Início » Celular » Como usar o iPhone no exterior

Como usar o iPhone no exterior

Saiba o que como usar o iPhone durante uma viagem internacional; entenda a diferença do roaming, chip de viagem e eSIM

Lucas BragaPor

Ter um smartphone funcional em uma viagem ao exterior pode ajudar a economizar tempo e manter contato com amigos, familiares e colegas de trabalho. No entanto, existem alguns detalhes importantes sobre como usar o iPhone no exterior: aprenda o que deve ser feito com antecedência, como ativar o roaming internacional e os benefícios de comprar chip de uma operadora local.

Aprenda como usar o iPhone no exterior

Saiba como usar o iPhone no exterior (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)

Verifique qual o padrão de tomada do país de destino

Um dos itens mais importantes ao fazer uma viagem ao exterior é certificar se você conseguirá carregar seu celular. Os plugues de tomada variam entre cada país, e não ter o adaptador certo pode te deixar sem bateria.

Carregador de iPhone vendido no Brasil funciona na Europa

Carregador de iPhone vendido no Brasil funciona na Europa (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Se você vai viajar para a países-membros da União Europa provavelmente conseguirá utilizar o carregador brasileiro, com plugues redondos. Mas se a viagem for aos Estados Unidos, Canadá ou México, é necessário usar um adaptador de tomada para os pinos retos.

Uma boa dica é comprar logo de cara um adaptador universal de tomadas para viagens, que é vendido por menos de R$ 50 no varejo brasileiro. Deixar para resolver isso no destino costuma ser uma má ideia, uma vez que lugares turísticos costumam cobrar caro pelo item.

Salve mapas e documentos para uso offline

É possível ficar sem sinal de internet, e ficar perdido em um país desconhecido não é legal. Para evitar perrengues, vale a pena seguir algumas dicas de como usar o iPhone no exterior:

  • Encontre um dicionário que permita uso sem internet. O Google Tradutor funciona de forma offline, mas é necessário baixar os pacotes de tradução de forma prévia.
  • Ter um mapa funcional também é importante, e o Google Maps permite uso offline. Se você pretende dirigir, vale a pena entender como o Waze funciona sem internet.
  • Mantenha seus principais documentos salvos na galeria de imagens ou aplicativo de notas. Vale a pena ter uma foto do passaporte, da carteira de motorista, reservas de hotéis, passagens aéreas e a apólice do seguro viagem.

Usando internet no iPhone no exterior

Um smartphone sem internet disponível tem diversas limitações, e escolher qual a forma de se manter conectado pode fazer diferença na viagem:

1) Roaming internacional no iPhone

A maneira mais prática de ter conexão é utilizando o roaming internacional, mas essa facilidade pode não estar ao alcance de todos: costuma ser um serviço caro ou acessível apenas para quem tem um plano de celular pós-pago. A grande vantagem é que você fica apto para fazer e receber ligações com seu próprio número, como se estivesse no Brasil, além de acessar a internet sem maiores dificuldades.

Vale a pena verificar com sua companhia quais são as tarifas de roaming internacional. Alguns planos da Claro, Oi, TIM e Vivo incluem cobertura para determinados países sem custo extra, o que facilita bastante. Pode ser necessário ativar o serviço com antecedência, então é recomendável ligar para a central de atendimento antes de viajar.

Se essa for sua opção, é importante ativar o roaming de dados no iPhone. Saiba como:

  1. Vá em Ajustes, depois em Celular. Se você tem mais de uma linha no iPhone através de um eSIM, selecione o plano que você deseja utilizar.
  2. Ative a opção Roaming de dados.
Como ativar o roaming internacional no iPhone (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)

Como ativar o roaming internacional no iPhone (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)

2) Usando o iPhone apenas com Wi-Fi

Se você não se importa em ficar offline durante uma parte da viagem, é possível usar o Wi-Fi. O processo de seleção da rede é idêntico ao de um hotspot brasileiro, mas é possível que o fornecedor exija algum tipo de cadastro para liberar o acesso à internet.

A maioria dos hotéis possuem Wi-Fi, e na grande maioria das vezes o acesso é gratuito. Aeroportos também costumam ter hotspots, mas é possível que o acesso seja pago. Ainda há locais com rede de internet gratuita, mas que exigem cadastros com confirmação por SMS.

Se você vai usar apenas Wi-Fi para ter internet no iPhone, é importante certificar que o roaming de dados está desativado para evitar cobranças indesejadas na fatura do plano brasileiro. Usar o telefone no modo avião com Wi-Fi ligado pode até ser uma boa ideia, mas essa função desativa a localização por GPS.

É importante lembrar que não é possível fazer ou receber ligações tradicionais sem o uso da rede móvel. Nesse caso, vale apelar para aplicativos oferecem chamadas via internet, como WhatsApp, Telegram e FaceTime.

3) Usando uma operadora local (chip de viagem)

Uma das opções mais econômicas para usar internet 4G durante toda a viagem é comprar um chip pré-pago de uma operadora no país visitado. As tarifas costumam ser mais vantajosas que o roaming internacional.

A desvantagem frente ao roaming internacional é que você não poderá receber chamadas com seu número brasileiro, e, dependendo do plano, fazer ligações para o Brasil pode ser caro. Como alternativa, é possível fazer chamadas de voz e vídeo pelo WhatsApp, Telegram, FaceTime e outros aplicativos.

Gaveta de SIM card do iPhone 12 Mini (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Chip de uma operadora local é alternativa para usar iPhone no exterior (Imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Cada país tem diferentes operadoras, que possuem seus próprios planos. Em destinos mais turísticos é comum encontrar quiosques que vendem chips logo no desembarque do aeroporto ou estação de trem.

Para saber qual é o melhor plano para cada país, vale conferir a Prepaid Data SIM Card Wiki (em inglês), que costuma ter informações sobre planos pré-pagos de diversos países do mundo. Se essa for a sua opção, não se esqueça de levar um extrator de chip na bagagem – pode ser até mesmo um clipe de papel.

4) Usando um eSIM

Outra alternativa de conexão é o chip virtual (eSIM). Disponível desde o iPhone XS e iPhone XR, é possível contratar um plano de dados 4G sem ter que visitar uma loja de operadora de celular.

  • Para os Estados Unidos, a T-Mobile tem o app T-Mobile Prepaid eSIM. A Verizon também permite a contratação de um plano pré-pago no pelo My Verizon;
  • Existem operadoras virtuais focada em turistas que comercializam pacotes de dados para eSIM, como a GigSky, Truphone, Ubigi, Webbing, entre outras.

Após ativar o eSIM, é necessário defini-lo como a linha principal para uso de dados celulares. Saiba como fazer:

  1. Vá em Ajustes, depois em Celular.
  2. Abra a opção Dados Celulares
  3. Selecione a operadora do eSIM.
  4. Mantenha desabilitada a opção Permitir Alternação de Dados Celulares, para evitar uso de roaming internacional do seu chip principal.
Como mudar a linha padrão para usar dados 4G no iPhone (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)

Como mudar a linha padrão para usar dados 4G no iPhone (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)

Fazendo as malas

Agora que você já sabe como usar um iPhone no exterior, é hora de se preparar para a viagem. Aproveite as funções que um smartphone tem para oferecer e não deixe de baixar apps da companhia aérea, rede de hotéis e guias do destino.

Boa viagem!

Com informações: Apple

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando