Início » Gadgets » Fone Bluetooth Huawei FreeBuds 3i: ANC de qualidade e bateria tímida

Fone Bluetooth Huawei FreeBuds 3i: ANC de qualidade e bateria tímida

Huawei FreeBuds 3i tem um belo acabamento e cancelamento ativo de ruído que surpreende, mas autonomia desaponta

Darlan HelderPor
Nota Final8
Huawei FreeBuds 3i (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Huawei FreeBuds 3i (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Com design dos AirPods e preço alto, o Huawei FreeBuds 3 fez muita gente torcer o nariz no passado. Parece que a empresa considerou os problemas do antigo modelo e oferece agora o Huawei FreeBuds 3i, este mais barato, com visual quase “original” e que não deixou de entregar importantes tecnologias para um fone intermediário premium de R$ 1 mil.

O FreeBuds 3i tem driver dinâmico de 10 mm, cancelamento ativo de ruído, aplicativo dedicado e bateria para até 14,5 horas de reprodução com o case. Será que ele corrige as falhas da outra geração? Eu testei a nova aposta da chinesa e compartilho todos os detalhes a seguir.

Análise do Huawei FreeBuds 3i em vídeo

Aviso de ética

O Tecnoblog é um veículo jornalístico independente que ajuda as pessoas a tomarem sua próxima decisão de compra desde 2005. Nossas análises não têm intenção publicitária, por isso ressaltam os pontos positivos e negativos de cada produto. Nenhuma empresa pagou, revisou ou teve acesso antecipado a este conteúdo.

O FreeBuds 3i foi fornecido pela Huawei por empréstimo e será devolvido à empresa após os testes. Para mais informações, acesse tecnoblog.net/etica.

Design, conforto e case

A Huawei pode até fazer feio ao copiar seus concorrentes, mas é inegável o quanto ela acerta no acabamento, assim é com os smartwatches, celulares, notebooks e, claro, com os fones de ouvido. O FreeBuds 3i se descolou dos AirPods, agora tem um design (quase) próprio e ainda lembra outros fones Bluetooth da marca, como o FreeBuds Lite. O modelo conta com um material em plástico brilhante e uma moldura prateada, que envolve o microfone inferior, reforçando a sofisticação.

Huawei FreeBuds 3i (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Huawei FreeBuds 3i (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Eu, geralmente, gosto de fones mais discretos como os Galaxy Buds e o JBL Free II, sem aquela perninha. Sim, isso quer dizer que o FreeBuds 3i não seria a minha primeira opção de compra considerando o visual. Mas eu não o considero feio; o acabamento realmente me conquista.

No dia a dia, ele é muito confortável e não gera pressão, principalmente quando você anda. Para um melhor ajuste, a empresa adicionou na caixa quatro pares de ponteiras. A opção média ficou mais firme no meu caso, passando uma sensação de segurança durante as caminhadas mais intensas.

Estojo do Huawei FreeBuds 3i (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Estojo do Huawei FreeBuds 3i (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Estranhamente, a Huawei não informa em lugar nenhum qual a certificação do produto, fazendo com que o consumidor entenda que o fone não é à prova d’água. Eu procurei a empresa e eles confirmaram ao Tecnoblog que o FreeBuds 3i tem IPX4, ou seja, só é resistente a respingos. Então você não vai ter problema se os fones pegarem um pouco de suor durante os exercícios físicos.

O estojo, como sempre, é muito bem construído, acompanhando a cor do vestível. Na frente está um LED que ajuda a acompanhar a bateria, enquanto atrás estão a entrada USB-C para alimentação e um botão de emparelhamento. Esse case abriga uma bateria de 410 mAh, o que ajuda a expandir a autonomia do wearable.

Recursos e conectividade

Aplicativo Huawei AI Life no Android (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Aplicativo Huawei AI Life no Android (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O alcance e a estabilidade do FreeBuds 3i são excelentes. Eu testei o dispositivo com um Realme 7 e um iPhone 11: a reprodução continuou sem nenhum corte mesmo passando por várias paredes em casa. Herdado de outros fones da marca, ele ainda tem o sistema que reconhece quando você remove os fones do ouvido e pausa a música automaticamente. É um recurso legal que, na prática, dispensa a necessidade de ficar pegando o celular quando alguém te aborda na rua, por exemplo.

Quanto à integração, a Huawei melhora isso pouco a pouco, a cada nova geração do dispositivo. No Android, o FreeBuds 3i funciona bem, mas eu não o indico para donos de iPhone, se você procura uma experiência mais ampla, é claro. O aplicativo Huawei AI Life está disponível nos dois sistemas, mas ele acaba sendo dispensável no iOS, já que não se comunica com o FreeBuds 3i, apenas com o FreeBuds Pro e o FreeBuds Studio, ambos não estavam disponíveis no Brasil enquanto eu produzia esta análise.

Se você utiliza o robozinho verde, então vai se beneficiar de um app bem bonito que exibe a porcentagem da bateria de cada lado, do estojo e permite configurar atalhos, para definir como cada fone vai reagir aos comandos sensíveis ao toque. No entanto, confesso que senti falta de um equalizador para personalizar o som ao meu gosto.

Qualidade de som e microfone

Huawei FreeBuds 3i (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Huawei FreeBuds 3i (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

A sonoridade do Huawei FreeBuds 3i está de acordo com a categoria do produto. O som não é tão encorpado, mas é vivo, com graves presentes sem pulsar demais, enquanto as frequências mais baixas dominam o tempo todo. A assinatura do FreeBuds 3i tende a conquistar aquele público que gosta de pop, hip hop, jazz e eletrônica. No rock, porém, o desempenho não me diverte muito, já que o som nesse gênero é mais enfraquecido e um equalizador no aplicativo poderia resolver isso, ajudando a dar vivacidade.

Em Stay Away, do Nirvana, eu ouço a guitarra e os pratos da bateria com clareza, mas as batidas ficam acanhadas, quase inaudíveis em alguns momentos. O vocal, aqui agressivo, soa bem mesmo com a complexidade da faixa com vários instrumentos atuando simultaneamente de forma intensa. Em Save Your Tears, do The Weeknd, a situação fica um pouco mais agradável: os vocais repercutem com boa definição e os médios-agudos ganham muito espaço e satisfazem. Ainda assim, é possível notar um pouco de estridência no auge da canção.

Huawei FreeBuds 3i (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Huawei FreeBuds 3i (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Já em Prisoner, os agudos da Miley Cyrus se mantêm agradáveis, mas é curioso perceber como o FreeBuds 3i adiciona um brilho pesado na música, detalhe que eu não percebi quando coloquei a mesma canção para tocar no Edifier TWS1 Pro, fone que também não foca nos graves. A título de curiosidade, eu resolvi comparar com outros modelos com fio e a situação também foi melhor: notei uma Miley Cyrus com voz presente, e batidas vivas e equilibradas que me agradam mais.

O microfone, ou melhor, os microfones são excelentes: são três na estrutura do dispositivo que atuam sem dificuldades e não sacrificam demais a qualidade. A pessoa do outro lado consegue me ouvir com clareza e você vai perceber o áudio um pouco metalizado, mas não é nada grave que possa interferir na conversa.

Cancelamento de ruído e bateria

Huawei FreeBuds 3i (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Huawei FreeBuds 3i (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Quanto ao cancelamento ativo de ruído, a Huawei explica que o microfone externo atua filtrando o som ambiente através de algoritmos. Enquanto isso, o microfone interno colhe esse ruído e trabalha, ao mesmo tempo, para neutralizar o restante do barulho. É um sistema conhecido e que, na prática, funciona muito bem. O recurso no FreeBuds 3i pode ser ativado rapidamente no touch de um dos fones. A tecnologia foi capaz de reduzir ativamente o barulho de um micro-ônibus, moto, de uma pessoa falando perto e de uma TV. Eu gostei bastante do resultado.

