Início » Aplicativos e Software » Como acessar sites antigos com Adobe Flash Player

Como acessar sites antigos com Adobe Flash Player

Tecnologia ultrapassada; saiba como acessar sites antigos com Adobe Flash Player quais métodos mais seguros de uso

Leandro KovacsPor

A tecnologia foi abandonada no início de 2021. Veja abaixo, como acessar sites antigos com Adobe Flash Player e quais são os métodos mais seguros para acessar sites com essa tecnologia que já está extinta. Os sites em Flash foram muito utilizados pelo público, principalmente, para rodar jogos simples através do navegador. Mas, diversas empresas possuíam seus processos baseados na tecnologia Flash da Adobe.

Como acessar sites antigos com Adobe Flash Player (Imagem: VMware Arena/Divulgação)

Como acessar sites antigos com Adobe Flash Player (Imagem: VMware Arena/Divulgação)

Como acessar sites antigos com Adobe Flash Player

Existem maneiras alternativas de executar o Flash. As maneiras estão sendo procuradas, e não apenas entre os fãs de jogos baseados na tecnologia.

Algumas empresas, razoavelmente grandes, ainda contam com a tecnologia para alguns serviços, normalmente internos. Pesquisando no Google se acham vários links com instruções que, obviamente, não são as melhores opções para seguir devido ao risco.

1. Usar navegadores com Flash

Como exemplo, falaremos do Pale Moon, criado com base no Firefox mas com várias diferenças na interface e no código. Este browser tem sido necessário para ter acesso aos módulos Auditor e Jurisdicionado do sistema dentro do Tribunal de Contas do Estado no Espírito Santo. Com o Flash integrado, atende todas as demandas por essa tecnologia.

2. Instalar versão antiga do Adobe Flash Player

Instalar o Flash Player anterior ao recurso de parada de emergência. A Adobe removeu os links para versões antigas do programa de seu site, mas sites não oficiais disponibilizam.

Usar versões antigas de qualquer software é arriscado, mas também baixar software de sites não oficiais adiciona ainda mais risco. A melhor solução, nesse caso, é buscar sites de sua confiança para baixar a versão antiga do Adobe Flash Player.

3. Utilizar o Ruffle nos navegadores

Muitas extensões de navegador são baseadas em Ruffle, um emulador Flash Player que usa tecnologias de sandbox de navegador modernas. O Ruffle foi escrito na linguagem Rust, cuja base de segurança de memória neutraliza problemas comuns de Flash e vulnerabilidades.

No entanto, nada é perfeito, lembre-se que Ruffle é um projeto de código aberto mantido por voluntários. O risco fica por conta de o Ruffle poder abrigar vulnerabilidades próprias.

Como resolver o problema do Adobe Flash Player

Todas as dicas acima descritas, são de caráter provisório ou utilizáveis em momentos de emergência. O ideal é que dentro de alguns meses as empresas já tenham se adaptado ao novo cenário tecnológico. Caso opte por continuar com a tecnologia, algumas dicas são boas para prevenção.

  • Repense nos conteúdos que têm acessado da Web;
  • Use um ambiente virtual para executar versões antigas e soluções alternativas improvisadas, somente se for necessário, aceitando os riscos;
  • Instale uma solução de segurança, como antivírus ou firewall, para detectar tentativas de exploração de vulnerabilidade.

Com informação: Kaspersky.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando