Início » Negócios » É pegar e levar: Amazon abre loja sem caixa pela 1ª vez fora dos EUA

É pegar e levar: Amazon abre loja sem caixa pela 1ª vez fora dos EUA

Após aproximarem celular a leitor na entrada, clientes do Amazon Fresh podem fazer compras sem esperar na fila do caixa

Victor Hugo Silva Por

A Amazon inaugurou a primeira loja fora dos Estados Unidos de sua rede de mercados em que clientes não precisam passar produtos no caixa. A unidade foi aberta em Londres e, como as demais, exige apenas a identificação pelo aplicativo da empresa. Depois disso, os produtos retirados da prateleira são automaticamente incluídos em um carrinho virtual.

Amazon Fresh de Londres (Imagem: Divulgação)

Amazon Fresh de Londres (Imagem: Divulgação)

A unidade de Londres usa a marca Amazon Fresh, que, nos EUA, se refere à rede voltada para compras maiores e com carrinhos inteligentes. No entanto, ela é mais parecida com o Amazon Go, criado para compras rápidas. Além de não ter carrinhos, o mercado aberto na capital britânica é bem menor do que o americano.

Enquanto o Amazon Fresh de Los Angeles conta com mais de 3.200 m², a loja de Londres tem cerca de 230 m². As lojas do Amazon Go, por sua vez, têm área semelhante à da nova unidade e costumam ser abertas em espaços entre 110 m² e 210 m².

Amazon usa tecnologia Just Walk Out

O Amazon Fresh de Londres utiliza a tecnologia Just Walk Out, em que clientes aproximam o celular de um leitor na entrada para começar a comprar. Após a identificação, sensores e câmeras da loja verificam itens retirados da prateleira para adicioná-los em seus respectivos carrinhos virtuais. A cobrança é feita na saída por meio do aplicativo da empresa.

A tecnologia começou a ser testada em 2016 no Amazon Go, mas só foi liberada ao público em 2018. Desde então, a companhia lançou 26 lojas da rede nos EUA e, agora, esta em Londres. Em 2020, a empresa lançou a primeira unidade do Fresh, que usa o carrinho inteligente Dash Cart.

Ao anunciar a primeira unidade no Reino Unido, a Amazon indicou que planeja inaugurar mais lojas na região metropolitana de Londres. A gigante do varejo vai competir com o Sainsbury, mercado local que abriu, em 2019, uma loja que dispensa a apresentação dos produtos no caixa.

Amazon Fresh de Londres (Imagem: Divulgação)

Amazon Fresh de Londres (Imagem: Divulgação)

Com informações: The Verge, Engadget.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
11 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Gustavo Guerra (@GustavoGuerra)

Ainda vai demorar muitas luas para algo assim chegar por aqui no Brasil (se é que vai chegar), mas acho esse modelo super interessante.

Principalmente agora em tempos de pandemia, não há qualquer contato humano dentro do estabelecimento a não ser com outros clientes.

O futuro chegou pessoal!

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Olha, seríamos um ótimo polo para testes. Se o sistema deles fosse a prova do jeitinho brasileiro, poderia dar certo em qualquer lugar da terra.

 • 令和 • Ward'z de Souza 🇯🇵🎌🦊🔥 - Risonho e Límpido (@Wardz_de_souzA)

Eu acho fascinante essa modalidade.

Não sei se estarei vivo pra ver isso.

imhotep (@imhotep)

O sistema da Amazon pode até funcionar.

Mas essas lojas pick and pay que existem hoje em lugares públicos e condomínios, não dão certo no Brasil dada a honestidade do brasileiro médio.

@ksio89

No Brasil não ia dar certo não só pela honestidade, ou melhor, pela falta dela. Sindicatos de operadores de caixa e a justiça trabalhista iriam fazer confusão para proibir essas lojas, alegando que estaria roubando empregos.

No país que postos são obrigados a ter frentistas e ainda onde existiam ascensoristas até pouco tempo, não duvido que aconteceria isso.