Huawei FreeBuds 3i (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Huawei FreeBuds 3i (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Sendo bem direto, a bateria não é o ponto forte deste modelo. A Huawei diz que os fones podem reproduzir por até três horas e meia (a marca não explica se aqui está considerando o ANC ligado). Esse número não representa um retrocesso em relação a outros modelos, mas está abaixo do esperado. Note que o Galaxy Buds Live, que tem preço semelhante, oferece seis horas; e o novo JBL Club Pro+TWS vai além e entrega oito horas. Já com o case, a chinesa diz que o usuário consegue até 14,5 horas.

Nos meus testes, conectado a um iPhone 12, com o ANC ligado e 100% alimentado, eu consegui ouvir música através do YouTube Music por 2h20min; eu resolvi repetir esse teste, coloquei na tomada novamente e voltei a ouvir: ele perdeu carga depois de 2h55min de reprodução, uma autonomia que me deixou muito assustado — negativamente. Com o cancelamento ativo de ruído desativado, eu consegui escutar por 3h42min, que é mais ou menos o que a Huawei promete, mas não é aceitável para um fone como este.

Huawei FreeBuds 3i: vale a pena?

Huawei FreeBuds 3i (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Huawei FreeBuds 3i (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O Huawei FreeBuds 3i é um fone que consegue agradar mais que seu antecessor, embora ainda seja limitado. Nós até poderíamos elogiar mais a empresa por evitar a cópia do produto da Apple, mas se você analisar o novo FreeBuds 4i vai perceber que a chinesa não aprendeu muito. A nova geração é uma incrível cópia dos AirPods Pro, mas falamos mais sobre isso quando ela chegar oficialmente nas minhas mãos.

De volta ao FreeBuds 3i, fazendo um recorte na qualidade sonora, eu posso dizer que este modelo tem potencial para agradar muitos consumidores. O som é alto, os graves soam nivelados e as frequências baixas atuam bem, mas isso vai depender muito da música em reprodução. A Huawei também acerta ao entregar um cancelamento ativo de ruído que funciona bem e, sem dúvidas, vai agradar você que busca por uma tecnologia mais eficiente.

Eu vejo que o FreeBuds 3i faz mais sentido para donos de Huawei P30, P40 e outros smartphones da marca, isso porque a experiência de uso vai ser melhor. Se você tem outro Android, pode até valer a pena desde que considere e ache ok os pontos limitantes que eu compartilhei ao longo deste review. Considerando a categoria e o valor deste produto, hoje, eu buscaria por outra opção mais completa, com equalizador, boa integração e bateria decente.

Fone Bluetooth Huawei FreeBuds 3i

Prós

  • Acabamento é um diferencial, como sempre
  • Cancelamento ativo de ruído eficiente
  • Som é alto

Contras

  • Autonomia é desaponta
  • É um fone para Android
  • Faltou um equalizador
  • Grave poderia ganhar mais ênfase
Nota Final8
Design
8
Bateria
7
Conectividade
8
Conforto
8
Graves
8
Médios
9
Agudos
8
Isolamento
9
Recursos
7

Especificações técnicas

  • Bateria: 37 mAh (cada fone) e 410 mAh (estojo);
  • Tempo de recarga: cerca de 1 hora;
  • Conexões: USB-C;
  • Conectividade: Bluetooth 5.0;
  • Driver: dinâmico 10 mm;
  • Microfones: 3 (dois externos e um interno);
  • Proteção: resistente a respingos (IPX4);
  • Dimensões: 41,8 x 23,7 x 19,8 mm (cada fone) e 80,7 x 35,4 x 29,2 mm (estojo);
  • Peso: 5,5 g (fone) e 51 g (estojo);
  • Cores: Ceramic White (branco) e Carbon Black (preto);
  • Mais: cancelamento ativo de ruído.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando