Início » Finanças » PicPay troca QR Code próprio por BR Code, padrão do Banco Central

PicPay troca QR Code próprio por BR Code, padrão do Banco Central

BR Code é um padrão de pagamentos por QR Code do Banco Central; PicPay orienta que códigos impressos antigos sejam trocados

Emerson Alecrim Por

O PicPay ganhou popularidade por permitir transferência rápida de dinheiro entre usuários, mas os pagamentos por QR Code também ajudaram a impulsionar o serviço. Esse mecanismo mudou recentemente, no entanto: agora, a plataforma usa o padrão de código BR Code, estabelecido pelo Banco Central em 2020.

App do PicPay (Imagem: Lucas Lima / Tecnoblog)

App do PicPay (imagem: Lucas Lima/Tecnoblog)

Se você nunca ouviu falar do BR Code, não se preocupe: esse padrão foi anunciado em março de 2020, justamente quando a epidemia de COVID-19 ganhava força no Brasil e ações de isolamento social ou fechamento de comércios começavam a ser promovidas em todo o país. Em função disso, o anúncio do BR Code passou praticamente despercebido.

O BR Code não é um novo formato de código, mas uma padronização do uso de QR Code para operações financeiras no Brasil. O objetivo do Banco Central com a iniciativa é proporcionar mais transparência nas operações de pagamento via QR Code e facilitar a interoperabilidade entre as mais diversas soluções do tipo.

Na ocasião, o próprio Banco Central explicou que a proposta do BR Code é semelhante ao movimento que padronizou transações em maquininhas de cartão (POS):

No início, o comércio tinha que ter uma máquina específica para cada arranjo. Posteriormente, evoluiu-se para um modelo em que vários arranjos podem ter suas operações cursadas em um único equipamento. Essa possibilidade promoveu uma maior competição no setor, com os usuários pagador e recebedor podendo escolher o instrumento/arranjo de pagamento que melhor atenda seus interesses.

Como o BR Code também viabiliza operações de pagamento no Pix via QR Code, a tendência é justamente a de que o padrão tenha adoção progressiva pelas instituições financeiras.

No caso do PicPay, a mudança começou a valer neste mês de março. A empresa explica que, para quem utiliza QR Code no aplicativo, a mudança para o BR Code é automática e não exige nenhuma ação específica. Basta manter o app atualizado.

Para quem tem um código impresso e usa o PicPay “normal” ou o PicPay Pro, o código no novo padrão para impressão pode ser gerado nas opções do ícone de QR Code.

PicPay ensina como migrar para BR Code (Imagem: Divulgação)

PicPay ensina como migrar para BR Code (Imagem: divulgação/PicPay)

Os códigos antigos não funcionam mais, por isso, o PicPay orienta a quem utiliza QR Codes impressos que providenciem uma nova impressão.

No PicPay Empresas, tanto no aplicativo para Android quanto no app para iOS, basta ir em “Ajustes”, “Meu QR Code” e “Imprimir QR Code”. O novo código pode ser enviado por e-mail ou salvo no celular para ser impresso posteriormente.

A versão do PicPay Empresas para iOS também permite que o usuário solicite uma plaquinha com o novo código para ser entregue em seu endereço.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando