Nossa extensão alerta sobre ofertas falsas
e aplica cupons de desconto

Início » Gadgets Mobile » Samsung Galaxy S só vale a pena para quem vai usar o que ele tem para oferecer

Samsung Galaxy S só vale a pena para quem vai usar o que ele tem para oferecer

Por
6 anos atrás
A nova extensão do Tecnoblog está pronta.Baixe Agora!

A internets ficou em chamas quando os primeiros rumores desse celular surgiram. Androidmaníacos estavam extasiados quando as primeiras imagens vazaram. E logo depois, quando a Samsung finalmente anunciou o Galaxy S com Android, tenho quase certeza de que alguns deles tiveram um ataque do coração. Se não tiveram na época, provavelmente desmaiaram quando ficaram sabendo do preço do aparelho no Brasil. Mas guardaremos isso para mais tarde.

O que importa é que ele está finalmente aqui, em terras brasileiras. O Galaxy S passou a ser vendido no Brasil em setembro e a Samsung nos emprestou uma unidade para testar. Fiquei brincando com ele durante pouco mais de três semanas, tempo mais do que o suficiente para angariar minhas impressões, o que curti e o que não me agradou no aparelho. Você confere tudo logo abaixo (e todas as fotos podem ser clicadas para ampliar).

Design

Em se tratando da construção do Galaxy S, a Samsung não fez nada de extraordinário, seguindo a receita de bolo para qualquer telefone com tela sensível ao toque. Na frente do aparelho estão a câmera frontal, o sensor de luz e o sensor de proximidade, além do botão Home, como no iPhone. O botão acompanha outros dois botões, sensíveis ao toque apenas, de Menu e Voltar, que são padrões nos celulares Android. Na lateral direita estão os controles de volume, e na lateral esquerda o botão de ligar/desligar/bloqueio de tela.

(Pausa para uma reclamação boba: eu estou acostumado com celulares que tenham um botão dedicado à câmera na lateral, então não é preciso dizer que sempre que eu queria tirar uma foto, acabava bloqueando a tela por acidente. É questão de se acostumar com ele. Ok, reclamação concluída.)

Na parte inferior ficam o microfone e um vão para ajudar a tirar a capa traseira. Na parte superior estão a antena para TV digital, o conector de fones de ouvido de 3,5 mm e uma entrada mini-USB que fica protegida por uma porta convenientemente colocada. Na traseira estão a câmera de 5 MP e o alto-falante.

E sim, também acho que não há muito campo para inovação no que diz respeito a um aparelho cujo meio principal de entrada é uma tela sensível ao toque. Involuntariamente, ele vai ter o formato de uma barra que imita o iPhone, por mais que o celular da Apple não tenha sido o primeiro a ser lançado com uma tela touchscreen. Ele já virou referência. E foi por isso mesmo que tirei as fotos abaixo, comparando os dois aparelhos. 🙂

Um dos aspectos que não gostei no design foi o fato do Galaxy S ser levemente escorregadio, e olha que eu nem tenho mãos oleosas. Faltou alguma coisa para segurá-lo com mais firmeza, alguma parte emborrachada… Sei lá, não sou projetista de produtos. Felizmente, para os desastrados como eu, há um cavidade para inserir um cabo strap-on (não incluído) e deixá-lo bem seguro no pulso ou nos dedos.

Hardware e acessórios

As especificações técnicas mostram que a Samsung não economizou no que diz respeito aos componentes do Galaxy S. Ele conta com uma tela de 4 polegadas de Super AMOLED, processador de 1 GHz, 512 MB de memória RAM, câmera traseira de 5 megapixels com auto-foco e dianteira VGA, memória interna de 8GB e suporte a cartões microSD com até 32 GB de tamanho, conectividade Bluetooth e WiFi 802.11b/g, rádio FM e o tão aclamado sintonizador de TV digital.

Em matéria de acessórios, o aparelho vem com um fone de ouvido com microfone (com botão para reproduzir/pausar) e um cabo USB. Os fones me confundiram de início, pois estou acostumado com os do iPod Touch, que permitem avançar a música, diferentemente do Galaxy S, que não oferece o recurso. De novo, questão de costume. Os fones são in-ear, que te impede de ser incomodado por barulhos externos. Portanto, muito cuidado ao atravessar a rua, mas pode usar a vontade no seu meio de transporte público preferido com pessoas tagarelas ao redor.

Tela e interface

O design não é a única parte que pode ser comparada com o iPhone. Apesar do dito Retina Display ter uma resolução maior que a do Galaxy S, o smartphone da Samsung S ganha do iPhone em relação ao material usado no display: ele é de Super AMOLED, enquanto o celular da Apple usa LCD.

A resolução é de 800×480 pixels, espaço que pode até ser o suficiente para jogos, multimídia e ligações, mas ao usar o teclado padrão, sem Swype, tive a impressão de que as teclas virtuais estavam juntas demais. Ainda assim, o tempo de resposta dela é tão rápido quanto o do iPhone no que diz respeito ao toque. De fato, a tela é tão sensível, que quando esqueço de bloquear a tela ao colocar o celular no bolso, algum toque não intencional acontece. Já o acelerômetro podia ser melhorado. A troca de modo paisagem para retrato e vice-versa em diversos aplicativos demoraram.

A interface do Galaxy S conta com diversas customizações da Samsung. A primeira a dar as caras é a TouchWiz, que não é nada mais do que um conjunto de widgets que podem ou não ser úteis para o usuário. Algumas funcionam e outras não, como é o caso da widget ‘Amigos agora’, que oferece a opção de enviar uma mensagem ou chamar o usuário na tela: ao tocar em qualquer opção, nada acontece. De qualquer maneira, eis a screenshot de alguns widgets.

Mas uma personalização da Samsung que é muito bem vinda está no método de entrada de textos. Ele fica por conta do Swype, método de escrita em celulares que os leitores do TB já devem conhecer. Há uma curva de aprendizado que o usuário deve passar para aprender a digitar com rapidez, mas quem não tiver paciência pode usar o teclado virtual QWERTY padrão que a Samsung incluiu no dispositivo.

