Início » Finanças » CEO de corretora de criptomoedas foge após bloquear contas de usuários

CEO de corretora de criptomoedas foge após bloquear contas de usuários

Faruk Fatih Ozer, CEO da exchange turca Thodex, deixou o país após milhares de usuários terem suas contas bloqueadas

Bruno Ignacio Por

O CEO da plataforma de negociação de criptomoedas Thodex, sediada na Turquia, fugiu do país após bloquear a conta de milhares de usuários. De acordo com a polícia federal turca, 62 pessoas conectadas à exchange foram detidas acusadas de participar em uma grande fraude que pode ter causar um prejuízo de centenas de milhões de dólares. Contudo, o presidente da empresa, Faruk Fatih Ozer, permanece foragido.

Exchange de criptomoedas turca Thodex é acusada de fraude após milheres de usuários terem suas contas bloquadas (Imagem: Marco Verch/Flickr)

Exchange de criptomoedas turca Thodex é acusada de fraude após milhares de usuários terem suas contas bloqueadas (Imagem: Marco Verch/Flickr)

Polícia suspeita que exchange pode ser fraude

A Reuters noticiou o caso nesta última quinta-feira (22), revelando que uma equipe policial invadiu a sede da Thodex em Istambul após milhares de usuários prestarem queixas criminais contra a exchange. De acordo com a mídia turca, múltiplas contas foram bloqueadas nos últimos três dias, impedindo seus donos de acessarem seus fundos. Por isso, 78 mandados de prisão já foram emitidos a maioria dos suspeitos já foi detida. O CEO Fatih Ozer teria fugido ontem para a capital da Albânia.

No momento de publicação desta matéria, a plataforma Thodex estava fora do ar. De acordo com um comunicado da exchange, isso está acontecendo devido a um processo de aquisição da empresa por instituições bancárias não nomeadas que supostamente estariam investindo na corretora. O documento afirma que os problemas técnicos devem durar até cinco dias, mas milhares de usuários acreditam que estão sendo vítimas de um grande golpe.

“Para que esse processo de venda seja concluído, as transações precisam ser interrompidas”, escreveu a empresa. Agora, a polícia federal de Istambul está investigando o caso e tomando “as medidas necessárias”, conforme informado à Reuters. A empresa afirmou que “irregularidades” foram identificadas nas movimentações das contas, por isso todos os serviços teriam que ser suspensos. As autoridades afirmaram que não encontraram tais anormalidades.

Milhares de usuários prestam queixa em todo o país

Um advogado turco, Oguz Evren Kilic, afirmou que foi contatado por vários usuários na quarta-feira (21), que então protocolaram uma queixa formal em Ancara. Outros milhares de clientes da Thodex seguiram o exemplo e inúmeras queixas surgiram em todo o país.

Kilic afirmou à Reuters que a plataforma possuía cerca de 400 mil usuários ativos. Para ele, ainda é incerto prever o resultado das investigações, mas os relatos de que o CEO da Thodex fugiu do país logo após o início das denúncias reforçam a tese de que tudo seria um grande golpe.

Porém, a exhange afirmou à mídia local que Faruk Fatih Ozer estaria em uma viagem à Tirana, na Albânia, e deve voltar para a Turquia em breve. De acordo com dados do CoinMarketCap, a Thodex registrava um volume de US$ 538 milhões transacionados na quarta-feira.

Com informações: Reuters

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando