Início » Celular » Samsung avisa que novo Galaxy Note só deve ser lançado em 2022

Samsung avisa que novo Galaxy Note só deve ser lançado em 2022

Após diversos rumores sobre o fim da linha de celulares, Samsung diz que próximo Galaxy Note deve ficar para o ano que vem

Bruno Gall De Blasi Por

A Samsung pode não lançar um novo Samsung Galaxy Note neste ano. É o que conta DJ Koh, co-CEO da companhia responsável por celulares e equipamentos de rede: de acordo com o executivo, a próxima geração da linha de smartphones premium da marca sul-coreana só deve chegar em 2022.

Samsung Galaxy Note 20 Ultra - Review

S Pen no Galaxy Note 20 Ultra (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

As informações sobre o possível adiamento foram reveladas em uma reunião anual com acionistas em Seul, capital da Coreia do Sul. Conforme relatado pela Bloomberg nesta terça-feira (16), além de tratar sobre a escassez global de chips, DJ Koh também falou sobre o futuro da família Samsung Galaxy Note.

“A categoria Note está posicionada como um modelo de ponta em nosso portfólio de negócios”, disse. “Pode ser um fardo revelar dois dispositivos emblemáticos em um ano, então pode ser difícil lançar um modelo Note no segundo semestre. O momento de lançamento do modelo Note pode ser alterado, mas buscamos lançar um modelo Note no próximo ano”.

O comentário chega após inúmeros relatos sobre o fim da linha de celulares. É o caso de um rumor revelado em agosto de 2020, apontando que o Galaxy S21 Ultra traria suporte à S Pen e que a Samsung iria cancelar a família Galaxy Note na sequência.

Meses depois, as especulações sobre a compatibilidade do acessório chegaram ao sucessor do Galaxy Z Fold 2. Além disso, demais informações de bastidores apresentadas em novembro apontavam que a Samsung iria encerrar a categoria e dedicar o seu foco aos celulares dobráveis da marca.

Samsung Galaxy S21 Ultra (Imagem: Divulgação/Samsung)

Samsung Galaxy S21 Ultra (Imagem: Divulgação/Samsung)

Samsung lança Galaxy S21 Ultra com suporte à S Pen

No ano seguinte, em janeiro, a Samsung anunciou o Samsung Galaxy S21 Ultra com suporte à caneta. O acessório, no entanto, não acompanha o celular na caixa, ao contrário do que acontece com a linha Galaxy Note. O sucessor do Galaxy S20 Ultra também não possui compartimento para guardar a S Pen.

Após o lançamento, a Samsung se pronunciou sobre os rumores. Em nota, a empresa afirmou que, ainda que o Galaxy S21 Ultra tenha suporte à caneta, “isso não significa que a Samsung não está comprometida com a categoria Note, mas está expandindo a experiência Note em todas as categorias de dispositivos”.

“Para fornecer a melhor experiência móvel a todos os consumidores, ouviremos ativamente os comentários dos consumidores e os refletiremos em nossa inovação contínua de produtos”, concluíram.

Com informações: Bloomberg e The Verge

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

A Samsung lança diversos aparelhos flagship, imagino que isso possa causar problemas logísticos com a cadeia de suprimentos, nesse período atual, que vem afetando inclusive a fábrica da Samsung nos Estados Unidos. A Qualcomm também vem passando por problemas.

E pensando como estratégia de mercado, é melhor acabar com a linha Note e incorpora-la em um dobrável e fazer um rebrand da marca fold.

Hoje o Galaxy Note é um S melhorado, nem de longe tem a representatividade do passado. Ressignifica-lo como dobrável, tem mais apelo e fala melhor com o público original da linha Note, que era mais voltado a produtividade e empresarial.

Fazendo isso acaba concentrando mais público na linha S, o que aumenta o número de vendas e gera um engajamento e reconhecimento de marca melhor para a Samsung, que vem a algum tempo passando por sucessivas linhas S com baixas vendas, esse pode ser o ano adequado para essa transição.