nesta área. A partir deste ajuste é possível visualizar, criar ou apagar volumes dentro do HD ou SSD, além de associar letras para cada drive ou partição.

Windows 10 21H1 com escolha de GPU por app (Imagem: reprodução/BleepingComputer)

Windows 10 21H1 com escolha de GPU por app (Imagem: reprodução/BleepingComputer)

Suporte nativo para DNS over HTTPS (ou DoH) também está na lista de novidades deste update. Os ajustes para encontrar resoluções com base neste protocolo já nascem dentro das configurações modernas do Windows 10, deixando ainda mais de lado o antigo Painel de Controle. Por fim, o Windows Subsystem for Linux, ou WSL, ganha mais suporte e será preparado para novidades na próxima atualização.

Este próximo update, muito provavelmente é o Sun Valley, com disponibilidade apontada pelos rumores para algum momento entre o primeiro e segundo semestre deste ano. Nele o usuário pode esperar mudanças visuais que não chegam com o 21H1 neste momento, como nova interface para modo tablet e novos botões espalhados por todo sistema operacional da Microsoft.

Com informações: Microsoft e BleepingComputer.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
10 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Naldis (@zepolenta)

Vamos ver se arrumam o problema da barra de pesquisa que até hoje não funciona após atualizar. Terrível !

Diogo Silva (@uzu)

DoH é o que eu mais espero nativamente, junto com algumas novas implementações no WSL

João M. (@RonDamon)

Aqui está normal. Veja se ela não está corrompida aí, no youtube tem um tutorial de excluir o app de pesquisa e baixar novamente via comandos.

Anderson Antonio Santos Costa (@Anderson_Antonio_San)

Será que a Microsoft vai espaçar mais as grandes atualizações do Windows 10?
A próxima grande atualização será a 21H2 segundo o cronograma da MS.
Nas distribuições Linux mais usadas é comum uma grande atualização a cada dois anos, às versões LTS. No Windows 10, as builds LTSB saem de dois em dois anos (três na versão para servidores).

Leonardo Costa Porto dos Santos (@Leonardo_Porto)

Eu não compreendo o motivo para a Microsoft continuar chamando o Windows 10 de 10. Desde o lançamento ele vem sendo continuamente adaptado e melhorado para as necessidades contemporâneas. Já foi incorporado pra ARM, já recebeu reformulações na barra de tarefas, adaptações para múltiplas telas. Virou algo que dificilmente vai ser substituído por outro produto e ganhou um ar de definitivo. Que ficasse Windows apenas. Sei lá, estranhas decisões do marketing

Luis Coelho (@LuisCoelho)

Tá tipo o OS X do mac que ficou por anos.

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Mas o que marcava a atualização do MacOS não era nem tanto o número, mas os animais e agora parques nacionais. Tem um peso muito maior que um número.

Leonardo Costa Porto dos Santos (@Leonardo_Porto)

Verdade, nem lembrei do Mac OS

Paulo Maciel (@pymaciel)

É tipo o macOS, que ficou no 10 por um bom tempo, só mudando o número secundário da versão (.11, .12, .13…), e agora com a mudança dos processadores alterou pra 11.