Início » Aplicativos e Software » Spotify HiFi vai trazer maior qualidade de áudio por uma taxa adicional

Spotify HiFi vai trazer maior qualidade de áudio por uma taxa adicional

Versão do Spotify com músicas lossless chegará a alguns países e aproxima serviço de concorrentes como Deezer e Tidal

Victor Hugo SilvaPor

O Spotify oferecerá aos usuários uma alternativa para ouvir músicas com maior qualidade de áudio. A opção, batizada de Spotify HiFi, será liberada em países selecionados este ano e estará disponível para quem pagar uma taxa adicional. Ainda não há informações sobre qual será o preço do novo plano.

Spotify (Imagem: SGCDesignco / Unsplash)

Spotify (Imagem: SGCDesignco / Unsplash)

Com a novidade, será possível ouvir músicas com qualidade de CD em padrão lossless, isto é, sem perda de qualidade por conta da compressão. A plataforma indica que a opção permitirá ouvir as faixas com mais profundidade e clareza tanto em celulares e PCs, quanto em alto-falantes compatíveis.

“O streaming de música com alta qualidade é consistentemente um dos recursos mais solicitados por nossos usuários”, afirma a empresa. “Estamos trabalhando com alguns dos maiores fabricantes de alto-falantes do mundo para tornar o Spotify HiFi acessível ao maior número de fãs possível por meio do Spotify Connect”.

A opção com maior qualidade de áudio fará o Spotify se juntar a alguns concorrentes. No Brasil, o Deezer HiFi custa R$ 26,90 por mês e o Tidal HiFi, R$ 33,80 por mês. O Amazon Music conta com uma versão de alta qualidade de áudio, mas ela ainda não está disponível por aqui e custa US$ 14,99 nos EUA. O Apple Music não tem uma versão equivalente.

Spotify será oferecido em 180 países

Além de seu novo plano, o Spotify anunciou uma expansão para mais 80 países. No evento Stream On realizado nesta segunda-feira (22), a empresa informou que, nos próximos dias, passará a estar disponível em mais mercados da América Latina, Europa, Ásia e África. Ao todo, a plataforma será oferecida em mais de 180 países.

Por conta da expansão, o serviço ampliou ganhou versões em mais 36 idiomas, chegando a 80 no total. A chegada em mais países faz a empresa ganhar mais de 1 bilhão de potenciais usuários. Eles deverão ajudar a aumentar rapidamente a base de usuários do Spotify, que terminou 2020 com 345 milhões de usuários, sendo 155 milhões de assinantes do plano Premium.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
11 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Welton Aguiar Martins (@WeltonMartins05)

Já era tempo…

Adriano Garcez (@Adriano_Garcez)

Tenho nem fone de ouvido pra isso…

Igor Nagase (@nagasedesu1)

Noticia ótima!
Quantos países o AM está disponível?

Igor Lana de Melo (@igor_meloil)

Só imaginando aqui quantas pessoas vão assinar o HiFi pra ter maior qualidade e usar no fone do celular enquanto vc só aproveita de verdade com DAC e um fone caríssimo.
Belo pega trouxa pra quem não manja nada de áudio, e vai funcionar.

Mickey Sigrist (@Mickey)

Na minha opinião o Deezer normal já tem áudio com mais qualidade e “corpo” do que o Spotify (usei o Deezer por 5 anos). Eu queria mesmo é que o Spotify melhorasse a usabilidade do app para Android, que é bem fraca e também perde pro Deezer.

Eduardo Cláuferr (@Eduardo_Clauferr)

Eu tenho o deezer hifi, mas testei o Resso e achei o som dele bem limpo e sem perdas. Não sei qual o bits ele usa, só sei que vc escolhe o som entre bom, regular e excelente. E é no excelente que a coisa muda radicalmente e te deixa o mais próximo do original do estúdio

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Isso que ia comentar. Se a pessoa não tem um equipamento adequado, até onde se justifica uma assinatura dessa modalidade Hi-Fi?

Eu nem me refiro a pagar pelo extra, mas sim no sentido de utilidade prática, a partir de que ponto começa a se perceber essa diferença?

Mickey Sigrist (@Mickey)

Também testei os 3 que você mencionou e concordo com o ranking. O Deezer é mal falado mas a verdade é que o serviço possuí uma biblioteca tão boa quanto a do Spotify, o app é o que melhor se integra ao Android (gestos de navegação) e a experiência em geral é bem legal (atalhos bem posicionados para as principais funcionalidades, por exemplo).