Qualidade de chamada e conexão de dados

O uso primário de um celular, obviamente, será o fazer chamadas. Nisso o Galaxy S não falha. O alto-falante do aparelho é mais do que respeitável. Consegui ouvir o interlocutor com clareza e nitidez, mesmo com o volume do speaker na metade. O efeito foi o mesmo quando utilizei os fones de ouvido com microfone que vem com o celular.

Em matéria de conectividade, o Galaxy S é quadriband, então suporta todas as redes usados pelas operadoras no Brasil. O aparelho foi testado na operadora TIM em diversos pontos da cidade de São Paulo, onde espera-se tenha uma cobertura decente de dados. Houve perda de sinal algumas vezes, o que eu atribuí ao fato de estar no metrô, alguns metros abaixo da terra.

Câmera

Portando um sensor de 5 megapixels, é de se esperar que o Galaxy S tire boas fotos. E ela tira, mesmo no escuro. Veja alguns exemplos de fotos noturnas tiradas com o iPhone 4, que também tem 5 megapixels. Leve em consideração que tirei as duas do iPhone 4 com flash.

Mas a Samsung foi esperta em colocar também um modo de captura noturna para contornar esses eventuais momentos em que uma luz extra seria de muita ajuda. Ele também permite controlar o ISO e tirar fotos em sequência para a criação de uma panorâmica.

Junto com a capacidade de tirar fotos, a câmera do Galaxy S também oferece a opção de gravar vídeos em 720p com até 30 FPS, também imitando o iPhone. Veja um teste logo abaixo com resolução de 1280×720 pixels.


(Assista em alta definição no YouTube)

Multimídia

A parte multimídia do Galaxy S é bastante rica. Tão rica que poderia facilmente substituir um iPod qualquer, se a Samsung se esforçasse um pouquinho mais no desenvolvimento do programa de sincronização Samsung Kies. O programa, aliás, é tão pesado e tão cheio de recursos inúteis que eu preferi não citá-lo no review. Ainda assim, o aparelho é um bom tocador. Por ser um Android, suporta os principais formatos de áudio e vídeo usados na internet, desde que não tenha o conhecido DRM. Arquivos MP3, OGG, FLAC, AAC, MKV, AVI e MP4 são apenas uma pequena amostra do que ele pode tocar.

Uma característica que achei interessante nessa área foi com a capacidade de escolher entre som estéreo normal ou 5.1 surround sound, opção que amplifica e deixa o som da música ou do vídeo sendo tocado mais alto e nítido. Só é chato ter que ativar manualmente essa opção sempre que você inicia o tocador de mídia. O alto-falante pode até ser respeitável para chamadas, mas o Galaxy S precisa mesmo ser usado é com fones de ouvido.

Mas o destaque fica mesmo com outras características bem interessantes e que não vi em nenhum iPhone. A primeira é a função para para evitar toques acidentais: ao apertar o botão de desligar a tela no modo de visualização de vídeo, os controles de mídia são travados. Isso também funciona no modo de câmera. A segunda é a opção de recuperar vídeos excluídos. Se alguém acidentalmente deletou aquele filme ou arquivo de vídeo, você pode recuperá-lo com dois toques.

TV Digital

O Galaxy S vendido no Brasil é o único no mundo a ter um sintonizador de TV digital embutido. Para sintonizar algum canal, é preciso tirar a antena para fora e escolher a emissora. Ele não funciona com a antena dentro do aparelho.

A sintonização ocorre depois de um certo buffer, mas o vídeo é mostrado sem problema. A recepção varia bastante dependendo do local em que você pretende assistir TV. Dentro de um shopping, por exemplo, o sinal foi inexistente.

Bateria

A tela de Super AMOLED pode ter a melhor combinação de contraste e brilho para celulares, mas, em contrapartida, ela também gasta bastante da bateria. Ainda assim, o Galaxy S vem com um aplicativo de gerenciamento muito bom, que permite ativar e desativar os recursos que mais consomem energia, bem como escolher três níveis diferentes para o brilho da tela.

Nos testes que executei, o uso Samsung Galaxy S durou pouco mais de 7 horas, antes de precisar recarregar o aparelho. Vale lembrar que, nesse período, usei constantemente a conexão 3G, o GPS e o player de vídeos com o brilho no máximo. Quando usado apenas em standby com modo de economia de energia ativado e conexões esporádicas à rede de dados, recebendo e realizando chamadas, naturalmente que é de se esperar que a bateria dure mais.

Aplicativos pré-instalados e atualização do Android

Uma possibilidade que as fabricantes de celular viram quando o Google lançou o Android foi a e personalizar a firmware para oferecer a melhor experiência ao usuário que comprarem seus aparelhos. A Samsung não foi diferente. Assim como diversos outros Androids lançados pela empresa, o Galaxy S conta com aplicativos pré-instalados e também a loja online própria, a Samsung Apps.

Alguns desses aplicativos, como o gerenciador de tarefas, são bem úteis, apesar de possivelmente criarem confusão para o usuário leigo (afinal, esse usuário não deveria usar um recurso como esse). Outros só vão ganhar alguma utilidade se forem descomplicados ou se o usuário do Galaxy S já tiver um tocador de Blu-ray ou TV da Samsung. Isso acontece no caso dos aplicativos de IM e o AllShare. O primeiro é incrivelmente lento (tanto em Wi-Fi quanto 3G) e o segundo, um programa que permite assistir no celular a vídeos armazenados em outro lugar, precisa de um outro aparelho Samsung para funcionar. Não posso, por exemplo, instalar um servidor AllShare no computador e transmitir os vídeos de lá, o que seria uma ótima vantagem em relação ao iPhone.

Em suma, a escolha de quais aplicativos vem com o aparelho é questionável, mas não chega a incomodar porque o acesso ao Android Market também está ativado. Eu mesmo preenchi uma página de aplicativos logo na primeira semana de uso. Veja alguns dos principais logo abaixo.

Apesar de ser vendido com a versão 2.1 do Android, a Samsung já avisou que a atualização para 2.2 deve sair ainda esse ano, mais especificamente em dezembro, e será entregue pelo Papai Noel em pessoa. Ok, essa última parte não é garantida.

Pontos positivos

  • Processador rápido;
  • Tela de Super AMOLOED que impressiona;
  • Boas opções de multimídia e conectividade;
  • Câmera de 5 MP mais que decente;
  • Já vem com Android 2.1.

Pontos negativos

  • Bateria não ideal para heavy-users;
  • Suporte do Samsung Kies ainda é ruim;
  • Ainda com Android 2.1! A atualização sai apenas em dezembro;
  • Preço salgado.

Conclusão

O conjunto de tela e hardware faz do Samsung Galaxy S um dos melhores Androids disponíveis no mercado brasileiro atualmente. Ele vai agradar tanto novos usuários da plataforma como os que já o usam há mais tempo. Para alguns, ele pode ser melhor do que o iPhone, em termos de abertura do ecossistema e possibilidade maior de personalização e configuração. Para outros, que preferem o sistema fechado da Apple, o iPhone ainda pode ser a melhor escolha, com interface menos tumultuada e as suas restrições. Depende muito do uso que a pessoa irá fazer do aparelho.

Entretanto ser o melhor do mercado tem seu preço, e ele tem quatro dígitos antes da vírgula: R$ 2.299. Esse é o valor do aparelho desbloqueado, sem vínculo com nenhuma operadora. Ele só vale à pena ser comprado por quem vai usar constantemente tudo que o Galaxy S tem a oferecer. E convenhamos, não é pouca coisa.

  • Primeira coisa que fiz foi pesquisar sobre a palavra iPhone no post. Encontrei diversas vezes.

    Mas enfim, nunca usei Android e não posso dizer nada.

    Bom post (detalhado e bem escrito).

    • 10 menções ao iPhone.

      Natural por ser o modelo a ser copiado.

      • Rodrigo

        infelizmente não se pode falar a verdade aqui no blog meu caro, há uma inveja geral da Apple…

  • Brno

    Gostei do texto, ficou bem completo.
    Continuo preferindo o iPhone!

    • Rodrigo

      haushaushas te negativam só por dar sua opinião :p
      povo aqui do blog morre de inveja da Apple

      • Denis

        Eu não 🙂

        • Anderson

          Tenho um iPhone 3GS e gosto muito dele, mas tenho que admitir que o Android tem algumas vantagens sobre ele. Afinal, ninguém é perfeito, assim como o iOS tem vantagens sobre o Android. Eu compraria um Galaxy S.

  • Cara, muito bom o texto! Estava esperando há tanto que devorei o que foi escrito!! Minhas considerações, amigo:

    – Bateria: pra quem quiser REALMENTE economizar e se privar do luxo do wallpaper, fundo preto fará sua bateria durar absurdamente mais! Isso pq o AMOLED é a melhor coisa pra pixel preto não gastar energia, googlem…
    – Customização: o TouchWiz 3.0 é boa, mas na minha opinião, usar o LauncherPro é melhor e combina mais com o teludão!
    – AllShare/DLNA: simplesmente a coisa mais awesome do aparelho! Ter os vídeos/midia em geral no celular e usar direto como mediacenter pro PS3/X360/TVModernosas = epic win!!

    A câmera tem uma sacada bacana: no escuro, tentem focalizar (com o dedo mesmo) num lugar mais claro; ela dá uma ajustada na luz (por exemplo, focando num monitor ou TV, é bacana!!).

    E o preço é salgado mesmo, pqp! Eu peguei na portabilidade, paguei BEM menos da metade… fica a dica pra quem quer trocar de operadora.

  • Boa sacada: copiar!

    Os celulares com Android estão com tudo pra poder copiar as coisas boas e se livrar das ruins, thanks plataforma aberta. A Samsung fez, e fez muito bem feito \o\

  • Wow! Mais caro que o iPhone :O mais esse eo o Celular!

  • Marcelo

    Um telefone que custa mais que um notebook (nao é nem netbook.. é notebook mesmo) é de matar. Sou muito mais um Milestone (que terá atualização pra Froyo) custando R$1.000,00 desbloqueado no Mercado Livre e abrir mão da TV Digital, do que isso ae. O resto tudo o Milestone faz também.

    Deprimente esse preço.

    • Fernando

      Amigo, este preço acima de 2000 reais é para versão pré-paga.
      Não faz sentido nenhum uma pessoa comprar um aparelho desse nível sem um plano de voz e dados. Isso seria ALTAMENTE TOSCO.
      Com um plano básico de minutos e dados, esse valor cai para uns 1200 Reais. Foi falha do review não ter comentado isso. Uma pena.

      E a versão 2.2 sai até o fim do ano. Palavras da Samsung. E pelo que eu saiba, o milestone não tem versão oficial com 2.2

      Só pra finalizar. Aqui em casa tem um milestone e um galaxy S. Na boa, o galaxy S é MUITO SUPERIOR ao milestone. MUITO MESMO.

      • Leo

        Android-Fanboy detected!
        Não me encham por estar usando iOS.

        • Fernando

          Amigo, porque Android-Fanboy?
          Você não deu nenhum argumento para dar fundamento na sua afirmação. Frases toscas como a sua jogadas ao acaso não servem pra nada.
          Por que você tá dando pré-chilique, se eu nem falei nada de iOS? Eu só falei que dá pra entender pq o galaxy S não veio com android 2.2
          To falando gente.. a petulância desse povo da Apple é impressionante.

      • bruno

        cara não concordo com o conceito de que smartphone tem que ter plano de dados. Vai do uso de cada um. Se o cara tem wi-fi tanto em casa quanto no trabalho e não fica andando na rua, não vejo necessidade de pagar preços exorbitantes pelo 3g. Concordo que planos casados (pós + dados) ajudam a derrubar o preço do aparelho, mas não considero “ALTAMENTE TOSCO” uma pessoa que tem um smart no pré. Cada um é cada um.

        • Welty

          Exato cara, mas convenhamos, se o cara tem $$ pra comprar um Galaxy S, um plano de voz básico não mata e diminui muito o valo. Mas eu mesmo comprei um Galaxy 3 pela Vivo e não peguei pós, vou continuar no Controle (tá certo que o preço do Galaxy 3 num chega nem perto dos R$2 mil e cacetada do S :P), pois não vejo necessidade em pegar um plano de dados quanto tenho Wi-Fi em todos os lugares que vou, seria, ao meu ver, um desperdício, pois não usaria os minutos e nem o pacote de dados…

          • Welty

            onde está *quanto* leiam quando. #falhanossa

        • Fernando

          Essa eu tenho que mandar pro Felipe Neto, pois Nãofazsentido!
          hehehehe
          Cara, me fala PARA QUE você quer comprar um smartphone pra usar EM CASA e no TRABALHO? Com certeza você deve ter um desktop ou notebook tanto em casa como no trabalho, então qual seria a vantagem de ficar usando um aparelho com tela de 4 polegadas?
          A idéia principal de um Smartphone é ser usado na rua mesmo, onde você não tem acesso a um computador ou laptop, ou seja, LONGE de casa e do trabalho.

          Se você quer usar um aparelho só em casa ou no trabalho, compra pelo menos um iPad ou o Galaxy tab.

          E sim, um smartphone TOP de linha sem um plano de dados, É EXTREMAMENTE TOSCO.

          • Welty

            Eu disse que uso apenas em casa e no trabalho? Não, eu não disse, portanto, não tire as suas conclusões assim, sem fatos. Como o Renyer disse, praticamente todo canto tem HotSpot, fora que no meu plano atual eu tenho acesso FREE até a o fim do ano à rede, portanto, não compensa largar isso pra pegar um pacote de dados tosco e absurdamente caro NESTE MOMENTO. E na boa, o uso que cada um faz do celular/smartphone não precisa condizer com o que você ACHA que deve ser feito, afinal, cada um tem um perfil diferente de uso.

          • bruno

            Cara, smartphone tem recursos OFF que dumbphones não tem. Logo comprar um smart pra ter esses recursos faz sentido. Por exemplo: leitura de documentos, comics, jogos, etc. Se você é uma pessoa que precisa estar conectada 24h/dia OK assine um plano de dados, mas se você quer os recursos OFF e quando der usar os recursos ON, não compre um plano de dados. Veja meu caso: trabalho com desenvolvimento, logo internet eu tenho no trabalho e não fico na rua. Em casa teria o wi-fi, eu não tenho um note, logo poderia usar o smart deitado na cama para acessar a internet. Finais de semana fico com a namorada, logo a ultima coisa que quero ver é internet, e-mails, etc.
            Então porque eu pagaria altos preços pelo 3G?

        • Renyer

          “cara não concordo com o conceito de que smartphone tem que ter plano de dados. Vai do uso de cada um. Se o cara tem wi-fi tanto em casa quanto no trabalho e não fica andando na rua, não vejo necessidade de pagar preços exorbitantes pelo 3g.”

          Eu achava que só eu pensava assim. Na minha área (onde eu moro), um plano de dados é que não faz sentido.

          • Fernando

            Se você não fica andando na rua, não faz sentido comprar um smartphone MESMO. Simplesmente não faz sentido.

            Para e raciocina um pouco. Pensa no conceito de Smartphone e me fala se faz sentido comprar um só pra ficar usando em casa ou no trabalho.

            Compra um iPad ou o Galaxy Tab quando for lançado, já que só vai usar WI-FI. Esse sim faz sentido.

          • Renyer

            Cara, onde eu moro, o que não falta é rede aberta de hotéis, restaurantes, cafés, redes que o governo disponibiliza etc. Sem contar, que no centro da cidade existem milhões de redes abertas. Então, para mim, um plano de dados não faz sentido.

          • Edson

            Eu acho o seguinte… eu com meu segundo Smartphone (Galaxy S), digo o mesmo que vc. Necessário ter rede 3g? Não.

            O Smartphone é como foi dito acima, é feito para se utilizar com os recursos que ele possui. No caso do Samsung, há progrmaas como de GPS (que funciona offline), jogos, thinkoffice que edita texto, salva nos formatos atuais do Office 2007/2010. (pode salvar na versão anterior tambem).

            Pode-se utilizar MP3, videos, radio FM (o radio do meu carro está com problemas no receptor FM, utilizo o celular atualmente para reproduzir FM), enfim… um mundo de coisas que vc chega e vê que realmente o celular pode lhe oferecer sem necessidade de internet para isso. Eu acho que na realidade, hoje o conceito de smartphone está um pouco confuso. Eu considero smartphone celulares como o Blackberry que são voltados a ver emails e trabalhar. O Samsung Galaxy S como o Iphone, são telefone multimidia que vc pode sim utilizar como um smartphone, mas seu conceito fica ligado ao que ele te oferece como distração além das horas serias. Muito bacana ver TV Digital, como todos sabem gratuitamente. Quis apenas dar minha opinião, porque cada um pode utilizar o celular da forma que achar melhor. Mas ter um celular desse porR$2000 não da. Agora, que ele é util para qualquer pessoa isso sem duvida.

            Agora, usar o 3G é como eu fazia antes qdo tinha necessidade real de se trabalhar no celular. (sim usava meu Lg Arena para isso, hoje utilizava o celular Galaxy S).

            Espero que entendam que cada um tem uma necessidade e ter 3G não é tão necessario qto parece. Mas não acessar a internet via banda de dados da operadora não é nenhuma tosquisse não.

        • fernando

          Compra um iPad então ou espera lançar o Galaxy tab. Comprar um smartphone para ser usado como tablet não faz sentido amigo. Compra logo um tablet.

    • Breno Brito

      vc tá comparando a Motorola, que não respeitou seus usuários e quis parar de lançar atualizações com a Samsung? Vai lá, boa sorte! =D

      • Por pior que a Motorola tenha sido, acho que é bom lembrar que a Samsung não é santa não. O Galaxy original (i7500) e o Galaxy Lite estão presos no 1.5… Pode ter melhorado, mas sempre fica uma desconfiança…

        • Fernando

          Sei.. entendo a desconfiança, mas os caras já assumiram publicamente que vão atualizar para versão 2.2, então ia pegar MUITO MAL pra eles.
          Tomara que atualizem.

          • Welty

            Tomara que mantenham a palavra né? Porque jogaram pro ano que vem…#motofail

        • Welty

          Mas não eram aparelhos com a capacidade do Milestone, fora que o Milestone americano (Droid) recebeu 2.2

    • Fabio

      Se for pra apelar pra Mercadolivre, esse samsung está na base dos 1200

  • Belo review.

    Só não entendo como nenhum fabricante coloca esses slots de sd facilmente acessíveis. Meu telefone está sempre cheio de músicas e agora fazendo e rodando vídeos em 720p, fotos HDR de 5MP, etc. Bem que podiam tirar mais proveito do slot.

  • Marcelo

    Não entendi os pontos positivos e negativos! Um ponto positivo é que vem com o Android 2.1 e um negativo é que ainda tem o Android 2.1? Como assim? É ponto positivo ou negativo isso?

    • É tanto um ponto positivo como um negativo. O ponto positivo é: a Samsung não usou uma versão antiga como a 1.5 ou 1.6 no Galaxy S, usou uma mais nova. Só que o ponto negativo é: ela não usou uma versão nova o bastante, já que a versão 2.2 já está disponível há algum tempo.

      • Fernando

        Vocês devem se atentar ao fato de que um celular deste nível não é feito de uma hora pra outra. E quando o projeto estava em desenvolvimento, eles se basearam na última versão disponível, que no caso era a 2.1
        O Android 2.2 foi anunciado em maio e só ficou disponível em Junho. Este celular foi lançado em Junho também. Não tinha como sair com o 2.2
        Faz total sentido ele ter sido lançado com o 2.1 e não 2.2

        • Minha opinião é que para um celular extremamente high-end como esse, não vir com o Android mais novo que oference mais features, apps, etc é um pecado capital.

  • Fernando

    Achei essa frase totalmente tosca e infeliz:
    “também oferece a opção de gravar vídeos em 720p com até 30 FPS, também imitando o iPhone.”

    Como assim imitando o iPhone? Quer dizer que qualquer aparelho agora que filme em HD tá imitando o iPhone? Ele é o pai das câmeras HD?
    Filmar em HD é apenas consequência da evolução dos smartphones. Assim como o iphone, que na primeira versão nem sequer filmava.
    Filmar em HD é uma tendência natural de padrão e quem começou isso foram aquelas câmeras Flip mino HD, e não o iPhone.
    Tem nada a ver esse negócio de “imitando o iPhone”. A frase soa escrotamente com um ar de que todos aparelhos lançados posteriormente ao iPhone estão copiando.

    • Fernando,
      Filmar em alta definição não é algo que qualquer celular hoje em dia tem. Principalmente por tamanho de tela, resolução da câmera e poder de processamento,dentre muitos outros fatores. O iPhone 4 certamente não foi o primeiro celular a trazer isso para o mercado. Mas foi o primeiro a filmar especificamente em 720p com 30 frames por segundo. A atitude foi bem acolhida pelos consumidores e as fabricantes resolveram imitar, assim como diversas outras características. O Galaxy S seguiu a tendência da evolução sim. Só que negar que essa evolução não aconteceu graças ao iPhone é o mesmo que dizer que um chip minúsculo de computador não evoluiu de um transistor do tamanho do meu punho. Evoluiu sim e não há nada de errado nisso. 🙂

      • Fernando

        Amigo, o primeiro a imitar nessa história foi o iPhone.
        A Apple viu o sucesso de vendas que foi a Mino HD e resolveu copiar a idéia e colocar no iPhone.
        É FATO. A Mino HD foi a responsável por popularizar filmes em HD no mundo inteiro, e não o iPhone 4.

        Essa evolução começou graças a Flip e não ao iPhone. O iPhone foi o primeiro COPIÃO dessa história.

        • Fernando, vamos tomar as devidas proporções.
          A Mino HD popularizou filmagem portátil em HD, mas o iPhone popularizou filmagem HD num aparelho celular.
          Ele pode não ter sido o primeiro celular a filmar em HD (foi o Omnia HD), mas podemos dar o mérito ao iPhone por popularizar diversas características em smartphones.

          • Fernando

            O iPhone pode ter sido o responsável por popularizar filmagem em HD em smartphones. ÓBVIO, pois é um dos aparelhos mais vendidos do mundo.
            Mas o iPhone não foi o primeiro a fazer isso. Essa é a questão.
            E a questão que eu falei foi o fato de o autor do texto dizer que os outros aparelhos estão imitando o iPhone. Nada a ver.
            Se querem limitar ao mundo dos smartphones, então como você mesmo disse, o iPhone imitou o Omnia, assim como galaxy S.

            É óbvio que o iPhone ajudou e muito a evolução dos smartphones de um modo geral. Tanto em hardware como em software. Mas é muita petulância ficar atribuindo tudo ao iPhone. Pelo amor de Deus.
            A geração atual de smartphones é resultado de uma evolução geral, e não só do iPhone.

      • @Rafael
        Colega. Você está mais do que equivocado.
        Eu também achei completamente infeliz o comentário. Se analisarmos a comparação do formato e tal, faz sentido, pois o iPhone 4 é um aparelho bem popular, porém a titulo de comparação. Mas afirmar que determinado recurso foi inserido para imitar algum produto concorrente é no mínimo falta de tato.

        Mas por outro lado. o Tecnoblog é um blog e nossos blogueiros postam o que quiserem e eu vim aqui de bom grado para ler, por isso também é irrelevante o que nós pensamos ou não. Eu não sou fã de um nem de outro, apenas não concordo com a alegação assim como também não concordo que A Apple tenha colocado a filmagem em HD por conta do Mino HD. Tenho certeza que a ideia sempre foi essa, mas como tudo nesse setor dependem de custeio e viabilidade. A Apple lançou o Iphone do jeito que dava na estreia, e assim que foi viável colocar o recurso eles colocaram. E isso sem levar em consideração a estratégia de não lançar tudo de uma vez para conseguir forçar o upgrade periódico.

  • Guilherme

    Não gostei do review.

    Mania de sempre querer dizer que tudo é cópia do iPhone, só porque é um smart muito superior ao da Apple, os donos destes ficam achando defeitos e dizer que é cópia. Custa analizar o aparelho e dizer a real, porque ele é muito foda mesmo. Tenho um e um amigo meu tem um iPhone 4, e, depois que mostrei o Galaxy pra ele, ele diz se arrepender de ter comprado o “queridinho do marketing”.

    • Erick

      Rapaz, os dois aparelhos são fantásticos! Nao se pode sair dizendo que um é melhor não… Tenho um iPhone 4 e já vi inúmeros Android, mas nunca me arrependi.

  • Bom, gostei do review e estou interessado em comprar o aparelho.
    Dei uma olhada na vivo e consigo pegar por R$: 900,00 no meu plano, vale a pena?

    Vale citar tambem, que é possivel comprar a versão importada em sites como mercado livre, e que custa em media: R$: 1400,00 porem sem tv digital.

    • Breno Brito

      Vale a pena sim, se vc tiver disposto. Vale ressaltar que o fone, conforme citado no review, é dos bons!
      (eu até tava pesquisando se este celular tinha ou não fones in ear).

  • Breno Brito

    Eu sei muito legal esse celular, este review ficou muito legal. Mas, quando o preço foi anunciado há alguns meses, desanimei desse Galaxy. Pagar mais de mil reais é muita grana num celular e ter que pegar um plano de dados mega caro é pior ainda.

    Minha intenção era pagar uns 600reais no Galaxy S (antes de ter visto o preço xD) e pagar uns 60, 70reais/mes pra ter um pacote razoável de voz/dados.

    • Marcos Martinelli

      Comprei o meu Galaxy S semana passada na Claro.

      Paguei R$ 700 em 6x + planos:

      R$ 146 de voz
      R$ 70 de dados (500Mb) se pagasse mais R$ 10 teria 1Gb /mês. Mas vou experimentar primeiro.

  • Muito bom o review mas como sempre, como todos os produtos de tecnologia, como todos os lancamentos, é muito caro. Por mais 1000 pila vc compra aquele mac recem lancado (o de 11″)

  • é, acho que serve pra mim..

  • Show de bola esse celular e o Review também, parabéns!

    Apenas uma coisa me deixou triste com relação ao celular: o formato é igualzinho ao 3GS. =/

  • Amei o review. Excelente, e me deixou em dúvida entre o Galaxy S e o Milestone 2.

  • ai amigao, otimo review e otimo site!! ta de parabens!!
    so uma correçao ai no quesito Hardware do Galaxy S.
    o WI-FI dele é do tipo wireless-N, ou seja, N/B/G.
    vlw!!

  • Tarcisio

    Eu nunca tive um smartphone (tenho um celular bem simples, aliás), mas estava esperando a hora que surgisse um com TV, 3G e Wi-Fi.

    Estou correndo atrás do meu Galaxy S já faz mais de 1 semana. Tem operadora que vende plano com ele, e o preço pode baixar MUITO.

    Uma dúvida, nessa atualização para o Android 2.2, precisa esperar a Samsung liberar? Ou basta o Google liberar? E ao atualizar, alguém tem idéia se algum tipo de informação pode se perder?

    • Welty

      Cara, a Samsung é que vai liberar a atualização, e já começou a liberar na Europa, então, deve chegar aqui já em novembro. É só aguardar que o povo aqui do Tecnoblog avisa. 😉

      • Tarcísio

        Valeu. As outras marcas são assim também? Sempre tem que esperar por esse tipo de liberação, ou em alguns casos pode baixar direto com a liberação do Google?

        Acredito que o lance da liberação tem a ver com a necessidade do fabricante testar antes a versão nova no aparelho. Teria algo mais pra isso ser assim?

        • Welty

          Bem, tem a ver com o fato de as empresas testarem nos aparelhos, mas tem muito a ver também com a personalização que cada uma faz no aparelho, exemplo, a Samsung tem a interface TouchWiz 3.0 nos androids dela, assim como a Motorola tem o MotoBlur e por ai vai. O único que pode receber atualizações direto, que eu saiba, é o Nexus One, que agora só é vendido para desenvolvedores.

          • Tarcisio

            Saquei, valeu pela informação!

  • GOstei, mas quem fez esse review apelou pro chefão do TB, botou o Mobilon na frente na parte da agenda xD

  • Ely

    A resolução da tela é de 800×480, e não de 800×400 como indicado no texto. Só para constar.

  • Muito bom post, mas saiu muito do foco, pelos menos se você seguir o título, creio que era pra ser um review, não um comparativo com o iPhone.
    Eu tenho um Galaxy S e seguem alguns detalhes:
    O Wi-Fi do Galaxy S é n (b/g/n), ou seja até 300Mbps
    Não adianta ficar procurando defeito onde não existe (vide Antenna Gate), uso a VIVO como operadora e pega até embaixo da terra sim, nas linhas Azul e Vermelha do metrô já usei.
    Não sei esse aparelho que está com você, mas todos os meus widgets funcionam perfeitamente, incluindo o Amigos Agora, e isso de simplificar aplicações é desculpa pra não ser imparcial, o sistema é Android, não gostou ou não foi com a cara da aplicação que veio nele, vai no Market e baixa outra, pronto.
    O Kies realmente é pesado sim, mas ao mesmo tempo é completo até demais, vem até com gravação de CD e conversão de vídeo, alguns usuários podem achar isso proveitoso, não é o meu caso pois sincronizo o Galaxy S direto no WMP e já é o suficiente, do Kies aproveito a sincronização com o Outlook.
    Quanto a superioridade da tela isso é inegável, até porque você postou fotos com o papel de parede animado mais simples, mostre um vídeo do papel de parede Ondas do Mar reagindo ao toque com a SuperAMOLED dele e veja por si só.
    Quanto a bateria, tenho plano de dados com sincronía sempre ativa e a minha dura 1 dia e meio, uma coisa que economiza bastante, faz até durar mais que isso, é simplesmente desligar o GPS. Outra dica é usar o brilho da téla no nível intermediário, que já é fantástico, e até vai chamar a atenção, enquanto usar o brilho máximo simplesmente humilha qualquer outro dispositivo atualmente no mercado.
    Sobre como o post se voltou para a comparação:
    Reparei que você também não escreveu que o Bluetooth dele é 3.0, talvez porque se esse post for pro lado comparação mesmo o iPhone tem Bluetooth 2.1, mas como sendo da Apple só funciona com o headset Apple, nem arquivos transfere.
    Outra coisa que aqui pulou para uma comparação, o Milestone não faz tudo que o Galaxy S faz não, pois o Galaxy S possui vídeo chamada, que alguns, como eu, utilizam sim, e no caso o Galaxy S não tem nenhuma frescura para utilizar esse serviço, é discar e tocar, não é preciso ativar o uso préviamente.

    • Tarcisio

      o que você quis dizer com plano de dados com sincronia sempre ativa?

