Início » Gadgets » Moto G Smartwatch será lançado este ano, mas não pela Motorola

Moto G Smartwatch será lançado este ano, mas não pela Motorola

Empresa canadense vai lançar três relógios smart com Wear OS, incluindo Moto Watch quadrado e Moto G Smartwatch

Felipe VenturaPor

Uma empresa canadense chamada CE Brands licencia a marca da Motorola para uso em relógios inteligentes, e vai lançar neste ano três modelos diferentes rodando Wear OS – incluindo um Moto Watch quadrado e um Moto G Smartwatch. Em 2019, já tivemos o Moto 360 de 3ª geração, que recebeu reviews positivos.

Moto Watch, Moto One e Moto G Smartwatch (Imagem: Reprodução / CE Brands)

Moto Watch, Moto One e Moto G Smartwatch (Imagem: Reprodução / CE Brands)

A CE Brands confirmou esse plano em uma apresentação para investidores (PDF) no início de fevereiro, descoberta pelo entusiasta Felipe Berhau. Além de câmeras de segurança, lâmpadas inteligentes e purificadores de ar, a empresa quer lançar três relógios em 2021:

  • Moto G Smartwatch, em junho
  • Moto Watch, em julho
  • Moto (Watch) One, também em julho

Pelas imagens, o Moto G Smartwatch e Moto One (ou Moto Watch One?) são bem parecidos: ambos possuem tela circular sem o “pneu furado” do Moto 360 original e dois botões físicos na lateral direita.

As bordas no display do Moto G Smartwatch são maiores, indicando que ele será mais barato. Enquanto isso, o Moto Watch possui formato quadrado e um botão na lateral direita.

Moto G Smartwatch chega em 2021 (Imagem: Reprodução / CE Brands)

Moto G Smartwatch chega em 2021 (Imagem: Reprodução / CE Brands)

Os três modelos rodam Wear OS, do Google, o que era mais ou menos inevitável. Não há muitas opções de sistemas operacionais para wearables: a Samsung não licencia o Tizen para relógios, até onde sabemos; a Huawei só recentemente abriu seu LiteOS para apps de terceiros; e o watchOS é obviamente reservado só para o Apple Watch.

A CE Brands está assumindo as operações da empresa eBuyNow, que tem acordos com a Motorola (para uso da marca em smartwatches), Google (Wear OS) e Qualcomm (processador para wearables).

A estratégia da eBuyNow, segundo a apresentação aos investidores, é “criar produtos que os consumidores demandam usando marcas nas quais eles confiam”. É por isso que ela vende câmeras de segurança com a marca Kodak, por exemplo.

Moto 360 de 3ª geração

Moto 360 de 3ª geração (Imagem: Divulgação / eBuyNow)

Moto 360 de 3ª geração (Imagem: Divulgação / eBuyNow)

Foi a eBuyNow que, em 2019, lançou o Moto 360 de 3ª geração. Ele possui corpo de aço inoxidável, touchscreen OLED redonda de 1,2 polegada com modo sempre ativo, e dois botões na lateral – um deles é giratório para navegar pela interface.

Por dentro, temos o processador Snapdragon Wear 3100, 8 GB de armazenamento e 1 GB de RAM, além de uma bateria de 355 mAh que promete durar o dia inteiro, GPS, NFC e monitor de frequência cardíaca.

Este Moto 360 foi elogiado em reviews por ser confortável de usar, ter boa duração de bateria (para um relógio com Wear OS), e recarregar rápido – ele vai de 0% a 100% em uma hora.

No entanto, a recarga não é wireless: você precisa encaixar um cabo plano em dois pinos magnéticos na traseira – “um design estranho”, segundo o Android Authority. A maior crítica ficava para o preço: ele foi vendido inicialmente por US$ 350, mas baixou para US$ 180 desde então.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando