Início » Negócios » LG deve anunciar fim da divisão mobile já na próxima semana

LG deve anunciar fim da divisão mobile já na próxima semana

Negociações para venda da divisão mobile não avançam e LG deve anunciar decisão em reunião de conselho

Victor Hugo Silva Por

Depois do rumor surgir nas últimas semanas, a LG deve enfim oficializar o fechamento de sua divisão mobile. A expectativa é de que a empresa anuncie a decisão em reunião de conselho, marcada para segunda-feira (5). Uma das alternativas era vender este setor da companhia, mas a falta de acordo deve levar ao encerramento.

Fábrica da LG em Taubaté (SP) (Foto: Reprodução/TV Vanguarda)

Fábrica da LG em Taubaté (SP) (Foto: Reprodução/TV Vanguarda)

A informação foi publicada pelo The Korea Times, que já havia apontado o interesse da LG de vender suas fábricas de celulares, incluindo a de Taubaté (SP). Segundo o veículo, a fabricante cogitava fechar a divisão ou buscar um comprador que assumisse ao menos parte do negócio de dispositivos móveis.

Entre os interessados, estava o conglomerado vietnamita Vingroup. As negociações não avançaram e a fabricante deve seguir mesmo com o fechamento da divisão. Com a decisão, a empresa já trabalha no processo de transição de funcionários da divisão mobile para outros setores.

Ao Korea Times, a LG afirmou que, no momento, “não há nada para comentar” sobre a divisão. “Tudo o que podemos dizer é que todas as possibilidades estão abertas. Embora não possamos confirmar isso agora, vamos anunciar a direção específica de nosso negócio de comunicações móveis”, indicou a empresa.

Prejuízo da LG com divisão mobile

A expressão “todas as possibilidades abertas” se tornou praticamente um mantra entre os executivos da LG. Em janeiro, o CEO Kwon Bong-seok admitiu que a empresa cogitava realizar mudanças e apontou que considerava “todas as medidas possíveis”, incluindo venda, retirada e redução do tamanho da divisão mobile.

A empresa realizou uma reunião com acionistas em 24 de março e, apesar das expectativas de algum anúncio oficial, o discurso foi o mesmo. O diretor de finanças Bae Doo-yong afirmou somente que a empresa seguia com “todas as possibilidades abertas”.

A LG registra prejuízos consecutivos com celulares desde 2015. Um levantamento do Tecnoblog apontou que, em cerca de cinco anos, a empresa perdeu US$ 3,44 bilhões com o setor de dispositivos móveis. O resultado só não prejudicou mais a companhia por conta do lucro com produtos como TVs, home theaters e máquinas de lavar.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
11 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Felipe Insfran (@felipous)

Não vai fazer falta. Até hoje não entenderam o mercado e os desejos dos consumidores.

Josué Junior (@Josue.Jr)

Triste ver uma empresa que já foi forte acabar dessa forma, e ainda mais por erros próprios. É ainda mais triste para aqueles que vão perder seus empregos

Felipe Insfran (@felipous)

Isso é verdade… Na matéria diz que serão remanejados, mas não tem como realocar todo mundo mesmo. Alguns infelizmente ficarão desempregados, uma pena.

Joseilton Júnior (@Joseilton_Junior)

A relevância média que sempre teve se tornou pouca nos últimos 5 anos e praticamente nenhuma atualmente.
Sinto pelos colaboradores que provavelmente vão perder seus empregos justo num momento tão difícil que a economia mundial passa