Início » Finanças » Bitcoin substitui mais o ouro do que o dólar, diz presidente do Fed

Bitcoin substitui mais o ouro do que o dólar, diz presidente do Fed

Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, disse que o bitcoin (BTC) seria um melhor substituto ao ouro do que ao dólar

Bruno Ignacio Por

Jerome Powell, presidente do Federal Reserve (Fed), afirmou nesta segunda-feira (22) que o bitcoin (BTC) poderia ser um melhor substituto para o ouro do que para o dólar. Durante evento promovido pelo Banco de Compensações Internacionais (BIS), ele disse que a criptomoeda não é particularmente interessante como meio de pagamento devido à sua volatilidade.

Jerome Powell, presidente do Federal Reserve (Imagem: Brookings Institution/Flickr)

Jerome Powell, presidente do Federal Reserve (Imagem: Brookings Institution/Flickr)

“Criptoativos são altamente voláteis, como o bitcoin, e por isso não são muito úteis como reserva de valor. Eles não são apoiados por nada, são ativos especulativos”, disse Powell. “Essencialmente, é mais um substituto para o ouro do que para o dólar”, conclui o presidente do Federal Reserve.

Stablecoins são mais relevantes para o sistema monetário

Enquanto as principais criptomoedas do mercado realmente se demonstram ser extremamente voláteis e especulativas, outro tipo de moedas digitais pode oferecer a estabilidade necessária para que sejam utilizadas como meio de pagamentos. Powell disse que as chamadas stablecoins, que são vinculadas tipicamente à alguma moeda fiduciária como o dólar, são uma “evolução” dos criptoativos.

“As stablecoins ​​podem ter um papel a desempenhar com a regulamentação apropriada, mas esse papel não será de formar a base de um novo sistema monetário global”, afirmou Powell. O presidente do Fed também disse que uma moeda global que é administrada por uma empresa privada “merecerá e receberá o mais alto nível de expectativas regulatórias”.

Dólar digital deve coexistir com dinheiro físico

Na última quinta-feira (18), Jerome Powell disse que as criptomoedas de bancos centrais, ou CBDCs, assim como um futuro dólar digital, devem coexistir com as cédulas e outras formas de dinheiro em um sistema monetário mais flexível. Segundo o presidente do Fed, essas moedas digitais estatais precisariam ser integradas ao sistema de pagamentos existente para ter sucesso.

“Um relatório recente do Banco de Compensações Internacionais e de um grupo de sete bancos centrais, que inclui o Fed, avaliou a viabilidade das CBDCs em ajudar os bancos centrais a cumprirem seus objetivos de políticas públicas”, disse Powell em discurso durante uma conferência em Basel, na Suíça.

Ele destacou uma das conclusões do relatório. O grupo internacional entende que as CBDCs devem “coexistir com cédulas e com outros tipos dinheiro em um sistema de pagamentos flexível e inovador”.

Além disso, a implementação global desse tipo de criptomoeda “envolve múltiplas jurisdições”. Segundo Powell, para que um sistema desses avance, é necessário que os países trabalhem juntos na regulamentação através de fóruns internacionais e encontros como os do G7 e G20.

Com informações: CNBC

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
6 usuários participando