Início » Aplicativos e Software » Google Meet leva layout em blocos para chamadas em vídeo no celular

Google Meet leva layout em blocos para chamadas em vídeo no celular

O Google Meet finalmente exibe mais pessoas de uma só vez no aplicativo para o serviço de chamada de vídeo, primeiro no iOS

André Fogaça Por

O Google liberou o layout em blocos para chamadas de vídeo feitas pelo Google Meet, através do aplicativo para smartphones. Com a nova possibilidade de interface, agora usuários podem ver mais participantes de uma só vem em gadgets que vão além do computador em casa ou no trabalho.

Google Meet no iPhone (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)

Google Meet no iPhone (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)

Até este lançamento, somente usuários que participam de reuniões em vídeo a partir do computador (seja ele Linux, Windows ou macOS) ou Chromebook podem escolher uma interface capaz de exibir muitas pessoas ao mesmo tempo. Por um lado essa limitação faz sentido justamente pelo tamanho físico da tela, mas por outro atrapalha quem está fora de casa e apenas com o smartphone em mãos.

Tudo isso começa a mudar a partir desta semana, quando o Google Meet aberto em um aplicativo da plataforma para iPhone, iPad ou iPod Touch passa a exibir múltiplos participantes simultaneamente. A imagem divulgada pelo próprio Google exibe oito pessoas em um celular, mas não está claro se em tablets o app percebe o display maior e exibe ainda mais quadradinhos.

Google Meet com interface em blocos (Imagem: divulgação/Google)

Google Meet com interface em blocos (Imagem: divulgação/Google)

A versão para Android do aplicativo com este novo layout em blocos ainda está em desenvolvimento e o lançamento deve acontecer “em breve”, segundo o próprio gigante das buscas. Em ambas as plataformas móveis a experiência é basicamente a mesma: cada quadrado corresponde a uma pessoa com seu nome, junto de um ícone para indicar quem está falando. Na parte inferior também existe um contador que diz a quantidade total de participantes.

Google Meet vem ganhando diversos recursos

Este não é o único passo do Google Meet quando o assunto é entregar novas funcionalidades para as pessoas que escolhem essa plataforma, no lugar de concorrentes como o Microsoft Teams, Zoom ou mesmo Discord. Ainda nesta semana o gigante das buscas começou a liberar uma ferramenta para que alunos gravem aulas ministradas pelo serviço. Neste caso o arquivo com o vídeo e áudio fica disponível em uma conta do Google Drive.

Outra novidade recente é a possibilidade do anfitrião da reunião fechar a sala para todos, de uma só vez. O objetivo é não deixar participantes sem um professor em aulas remotas, mas o recurso também está disponível para o Workspace das empresas, longe das escolas.

Além deste, o Google Meet prometeu inserir uma ferramenta para transcrição de áudio. Neste recurso, focado para o uso nas escolas, uma aula é transformada em texto de forma automática, mais ou menos como são criadas as legendas automáticas no YouTube. Ao final, o professor recebe o arquivo com o resultado, pode alterar alguma passagem que foi entendida de forma errada e então envia o conteúdo para os alunos presentes – esta função é especialmente útil para os alunos que não estavam presentes.

Com informações: Google.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando