Início » Celular » Apple informa facilidade de consertar iPhones e MacBooks, mas só na França

Apple informa facilidade de consertar iPhones e MacBooks, mas só na França

Após nova lei francesa entrar em vigor, Apple passa a apresentar índice de reparabilidade de iPhones e MacBooks na França

Bruno Gall De BlasiPor

A Apple começou a exibir um índice de reparabilidade de seus celulares e notebooks na França. A partir de agora, os consumidores franceses terão acesso a uma nota que vai de zero a dez para indicar se um iPhone ou MacBook é fácil de consertar ou não. A novidade já se encontra no catálogo virtual da fabricante no país europeu.

iPhone 12 Pro Max (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

iPhone 12 Pro Max (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

O índice chega após a nova legislação, que tem como objetivo evitar o desperdício, entrar em vigor em 1º de janeiro de 2021. Segundo o site do Ministério da Transição Ecológica da França, o índice de reparabilidade “permitirá que os consumidores saibam se seu produto é reparável, difícil de reparar ou não reparável”.

“De acordo com a lei francesa sobre economia circular, a Apple estabeleceu índices de reparos para configurações padrão dos produtos em questão”, informa o site da Apple. “Esses regulamentos visam limitar o desperdício e promover o desenvolvimento de uma economia circular”.

As avaliações podem ser encontradas na hora de adquirir os produtos da Apple. No caso dos computadores, basta abrir a página com os preços dos modelos à venda para ver o índice abaixo do botão para incluir o dispositivo no carrinho de compras.

No iPhone, o processo é um pouco diferente. Isto porque, além de acessar a página para comprar o celular da Apple, é preciso escolher as opções de cor e armazenamento para, então, visualizar o índice de reparabilidade do aparelho próximo ao preço.

Apple Store da França com índice de reparabilidade do iPhone 12 (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Apple Store da França com índice de reparabilidade do iPhone 12 (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Como o índice de reparabilidade é calculado?

O site do ministério também aponta ao que deve ser levado em consideração para alcançar os resultados. Em uma página sobre a legislação, as autoridades francesas explicam que as notas são baseadas em cinco critérios:

  • Documentação;
  • Facilidade de desmontagem e acesso, ferramentas e fechos;
  • Disponibilidade de peças de reposição;
  • Preço das peças de reposição;
  • Subcritérios específicos para cada tipo de produto.

Esses parâmetros são separados em uma tabela, conforme apresentado na imagem abaixo, que também deve ser disponibilizada aos consumidores. Em seguida, após a avaliação de cada critério apontado anteriormente, os resultados são calculados para chegar a uma nota que varia de zero a dez (quanto maior, melhor).

Cálculo do índice de reparabilidade do iPhone 12 Pro Max (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Cálculo do índice de reparabilidade do iPhone 12 Pro Max (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

O índice de reparabilidade varia de produto para produto. No caso dos celulares, por exemplo, toda a linha iPhone 12 alcançou a nota 6. Na sequência, vem o iPhone SE (2020), iPhone 11 e o iPhone XR com 6,2, 4,6 e 4,5 pontos, respectivamente.

O novo MacBook Air chegou aos 6,5 pontos. O MacBook Pro, porém, tem uma variação notável: segundo o catálogo, o modelo com processador Intel possui nota maior (6,3 de 10) do que a geração atual, com Apple M1 (5,6 de 10). A edição com 16 polegadas (Intel) também aparece com 6,3 pontos.

Com informações: Apple (França), Ministério da Transição Ecológica da França (1 e 2) e The Verge

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando