Início » Negócios » Reino Unido segura compra da ARM pela Nvidia por segurança nacional

Reino Unido segura compra da ARM pela Nvidia por segurança nacional

Governo do Reino Unido pediu investigação para descobrir se segurança nacional pode ser afetada pela venda da ARM à Nvidia

Emerson AlecrimPor

Quando a Nvidia anunciou a compra da ARM por US$ 40 bilhões, provavelmente já esperava por dificuldades regulatórias, mas não uma como esta: o governo do Reino Unido iniciou uma intervenção para investigar se o negócio pode prejudicar a segurança nacional.

Estande da ARM (foto: Facebook/ARM)

Estande da ARM (imagem: Facebook/ARM)

A ARM tem sede no Reino Unido. Já a Nvidia é uma companhia de origem americana. Apesar de essas nações não enfrentarem entre si nenhum conflito político ou econômico significante, o Departamento de Digital, Mídia, Cultura e Esporte (DCMS) do Reino Unido pediu uma investigação sobre o negócio focada em segurança nacional, como explica Oliver Dowden, secretário de estado para questões digitais no Reino Unido:

Nós queremos apoiar nossa próspera indústria tecnológica no Reino Unido e dar as boas-vindas ao investimento estrangeiro, mas é apropriado considerarmos adequadamente as implicações de segurança nacional de uma transação como esta.

Provavelmente, as possíveis implicações dizem respeito à possibilidade de, sob nova direção, a ARM ter um controle menos rigoroso sobre o licenciamento de sua tecnologia. Esta, além de estar presente em bilhões de dispositivos no mundo todo, também é empregada na infraestrutura e nos sistemas de segurança nacional do Reino Unido.

O processo de investigação deverá ser conduzido pela Autoridade de Concorrência e Mercados (CMA), órgão antitruste do Reino Unido. O relatório com os resultados deverá ser entregue até o final de julho de 2021.

Se nenhum problema de concorrência ou segurança nacional for identificado, o DCMS poderá dar sinal favorável ao negócio. Do contrário, a investigação poderá ser encaminhada para uma segunda fase, mais profunda, ou até ser barrada.

Nvidia tenta afastar preocupações

A Nvidia se manifestou sobre a investigação declarando não acreditar que o negócio possa comprometer a segurança nacional do Reino Unido. A companhia também afirmou que continua trabalhando em estreita colaboração com as autoridades britânicas.

Diante da persistente desconfiança de que a aquisição venha a desestimular a concorrência ou diminuir empregos no Reino Unido, por exemplo, a Nvidia também vem afirmando que preservará a atual política de licenciamento da ARM e manterá a sede da companhia em território britânico.

Com informações: TechCrunch, The Verge.

Tecnocast 187 – A crise global de chips

O aumento no consumo de eletrônicos durante a pandemia está provocando uma escassez na oferta de semicondutores. As fabricantes não estavam preparadas para atender a essa demanda e esse descompasso deve afetar o preço dos produtos nos próximos meses.

Esse é o tema do Tenocast 187. Dê play e confira!

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando