Início » Negócios » Facebook cria campanha contra Apple em defesa de anúncios personalizados

Facebook cria campanha contra Apple em defesa de anúncios personalizados

Nova campanha do Facebook critica indiretamente medida de privacidade que entra em vigor com a chegada do iOS 14.5

Ana MarquesPor

O Facebook fez mais um movimento contra a Apple ao lançar uma nova campanha em defesa de anúncios personalizados. A ação intitulada “Good Ideas Deserve To Be Found” (“Boas Ideias Merecem Ser Encontradas”, em tradução livre) será veiculada em comerciais de TV nos Estados Unidos, e critica indiretamente a atualização do iOS 14 que exigirá que aplicativos solicitem permissão antes de rastrear de usuários no iPhone.

Facebook critica Apple indiretamente em campanha

Facebook critica Apple indiretamente em campanha (Imagem: Reprodução/Facebook)

Com a chegada do iOS 14.5, o Facebook e outros apps disponíveis na App Store deverão exibir um prompt para usuários solicitando consentimento antes de monitorar seus interesses e hábitos para fins de publicidade direcionada. A mudança nas políticas de privacidade da Apple gerou bastante polêmica nos últimos meses, sendo o Facebook o principal ator envolvido no lado opositor.

Com a nova campanha, que rodará por 12 semanas na rede social, a empresa de Mark Zuckerberg pretende mostrar às pessoas a importância de sua publicidade personalizada para pequenas empresas, afirmando que sem tais ferramentas, muitos negócios podem não ir para frente.

Mudanças na plataforma de anúncios do Facebook

O Facebook também está mudando sua própria plataforma para tornar o gerenciador de anúncios mais intuitivo, o que vai incluir um painel aprimorado para a visualização de desempenho de campanhas.

A companhia anunciou que não cobrará taxas às pequenas empresas que usam seu recurso de checkout até junho de 2021, bem como manterá a isenção da taxa em eventos online pagos ao menos até agosto.

Duelo de gigantes

Ainda que o Facebook esteja construindo seus argumentos com base nos possíveis impactos que a medida da Apple pode ter para pequenos negócios, há uma enorme disputa de poder acontecendo entre as duas gigantes da tecnologia.

No início de fevereiro, o Facebook se antecipou à dona do iPhone e começou a exibir avisos pedindo para rastrear usuários nos smartphones da marca. Em seu próprio prompt, a rede social explica que a solicitação serve para proporcionar “uma melhor experiência de anúncios”.

A briga entre as duas empresas pode ganhar dimensões ainda maiores: há rumores de que o Facebook possa estar planejando processar a Apple por práticas anticompetitivas.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
6 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

FelipeCG (@FelipeCG)

Hhahahah entrem no vídeo pelo YouTube. A barra de like desapareceu e trancaram os comentários.
99% de rejeição.

Sérgio (@trovalds)

O que não me entra na cabeça é o que o Facebook tem tanto assim a esconder pra fazer esse alarde todo em cima de uma mudança de política de rastreamento. A Apple não vai impedir ninguém de fazer isso, só vai pedir consentimento do usuário (do iOS e iPadOS) pra fazer.

E quanto à praticas anti competitivas, a Apple trabalha com o mesmo modelo de negócios do Facebook? Eu quero é ver qual a alegação quando eles levarem essa conversa pra frente.

E tudo isso por dinheiro. Pergunta se o Facebook quer sair da plataforma. E mesmo pra Apple isso não é interessante por causa do Instagram, principalmente.

Eita (@mandatario)

Eu não confio na Apple.
Ela impede que os outros tenham dados. Enquanto ela COLETA até fazer bico.
Coleta os dados das pessoas e dos APPs. Assim pode lançar concorrentes de boa! Tendo a faca o queijo e a goiabada nas mãos!

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Em alguns casos sim, principalmente se forem sensíveis. Não é o caso do Facebook, todo esse escândalo que está fazendo é pura e simplesmente porque agora o usuário tem a opção de dar consentimento ou não, na coleta de dados. E vejam só, esses dados esses que não pertencem ao Facebook, mas ele tem tratado come se fosse de sua propriedade, que a Apple está tentando roubar. Irônico, não?

Claro que ela coleta dados, inclusive fica a seu critério compartilhar ou não. E mesmo os dados coletados, são anônimos. E outros dados não são anônimos, porque obviamente precisam ser atrelados a você, como para compras.

Felipe Ventura (@felipe)

meu deus

Eita (@mandatario)

Se realmente acredita que fica a seu critério. kkkkk
Eu não confio no face assim como confio menos ainda na Apple