      • No Android tem um menu de contas e sincronização, como se fosse um portal onde você adiciona suas contas de e-mail e redes sociais (Twitter, Facebook, Orkut) e o Androi tem um botão muito prático que ativa e desativa a sincronização contínua, que quer dizer que quando você aciona esse botão, o intervalo em que o sistema verifica sua caixa de entrada é reduzido para você sempre saber o que chegou no seu e-mail ou mesmo as atualizações do Twitter. Com esse mesmo botão desativado o intervalo é bem maior ou nulo (não sincroniza automáticamente, só manualmente), conforme você configurar.

        • Tarcisio

          beleza, valeu

    • Fernando

      Muito bom amigo. Bem lembrado sobre o Wi-Fi e o bluetooth.
      Outra coisa que esqueceram de falar é sobre a Saída de TV.
      Não tem segredo nenhum, basta comprar um cabo P2/RCA, ativar a função TV-OUT nas configurações, conectar na TV e pronto. Eu paguei uns 10 Reais nesse cabo.

      Além disso, a Samsung está trabalhando num cabo USB-HDMI. Mas não sei se será lançado no Brasil.

      Outra vantagem do celular é que se você tem USB no som do seu carro, pode conectá-lo sem dor de cabeça e sem acessórios especiais e curtir suas músicas, além de recarregar a bateria dele.

    • Marcos Martinelli

      putz, isso sim foi um comparativo de qualidade.

      Muito bom esse seu comentário.

  • O que me irrita nesses celulares é que eles são ótimos e tem várias qualidades, mas não tem um fone com botão de passar/voltar música. Passei um dia com um Milestone e fiquei bem decepcionado com isso, porque eu realmente tava afim de um.

    Quando meu HTC Magic chegar vou ter que continuar usando meu N78, mas como tocador de MP3. A qualidade do som dele é muito boa e tem esses botões que citei.

    • Esse telefone tem a função de avançar/voltar música pelos botões do fone SIM! Tem inclusive um app pra definir as funções pra 1, 2 e 3 cliques no botão.

      • Ué, tá escrito no review que é só reproduzir/pausar

      • Então me mostra aonde, por que eu tive que baixar o droid shuffle no market, pra fazer essa função.

  • Bom review, mas carece de uma pequena correção:

    “Os fones me confundiram de início, pois estou acostumado com os do iPod Touch, que permitem avançar a música, diferentemente do Galaxy S, que não oferece o recurso. De novo, questão de costume.”

    Eu tenho um Galaxy S e os fones oferecem esse recurso sim. O que acontece é que isso tem que ser habilitado e está escondido em um dos menus de configuração, o que não é muito prático. Além disso, no Android Market tem um app (droid shuffle, se não me engano) que permite definir diferentes ações para 1, 2 e 3 cliques no botão dos fones.

  • Meu amigo tem, e esta muito satisfeito com o aparelho, parece ser de alta qualidade mesmo

  • Guilherme Atencio

    Bom, quem fez o review se enganou. 🙂

    • Em qual ponto, exatamente? 😛

      • Guilherme Atencio

        Ops, era pra ser uma resposta para o marcoc2.
        Rafael, você se enganou quando escreveu:
        “Os fones me confundiram de início, pois estou acostumado com os do iPod Touch, que permitem avançar a música, diferentemente do Galaxy S, que não oferece o recurso. De novo, questão de costume. ”

        O Galaxy S tem esse recurso sim.

  • Engraçado mesmo é que não mencionaram nada do ThinkFree Office, que vem completo no Galaxy S. Isso somado a super tela e o Swype (o qual vem completo no reconhecimento do português Brasil) são uma mão na roda. Com o ThinkFree você pode criar uma conta online e armazenar seus documentos na núvem, qualquer coisa ninguém melhor que o Google pra explicar, já que esse ThinkFree tem muitas outras qualidades como suporte a documentos Office 2007~.
    Basicamente esses foram os motivos pelo qual comprei o celular, o office dele, o Swype com PT-BR (mais relevante) e a tela SuperAMOLED de 4″.

  • guilherme

    @jeffjedi falo tudo.

  • Como eu faço pra comprar um smack fone Samsung Galaxy S com Android ?

    • Ganhando na MegaSena é um bom começo 🙂

      Mais caro que o iPhone 3GS, quase o mesmo preço do IPhone 4.

      Tinha esperanças de comprar um mas vai ficar na esperança mesmo.

      • Tarcisio

        tem operadora que vende o Galaxy S por 699, 849, depende do plano que você pegar

    • Para comprar um SMACK fone? Tenta mandar um “beijo” para a Samsung!

  • @Swdezerbelles

    Gostei do texto, ficou bem completo. Estou mesmo procurando um bom celular com Android, o preço me desanimou um pouco, mas já é válido saber um pouco mais sobre o Galaxy S. Continuarei a busca por um aparelho bacana.

  • nossa, como o povo se mata aqui nos comments o>o

  • talyta

    o justen vc e o homem d a minha vida bjs te amo

  • Show de bola o review!

  • Marcelo

    Comprei o Galaxy S com Tv digital e posso dizer que é o melhor: ressaltando que Smartphone é melhor que Iphone, independente de qual modelo, e sim das funções!!! Aconselho,vale o preço!!! A tela de 4 polegadas super amoled é incomparável!!! Não trocaria por um Iphone 4!!!

  • ericapz

    Pessoal, preciso de dicas! Gostaria de colocar película de proteção na tela e na parte traseira. Comprei uma, para a tela, de polietileno e ficou horrível! toda a definição maravilhosa do amoled ficou prejudicada. Como se os icones e as imagens ficassem pontilhados! Alguém tem sugestões que de fato, não prejudiquem a qualidade maravilhosa da tela?? e também queria uma película (e não proteção de siliconte, etc) para a parte traseira dele.
    agradeço e parabenizo este blog e seus frequentadores pelas dicas e discussões!
    abraço
    Erica – RS

    • jacmarum

      Boa noite.
      A melhor película existente é a Invisible Shield by ZAGG.
      Atenciosamente,
      José Antonio – SP

    • Marcos Martinelli

      Erica,

      Se for o Galaxy S não precisa de película, pois ele já vem com uma de fábrica, deve ser por isso que ficou horrível.

