Início » Brasil » FaceTime no Brasil: ninguém sabe, ninguém viu

FaceTime no Brasil: ninguém sabe, ninguém viu

Por
9 anos atrás

Quem já viu uma palestra de Steve Jobs sabe que ele tem por hábito deixar o melhor para o final, o famoso “one more thing” (“uma coisa a mais”). Quando foi apresentar ao mundo o iPhone 4, Jobs elegeu o FaceTime como o destaque digno de fechar a keynote com chaves de ouro.

É óbvio que todo entusiasta que comprou o iPhone 4 em sua semana de estreia no Brasil (o que inclui este que vos escreve) estava louco para testar o FaceTime e ver na prática o quão mágica e revolucionária a vídeo-chamada da Apple pode (ou não) ser. Mas aí veio a decepção: diversos clientes — de todas as operadoras que o comercializam — não conseguem utilizar o serviço.

FaceTime: just wor…quer dizer, esperando ativação…

Para piorar, ninguém sabe ao certo o motivo ou a solução. A Claro, durante a semana, disse o problema havia sido solucionado — mas, pelo que se lê em fóruns, Twitter e afins, parece que nem todos os clientes tiveram o funcionamento do serviço regularizado.

Ela havia sido a única a se manifestar oficialmente sobre o assunto, até que hoje a Vivo escreveu um post em seu blog reconhecendo o problema, mas sem esclarecer muita coisa ou dar qualquer indicação de que saiba a solução por hora.

Como cliente da Vivo, já entrei em contato com a operadora por três canais diferentes. Pela central de relacionamento especializada no iPhone e na loja onde comprei meu iPhone obtive a mesma informação, de que a empresa estava ciente do problema em em contato com a Apple para tentar identificar a causa e solucionar o problema.

Já pelo Fale Conosco do site da operadora, recebi em resposta um e-mail com um passo-a-passo ilustrado de como ativar o FaceTime, ou melhor, como seria o procedimento de ativação se o serviço não estivesse falhando.

Não custa relatar que nas três tentativas os funcionários da operadora aparentaram estar a par da situação e o atendimento foi muito bom — o quão bom poderia ser, levando-se em consideração que ninguém sabe ainda uma solução.

A impressão que fica é que tanto as operadoras quanto a Apple estão perdidas, tentando descobrir o que se passa. Há suspeita de que a portabilidade numérica possa ter alguma relação com o caso, mas há relatos de clientes que não fizeram portabilidade e que sofrem com o mesmo problema, ou seja, aparentemente voltamos à estaca zero.

Outra hipótese com muitos adeptos é a de que esteja havendo algum problema ou restrição no envio de SMS internacional das pessoas que estão sem o FaceTime, pois é por meio de uma mensagem destas que o serviço é ativado e associado ao número de telefone do aparelho em questão.

Para descartar essa hipótese, mandei um SMS para um número na Inglaterra (país para onde as mensagens de ativação do FaceTime são enviadas) e recebi uma mensagem em resposta, sem qualquer problema. Ainda assim, meu FaceTime continua esperando ativação.

E fora isso, é óbvio que já tentei todo tipo de gambiarra possível: resetar o iPhone, redefinir as configurações, fazer restore do sistema, dar três pulinhos falando o nome de Steve Jobs… já fiz de tudo, nada funcionou.

Não só para mim: uma busca rápida na internet mostra que até algumas pessoas que estavam com o recurso funcionando voltaram a sofrer com o problema (já encontrei pessoalmente uma pessoa com esse mesmo diagnóstico também), sem contar aquelas que, como eu, nunca tiveram seu FaceTime ativado.

Por enquanto é isso. Até que a Apple ou as operadoras encontrem a solução definitiva, continuamos na mesma, “esperando ativação”.