Início » Aplicativos e Software » WhatsApp vai bloquear suas mensagens se você não aceitar novas regras

WhatsApp vai bloquear suas mensagens se você não aceitar novas regras

WhatsApp dá explicações sobre o que acontecerá aos usuários que não aceitarem a nova política de privacidade, prevista para maio

Bruno Gall De Blasi Por

O WhatsApp explicou o que acontecerá caso você não aceite a nova política de privacidade. Em um email enviado a parceiros comerciais, a equipe por trás do mensageiro afirmou que os usuários que não concordarem com as regras terão as mensagens bloqueadas. Os termos estão previstos para entrar em vigor em 15 maio.

WhatsApp (Imagem: Haberlernet/Flickr)

WhatsApp (Imagem: Haberlernet/Flickr)

As informações são do TechCrunch. De acordo com o comunicado ao qual o site especializado teve acesso, “por um curto período de tempo”, os usuários até vão receber chamadas e notificações. Mas não poderão ler e nem enviar mensagens pelo aplicativo caso não concordem com a atualização dos termos.

O informe também traz um link para uma página de ajuda com a mesma explicação enviada por email. “O WhatsApp não apagará sua conta, mesmo se você não aceitar a atualização dos Termos de Serviço até essa data. Entretanto, você não poderá usar alguns recursos do WhatsApp até aceitar essa atualização”, afirmam.

A página ainda apresenta opções aos usuários. O primeiro tópico informa que é possível aceitar os novos termos após 15 de maio. Entretanto, o mensageiro diz que irá aplicar a política relacionada a usuários inativos. Segundo a regra, “o WhatsApp geralmente apaga contas que permanecem inativas por mais de 120 dias”.

“O conteúdo armazenado no aparelho do usuário antes de a conta ser apagada será mantido até que o usuário apague o WhatsApp de seu aparelho”, diz a política. “Se o usuário registrar-se novamente no WhatsApp com o mesmo aparelho, o conteúdo armazenado no aparelho voltará a ficar disponível”.

A segunda opção aconselha a exportar dados e histórico de conversas antes de 15 de maio. “Se preferir, você poderá apagar sua conta no Android, iPhone ou KaiOS, mas esperamos que você reconsidere essa decisão”, dizem. O WhatsApp, porém, alerta que esta “ação é irreversível” pois removerá backups, mensagens e o usuário dos grupos.

Facebook e WhatsApp (Imagem: Robert Cheaib/Pixabay)

Facebook e WhatsApp (Imagem: Robert Cheaib/Pixabay)

WhatsApp: novas regras geram reação negativa

O email veio a público em meio à polêmica envolvendo a nova política de privacidade do WhatsApp. Previsto anteriormente para entrar em ação em 8 de fevereiro, os termos foram adiados para 15 de maio. Antes de alterar a data, o mensageiro até chegou a se pronunciar para conter a repercussão negativa. Mas isto não impediu que mensageiros concorrentes ganhassem destaque.

É o caso do Telegram. O aplicativo não só disparou nas lojas de aplicativos ao lado do Signal, como chegou a 500 milhões de usuários em meados de janeiro. A equipe do mensageiro até implementou um recurso para importar conversas do WhatsApp.

Na semana passada, o WABetaInfo apresentou imagens de um novo aviso destinado a quem ainda não aceitou os termos. O objetivo da notificação é oferecer informações mais claras sobre as mudanças no serviço e as informações que são compartilhadas com o Facebook. O comunicado deve começar a ser enviado aos usuários em breve.

Com informações: TechCrunch e WhatsApp (1 e 2)

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
13 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

brad (@brad)

Eu acho que esse momento seria simbólico para todos migrarem (Telegram, Signal ou qualquer outro) e mostrar que quem tem o poder é o “povo”, já que na política a gente não tem essa consciência.

Matheus Gelinski (@MatheusGelinski)

Também concordo, contudo essa galera que não quer mudar do zapzap pra ferramentas melhores e mais seguras não o fazem por puro comodismo, estão na zona de conforto e não querem sair dela. A gente acaba ficando refém disso, pois por onde você vai ou com quem você conversa, já engata um “manda um zap pra mim”, e quando pede pra pessoa mandar via outro canal, ela solta um “não tô a fim de usar”. Digo isso por experiência própria

Desenvolvimentista (@mandatario)

Acho que a parcela que sair do aplicativo por essas regras vai ser tão pequena quem eles nem vão sentir

Jedielson (@Jedielson)

Vou aguentar no Whatsapp até terminar a Faculdade agora em junho, depois disso, adeus. Telegram pra quem quiser falar comigo. Meus irmãos já migraram pro iOs mesmo, então qualquer coisa ainda tem o iMessage.

Sérgio (@trovalds)

Povo já aceitou esses “termos” faz tempo. A base de usuários que tá criando atrito contra essas políticas é minúscula. Quem acha que o mensageiro vai “morrer” por isso pode sonhar à vontade.