Início » Telecomunicações » Oi vai arrecadar até R$ 2,5 bilhões para expandir internet por fibra

Oi vai arrecadar até R$ 2,5 bilhões para expandir internet por fibra

Oi irá emitir debêntures conversíveis para aumentar caixa da InfraCo; valor será utilizado para expandir internet banda larga por fibra

Lucas Braga Por

A Oi anunciou que irá emitir R$ 2,5 bilhões em debêntures conversíveis para investir na rede de fibra óptica da InfraCo. A companhia precisa dessa tecnologia para continuar relevante, e segue com a expansão da infraestrutura da banda larga Oi Fibra e planeja dobrar o número de clientes em 2021.

Modem utilizado pela Oi Fibra (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)

Modem utilizado pela Oi Fibra (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)

Debêntures são títulos de crédito emitidos por empresas, e o valor obtido é utilizado para que uma determinada companhia reforce o caixa e viabilize investimentos. Na prática, a Oi está vendendo uma dívida na qual a própria operadora é a devedora, de forma similar ao que acontece com títulos públicos como o Tesouro Direto. No caso da tele, a debênture é conversível e o valor investido poderá ser revertido em ações.

As debêntures conversíveis da Oi possuem garantia real pela Brasil Telecom Comunicação Multimídia (BTCM), a subsidiária da tele que responde pela InfraCo, braço de fibra óptica da companhia. Sendo assim, os recursos captados não serão direcionados para a unidade de clientes da operadora (ClientCo).

Oi Fibra teve crescimento acelerado em 2020

A Oi tem um extenso plano estratégico para colocar em prática, e a empresa quer se transformar em uma grande companhia de fibra óptica. A unidade de telefonia móvel foi vendida para Claro, TIM e Vivo por R$ 16,5 bilhões, mas o negócio ainda precisa ser aprovado pela Anatel e Cade.

Os investimentos em fibra óptica se mostraram importantes nos resultados da companhia, que está em ritmo acelerado de crescimento: a Oi atingiu a marca de 2 milhões de clientes da banda larga Oi Fibra, sendo que 1,3 milhão de acessos foram adicionados apenas em 2020.

A operadora encerrou o ano passado com disponibilidade de fibra em 9,1 milhões de casas (home passed) em 228 municípios. Para 2021, a Oi quer ter 4 milhões de clientes da Oi Fibra e cobertura em mais 94 cidades.

Oi precisa expandir fibra pra continuar relevante

A maior parte dos clientes da Oi ainda é atendida por linhas de cobre, que entrega internet por tecnologia xDSL com velocidades baixas. A empresa perdeu diversos clientes para os pequenos provedores de internet, que costumam ter um melhor serviço e mais rápido com fibra óptica.

Para continuar sendo uma operadora relevante para usuários residenciais, a Oi precisa expandir a rede de fibra com tecnologia FTTH. Para isso, a empresa irá aproveitar sua extensa rede de transporte (backbone), que possui mais de 400 mil km de cabos ópticos interligando cerca de 2.300 municípios brasileiros.

Uma forma encontrada para otimizar o investimento é transformar essa extensa malha óptica em uma rede neutra, que poderá ser “alugada” por outras empresas. A Oi busca um sócio para a unidade de fibra InfraCo, e já firmou um acordo de exclusividade com o banco BTG Pactual.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
9 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Alex (@wuhkuh)

Eu não entendo real como as grandes operadoras demoram tanto pra passar a Fibra, eles tem tudo mais facilitado, tem o backbone, não precisam contratar link e nem nada, não é nada raro ver capitais e região metropolitanas inteiras sem fibra de uma das grandes operadoras, enquanto isso, qualquer empresa de bairro tem fibra até no inferno!

· (@Francisco)

Cara, a gerencia local e a equipe de vendas de um provedor grande é sempre ruim e os pequenos provedores ganham nesse quesito e isso pode explicar o motivo deles terem fibra até no inferno. kkkkk Sem contar que as grandes operadoras só contratam engenheiros, enquanto que os pequenos buscam freelancers. Tem também outros motivos como ter poucos funcionários, terceirizar serviços, lucro por cliente a partir do terceiro mês e sem fidelização (as grandes precisam de 12 só pra sair do prejuízo), compram materiais baratos de marcas pequenas (as grandes só utilizam Furukawa, Nokia, Technicolor, etc)… (a lista dos motivos é longa, deu preguiça hehe)

Na minha cidade, Belém, os pequenos provedores estão crescendo em uma velocidade absurda, enquanto que as grandes só perdem clientes. Encontro um novo provedor no GMaps, SpeedTest ou no bgp.he.net todo mês huehue