Início » Negócios » AMD tem alta demanda e vê lucro aumentar 243% no 1º trimestre

AMD tem alta demanda e vê lucro aumentar 243% no 1º trimestre

Receita da AMD no 1º trimestre de 2021 quase dobrou em relação ao mesmo período de 2020; lucro ficou em US$ 555 milhões

Emerson AlecrimPor

Os três primeiros meses de 2021 foram muito interessantes para a AMD. A companhia registrou receita de US$ 3,45 bilhões no período. Esse montante representa um aumento de 93% na comparação com o primeiro trimestre do ano passado (US$ 1,78 bilhão). Como? Lisa Su, CEO da AMD, explica que, hoje, a empresa tem o “melhor portfólio de produtos” da sua história.

Chip Ryzen (imagem: divulgação/AMD)

Chip Ryzen (imagem: divulgação/AMD)

Tamanho desempenho permitiu à AMD obter lucro líquido de US$ 555 milhões no primeiro trimestre de 2021. No mesmo período de 2020, a companhia registrou lucro de US$ 162 milhões. Houve alta de 243%, portanto.

Números tão impressionantes são efeito da demanda aumentada que a AMD vem registrando em praticamente todos os segmentos em que atua. Lisa Su destaca o segmentos de notebooks: “nós estamos vendo uma aceleração nos mercados de ultrafinos premium, [laptops para] jogos e uso comercial”, declarou.

O segmento de servidores, representado pelos chips Epyc, também contribuiu para os números elevados da AMD. Essa unidade registrou receita de US$ 277 milhões no primeiro trimestre.

Somados, os segmentos de chips corporativos, embarcados e feitos sob medida contribuíram com US$ 1,35 bilhão para a receita da AMD, crescimento de 286% na comparação ano a ano.

Mais notável é o desempenho das divisões de chips gráficos e de processadores para computadores pessoais da AMD. Juntas, elas responderam por US$ 2,1 bilhões da receita.

Não é por acaso que a AMD tem expectativas altas para este ano. A companhia espera fechar 2021 com alta de 50% de receita na comparação com 2020.

Se levarmos em conta que a demanda por chips continua em alta e deverá se manter assim pelo menos até 2022, há boas chances de que essa previsão se confirme.

Tecnocast 187 – A crise global de chips

O aumento no consumo de eletrônicos durante a pandemia está provocando uma escassez na oferta de semicondutores. As fabricantes não estavam preparadas para atender a essa demanda e esse descompasso deve afetar o preço dos produtos nos próximos meses.

Esse é o tema do Tenocast 187. Dê play e confira!

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
4 usuários participando