Início » Computador » Nvidia limita desempenho da RTX 3060 para quem minera criptomoeda

Nvidia limita desempenho da RTX 3060 para quem minera criptomoeda

Novas placas Nvidia GeForce RTX 3060 virão com driver que cortará pela metade desempenho da mineração de ether

Bruno IgnacioPor

A fabricante de GPUs Nvidia vem enfrentando um problema de escassez de sua placa de vídeo GeForce RTX 3060. Um dos fatores que levaram a isso é o seu crescente uso por mineradores de criptomoedas, principalmente de ether (ETH). Diante disso, a empresa anunciou nesta quinta-feira (18) que cortará a eficiência de extração de ethereum pela metade.

Placa de vídeo NVIDIA GeForce RTX 3060 (Imagem: Divulgação/NVIDIA)

Placa de vídeo Nvidia GeForce RTX 3060 (Imagem: Divulgação/Nvidia)

A Nvidia tem como objetivo deixar o produto menos atraente para mineradores. Atualmente, o ether é a criptomoeda mais forte do mercado que ainda permite a mineração através de GPUs. Porém, o público gamer vem sofrendo com a falta de estoque da GeForce RTX 3060 e com seus preços cada vez mais altos diante da demanda crescente.

Nvidia reitera que fabrica GPU para jogadores

O compromisso da fabricante é com jogadores e ela deixa isso cada vez mais claro. As novas placas RTX sairão de fábrica com um driver que é capaz de detectar o algoritmo de mineração de ether e então reduzir a taxa de hash (referente à eficiência de mineração) pela metade. Essas novas GPUs serão lançadas no dia 25 de fevereiro.

“Somos jogadores por completo. Somos obcecados por novos recursos de jogos, novas arquiteturas, novos games e tecnologia. Projetamos as GPUs GeForce para jogadores, e os eles estão clamando por mais”, afirmou a fabricante em comunicado.

Mesmo sendo essencialmente arquitetadas para jogos, as GPUs da Nvidia são programáveis para realizarem atividades diversas, “desde simulação de clima e sequenciamento de genes até deep learning e robótica”, de acordo com a empresa. A mineração de criptomoedas é um desses usos, porém esse setor está consumindo mais do que a fabricante imaginou.

“Os drivers do software RTX 3060 são projetados para detectar atributos específicos do algoritmo de mineração de criptomoeda ethereum e limitar a taxa de hash, ou eficiência de mineração de criptomoeda, em cerca de 50 por cento”, afirmou a Nvidia.

CMPs voltarão a ser produzidas pela Nvidia

Mesmo atrapalhando o público gamer, o consumo de GPUs Nvidia por mineradores deram bons resultados financeiros para a empresa. Por isso, a fabricante não excluirá todo um setor de consumidores de seus planos.

A Nvidia também anunciou o retorno de modelos dedicados exclusivamente a extração de ether. “Para atender às necessidades específicas da mineração ethereum, estamos anunciando a linha de produtos Nvidia CMP, ou Cryptocurrency Mining Processor, para mineração profissional.”

Esses modelos não possuem saídas gráficas e por isso são mais baratos. Contudo, eles não deverão perder desempenho algum na mineração de criptomoedas em comparação à série RTX, muito pelo contrário. São placas adaptadas e deverão fornecer maior otimização para a atividade. A Nvidia já produziu esse tipo de produto no passado, mas foi descontinuado quando a demanda desapareceu.

Essa é uma solução que a Nvidia encontrou para agradar ambos os mercados de mineradores e de jogadores. “Elas (CMPs) não atendem às especificações exigidas de uma GPU GeForce e, portanto, não afetam a disponibilidade de placas gráficas para os jogadores”, concluiu a fabricante. Contudo, a empresa não deu uma previsão para o lançamento desses novos modelos de mineração.

Com informações: Engadget

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
7 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

João M. (@RonDamon)

Um carinha fez testes em mineração dela e o bloqueio é direto na bios, nem é via driver (se fosse qualquer pessoa com 1% de conhecimento burlaria):

Finalmente alguma empresa tomando iniciativa pra parar essa piada. Próximo passo é a AMD.

// (@Francisco)

Nada que um biosmod não resolva

Eu (@Keaton)

Só tem um misero problema: modificar a placa sem transformar num tijolo.

Leandro Silva (@LeandroDalMoro)

Medida acertada, visto que o próprio futuro dos PC Gamers pode ser comprometido. Conheço algumas pessoas e amigos que tiveram PC por muitos anos e este ano em que iriam atualizar seus setups, desistiram por falta de estoque e preços altos quando encontram. Partiram para os consoles. A Nvidia por não ter console e não ter conseguido ter componentes seus nos atuais consoles pode sair bastante prejudicada.

João M. (@RonDamon)

Um engenheiro da Nvidia disse no Twitter que além de driver e firmware, tem bloqueio no hardware em conjunto tb. Boa sorte com isso hahuahuahua. E há rumores de novas fabricações da 3080 e outros modelos virem com os bloqueios tb.

// (@Francisco)

É pra isso que existe JTAG

Eu (@Keaton)

Tu nem precisa de JTAGs pra extrair o BIOS de placas de vídeo… Até mesmo o GPU-Z freeware faz isso em 3 segundos. E dá para trocar o firmware com um software que eu esqueci o nome.

A questão é modificar o BIOS sem cagar nele.

// (@Francisco)

Eu não estava falando da extração da BIOS, mas sim da recuperação, já que seu primeiro comentário fala sobre “como não transformar a GPU em um tijolo” e a JTAG serviria para remover o estado de tijolo da GPU. O contexto do meu comentário era óbvio, já que em um EEPROM em pleno funcionando a extração e gravação do firmware é simples, bem diferente de um EEPROM com firmware corrompido (leia-se “tijolo”), que necessita de um JTAG.

eu sei que modificar alguns parâmetros críticos da BIOS ou regravar o EEPROM de forma errada pode acabar queimando e criando um tijolo, mas geralmente o EEPROM é removido - só quando for necessário utlizar JTAG, obviamente - para regravação e sobre a modificação da BIOS, ela geralmente é feita por um profissional em engenheira reversa e eletrônica, então o risco é mínimo.

Eu (@Keaton)

Ah sim. Mas eu acredito que seja mais que mudar uns parametros. Deve ter alguma coisa programada para detecção das coisas. Mas ai seria fazer engenharia reversa de uma da 3060 e uma da 3070 por exemplo…

A nVidia deveria colocar as limitações no próprio chip na próxima geração…

Mateus B. Cassiano (@mbc07)

Boa sorte

Since Nvidia’s Turing GPUs, the vBIOS comes encrypted, and as such it’s not possible to read it out, modify it, and reload it onto the GPU – the only way people have been able to modify the vBIOS on Nvidia’s recent GPUs is by finding a different BIOS and loading it – but they haven’t strictly modified the existing vBIOS.

Eu (@Keaton)

Teria mais isso para atrapalhar.

Eu (@Keaton)

Faz sim, ninguém encontra para comprar as normais. TALVEZ melhore tipo 1%… Mas essas placas optimizadas pra criptomining vão ser uma desgraça pro meio ambiente… não tem valor de revenda… vai tudo pra reciclagem, do qual plástico, cerâmica e etc vão acabar em aterros de qualquer jeito… Vai ser um inferno.