      Depois que riscar pode trocar essa, mas ele já tem uma da Samsung instalada.

  • Daniel

    Comprei o Samsung Galaxy S da CLARO e acreditem fui enganado…..o aparelho não vem com o Android…..OU SEJA PROPAGANDA ENGANOSA…..abri uma ocorrÊNCIA E DIZEM QUE A samsung que tem qu me fornecer……
    Alguem sabe como posso instalar?????

    • Se você comprou o Galaxy S, ele tem que vir com Google Android. O aparelho não roda outro sistema. Recomendo procurar os seus direitos na Justiça.

    • Marcos Martinelli

      Galaxy S da Claro sem Android? Voce viu se esse que você comprou é Dual Chip? Acho que voce entrou na loja errada…

  • jorge

    ericapz, Eu comprei pro meu a capa de silicone e a película protetora do display no mercado livre (algo em torno de R$ 30,00 o conjunto). Como todo celular que eu compro eu não uso capa, para esse aparelho acabei procurando algo que não descaracterizasse demais, então parti pro silicone mesmo, na minha opnião é mais garantido. sobre a película do display ela não alterou nada, nem mesmo o touch e a imagem está perfeita. A capa mantem todo o telefone protegido e todas as funções ativas MENOS a antena de TV que para ser usada é preciso retirar a capa de silicone.
    Acho que você deve procurar outra película porque a minha não alterou o display do Galaxy S.
    Sobre o que li acima e o review realmente faltou detalhes mais profundos do que o aparelho é capaz. comprei o meu quando saiu, na Claro, e no meu plano saiu por R$ 70,00 (bem baratinho) mas isso porque o meu plano é pesado já que celular pra mim é ferramenta de trabalho. Sobre pagar caro em pacote de dados eu não entendi, porque um plano de dados na claro de 100Mb que dá pro cara usar bem o mês inteiro pra ver e-mails, notícias e as tais redes sociais está em torno de R$ 20,00. Em parte concordo com meu amigo acima, pra que um telefone destes se o cara não quer pagar 20,00 para ter um pacote de dados ???? É igual ao cara que compra um automóvel de R$ 80.000 a gasolina e coloca sistema GNV para economizar no preço do combustível, é uma puta incoerência isso, ou o cara tem ou não tem, pra que ostentar ????
    Resumindo, eu acho o Galaxy S um excelente aparelho, quando comprei poderia ter pego o Iphone 4 por um preço mais baixo do que paguei no Galaxy, mas não quis porque achei o Galaxy melhor de acordo com as características que li e pesquisei. Se é melhor ou pior que o Iphone 4 não me interessa, eu gostei deste e estou satisfeito demais.

  • Lucas

    PARECE ATÉ MENTIRA, MAS HOJE … 08/12. PASSEI EM FRENTE A UMA LOJA DA VIVO E VI O GALAXY S POR 499,00 EM UM PLANO PÓS.

    • O preço destes celulares no Brasil é tão ridículo, que parecem piada. R$2.3000 dá pra comprar um excelente notebook, ou até mesmo um PC potente, sem contar com monitor…
      Esse preço de 499 reais é para os planos mais caros das operadoras, ou seja, você está pagando o celular parcelado.

  • Marcos Martinelli

    Olá só uma correção,

    O AllShare não funciona somente com TV samsung e etc… Funciona com quase tudo e deve ser o padrão para compartilhar mídia.

    Pelo AllShare do Samsung Galaxy S eu posso assistir video, escutar músicas ou ver fotos que estão no meu PC pelo Windows Media Streaming… é só ir no Windows Media Player e clicar em “Transmitir > Permitir que os dispositivos reproduzam minha mídia automaticamente”

    Ou seja, eu posso assistir as minhas séries que baixei no PC pelo Samsung S até no banheiro, e a imagem fica ótima, sem lag e etc.

    Já que você falou tanto do Iphone nesse review do Galaxy S, seguem minhas observações:
    Estive com o IPhone e o Galaxy S nas mãos. O IPhone pesa 3x mais que o Galaxy S… eu até troquei de mão, mas era verdade.. o IPhone parecia um tijolão, além de todas as limitações do IPhone. (a começar pelo Bluetooth)

    O que me impressionou logo que comecei a usar o Galaxy S (ou Android) foi que configurei minha conta do Google e magicamente todos os meus contatos, e-mail e compromissos foram importados para o celular. Muito bom.

    Na loja da claro que fui, o IPhone é mais barato que o Galaxy S. O vendedor me disse que no mesmo tempo que venderam 3 IPhones, mais de 10 Galaxy S tinham sido vendidos e estavam esgotados. Sinal de que o pessoal está gostando mesmo do Galaxy S. Eu adorei.

    E enquanto isso chegam uns clientes na loja e dizem:
    “É.. mas Iphone é IPHONE…” 🙂 … belo argumento…

  • AaH EU to loka por causa do Galaxy S!! Eu kero mt….

  • Rodrigo T.

    Comprei no domingo o meu, é, MARAVILHOSO!!1

  • Pingback: Avaliação de Samsung Galaxy S | Avalia Produto - Sua compra sem dúvidas()

  • Pingback: Avaliação de Apple iPhone 4 | Avalia Produto - Sua compra sem dúvidas()

  • roger

    vi o gaaxy nessa madrugada nas americanas em uma promoção de 499 gente em 12 vezes sem juros

  • Pingback: Samsung Galaxy S II: em mãos | Gadgets()

  • Vou indicar pro meu primo que quer comprar um destes =]]]

  • Albino

    Amigo,
    preciso com urgência finalizar a instalação da versão 2.3.4, no meu galaxy s II, fiz quase tudo, quando fui finalizar o upgrade na versão em português teria que apertar uma tecla que não tem no meu aparelho, tecla “home”, porque meu aparelho é samsung galaxy “ATT_SG_I777”.

  • Bruno

    Bem Eu tenho um Sansung Galaxy 5 Android e Eh Mt Bom Touch De Gel

  • Fabius

    Algem pode me dizer se alinha galaxy precisa de um gereciador, por exemplo para trocar o toque no iphone se usa o itunes .

  • Ainda hoje curti seu rewiel!..
    paravebens Salvo respostas e mais respostas sobre o aparelho!!!