Início » Jogos » Final Fantasy 14 suspende mais de 5 mil jogadores por comércio ilegal

Final Fantasy 14 suspende mais de 5 mil jogadores por comércio ilegal

Os usuários punidos vendiam ou compravam itens dentro do jogo por dinheiro real em Final Fantasy 14

Murilo Tunholi Por

A Square Enix baniu mais de 5 mil jogadores de Final Fantasy XIV que vendiam itens dentro do jogo por dinheiro real. Além disso, outras 800 contas que divulgavam as trocas no chat foram suspensas. Em comunicado no site oficial, a empresa explicou que as regras proíbem comercializar itens ou serviços dentro do game por qualquer recurso que não seja o gil — a moeda virtual do MMORPG.

Final Fantasy 14 é o MMORPG da Square Enix (Imagem: Divulgação/Square Enix)

Final Fantasy 14 é o MMORPG da Square Enix (Imagem: Divulgação/Square Enix)

Os banimentos aconteceram entre os dias 25 de fevereiro e 3 de março. De acordo com a Square, 5.037 contas foram suspensas por comércio com dinheiro real, e outros 814 usuários foram desativados por anunciarem as transações dentro do jogo. No total, 5.851 jogadores receberam punições.

A atividade de comercializar itens por dinheiro real — ou real money trading (RMT) — não é incomum em MMORPGs. Em agosto de 2019, outros 10 mil jogadores de Final Fantasy 14 foram suspensos por RMT. Já em World of Warcraft, jogo do mesmo gênero, mais de 40 mil contas foram banidas dos servidores de WoW Classic entre junho e julho de 2020 pelo mesmo motivo.

Além de prejudicar a economia do jogo, o RMT é associado ao uso de métodos ilegais para conseguir itens em grande quantidade, como bots para minerar gil. Vale mencionar que a punição se aplica tanto para os jogadores que vendem as mercadorias quanto para os que compram com dinheiro real.

Como denunciar jogadores em Final Fantasy 14

A Square Enix recomenda denunciar os jogadores que praticam o RMT. Para fazer isso, basta clicar com o botão direito do mouse sobre o nome do usuário no chat do game, selecionar a opção “Report”, e em seguida “Report RMT Activity”.

Com informações: Kotaku, PCGamesN.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando