Início » Internet » Como melhorar a conexão de internet no Nintendo Switch

Como melhorar a conexão de internet no Nintendo Switch

Enfrentando muito lag ou quedas nas partidas? Saiba o que pode ser feito para melhorar a conexão de internet no Nintendo Switch

Lucas Lima Por

Assim como todo aparelho conectado à internet está sujeito a conexões ruins, interferências e perdas de sinal, assim é com o console da Nintendo, principalmente se está conectado ao Wi-Fi. Jogos exigem uma boa conexão, para tornar a competição ou cooperação justa na partida. Entenda o que pode ser feito para melhorar a internet no Nintendo Switch.

Nintendo Switch Lite (Imagem: Melissa Cruz Cossetti/Tecnoblog)

Nintendo Switch Lite (Imagem: Melissa Cruz Cossetti/Tecnoblog)

Por que a internet no Switch é ruim?

Não que seja tão ruim. Ocorre que o Nintendo Switch se conecta à internet, primariamente, via Wi-Fi. Então essa conexão, por não usar fios, pode variar por muitos motivos, desde a posição do roteador, o local que se está jogando, quantas pessoas estão usando a internet no momento e por aí vai.

O Switch tradicional ainda tem a alternativa de usar a internet via cabo de rede na dock, usando um adaptador de USB para Ethernet (vendido separadamente), o que já ajudaria muito a manter a conexão boa mesmo se o console estiver longe do roteador.

No caso do Lite (ou até mesmo no Switch normal, se o usuário quiser), a opção é um adaptador USB do tipo C para Ethernet, qual será conectado diretamente na porta de carregamento do console.

Para carregar enquanto se usa a conexão cabeada, é preciso procurar outro acessório que expanda as portas do Switch Lite, como o Dual USB PlayStand da HORI — acessório licenciado e recomendado pela Nintendo.

Dual USB PlayStand da HORI para Switch (Imagem: Divulgação/HORI)

Dual USB PlayStand da HORI para Switch (Imagem: Divulgação/HORI)

Se usar a conexão cabeada não é uma opção. O jeito é tentar melhorar o Wi-Fi.

Como melhorar a internet via Wi-Fi no Switch

Nesse tópico, as mesmas recomendações valem para qualquer aparelho conectado à rede Wi-Fi. Ou seja, o que é dito sobre melhorar a conectividade no PC, smartphone, TV, também vale para o Nintendo Switch.

1. Posicione-se próximo ao roteador

Não é bobagem: quanto menos obstáculos entre o roteador e o dispositivo conectado, melhor será o sinal. Por se tratar de um portátil, é mais fácil ficar numa área próxima do roteador.

Se o roteador ficar em um cômodo ruim para a jogatina, como em ambientes nos quais outras pessoas fazem outra atividade, como ver TV, cabe pensar em mudar o equipamento de lugar.

O ideal é que o roteador esteja no centro da casa, para que o sinal seja propagado para todos os ambientes. Quanto mais longe, pior é a transmissão e mais barreiras encontrará até chegar ao Nintendo Switch, prejudicando a conexão com a internet.

Se posicionar próximo ao roteador pode melhorar a internet do Nintendo Switch (Imagem: Misha Feshchak/Unsplash)

Se posicionar próximo ao roteador pode melhorar a internet do Nintendo Switch (Imagem: Misha Feshchak/Unsplash)

A preferência também é para lugares altos, como em cima de estantes ou outros móveis e longe de estruturas metálicas. Isso evita a interferência, se for o caso de estar atrás de uma TV, sofá ou qualquer cantinho digno de um aparelho que muitos preferem esconder.

Para entender mais sobre os problemas de obstáculos para o Wi-Fi, leia o artigo que explica como funciona a transmissão sem fio do roteador.

2. Muitos equipamentos conectados

Roteadores mais modernos embarcam tecnologias para suportar mais dispositivos conectados ao mesmo tempo, como a MU-MIMO. É possível que, no futuro, essa tecnologia já seja um padrão da indústria, mas até lá e se o usuário não pretende trocar o equipamento, a alternativa é desafogar o roteador.

Isso envolve, literalmente, desconectar os demais dispositivos que não estão em uso ou não precisam de internet no momento — o computador, TV, a assistente virtual, o smartphone, tablet. Claro, não precisa sair desligando a casa toda sempre que for jogar, mas vale o experimento caso a conexão esteja impraticável.

3. Concentre a banda de internet no Switch

Similar ao tópico anterior, de nada adianta deixar poucos equipamentos conectados se esses poucos estão consumindo muita banda, como assistindo Netflix, em uma chamada de vídeo ou baixando algum arquivo grande — seja um torrent, outro jogo no computador ou uma atualização de software, por exemplo.

Priorize a banda de rede para o Nintendo Switch (Imagem: Fotocitizen/Pixabay)

Priorize a banda de rede para o Nintendo Switch (Imagem: Fotocitizen/Pixabay)

Principalmente em roteadores mais velhos, a banda não é distribuída com regras de prioridade, o que pode prejudicar a internet no Nintendo Switch. Isso influi na latência do jogo (ping) ou até mesmo quedas na conexão, se não sobrar um fiozinho para manter a ligação com os servidores.

4. Velocidade da banda é um problema?

Qual a velocidade da banda de internet contratada com a operadora? Se for pouca e há outros equipamentos conectados, também vai ser um problema.

Imagine que tem uma torneira aberta para encher quatro baldes ao mesmo tempo. Vai demorar até que esses quatro baldes estejam completos. O tempo de espera seria menor se o que tivesse distribuindo a água fosse uma cachoeira, com vazão maior 🤷🏻‍♂️ — analogia ruim, eu sei, mas serviu.

O recomendado é ter uma banda de 15 Mb/s ou superior, para alcançar transferências de 1,5 Mb/s. Quanto maior, melhor. Se não sabe qual a velocidade contratada, há ferramentas para fazer esse teste.

Tomar essas atitudes podem ajudar a melhorar a internet no Nintendo Switch ou identificar o problema. O fato de ter que fazer um investimento para melhorar o sinal não é descartável, mas antes vale tentar se virar com o que tem.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando