Início » Celular » Desmanche do Xiaomi Black Shark 4 mostra como funcionam os botões para jogos

Desmanche do Xiaomi Black Shark 4 mostra como funcionam os botões para jogos

Xiaomi Black Shark 4 possui gatilhos magnéticos para melhorar a experiência em jogos; versão global entra em pré-venda

Bruno Gall De Blasi Por

O Xiaomi Black Shark 4 passou por um desmanche nesta quarta-feira (28). Pelo YouTube, Zack Nelson, do canal JerryRigEverything, revelou o interior do celular gamer e o funcionamento dos gatilhos magnéticos para jogos, que podem ser contraídos se não estiverem em uso. Não há previsão de lançamento do smartphone da Xiaomi no Brasil.

Desmanche do Xiaomi Black Shark 4 (Imagem: Reprodução/JerryRigEverything/YouTube)

Desmanche do Xiaomi Black Shark 4 (Imagem: Reprodução/JerryRigEverything/YouTube)

A análise demonstrou os detalhes do celular além da parte exterior, que não traz os característicos LEDs coloridos de produtos para o público gamer. Um dos pontos de destaque do vídeo fica pelos botões laterais para jogos, que podem ser ocultados.

O acionamento dos gatilhos magnéticos ocorre através de uma alavanca. Ao empurrá-la, os botões ficam elevados, para que o usuário possa usá-los durante a partida de algum game. Depois, é só retornar à posição anterior para “guardar” os botões, mantendo-os na mesma altura da lateral do celular.

Gatilho magnético do Black Shark 4 (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Gatilho magnético do Black Shark 4 (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

No vídeo, é possível ver como o recurso funciona. Segundo Nelson, os gatilhos contam com um imã no botão e outro no controle deslizante. Ao recolher as teclas, as duas peças são atraídas uma pela outra, segurando o botão no nível do telefone. Ao acioná-los, os ímãs são posicionados para se repelir e levar as teclas para fora.

Além da alavanca e dos botões, há um terceiro componente no mecanismo. Este item é responsável por entrar em contato com a parte eletrônica do recurso para emitir os comandos. O desmanche ainda mostrou o sistema de resfriamento e a bateria de 4.500 mAh, que é dividida em duas células.

Xiaomi Black Shark 4 tem recarga de 120 watts

No fim de março, a Xiaomi apresentou os seus novos celulares para o público gamer, o Black Shark 4 e o Black Shark 4 Pro. Os smartphones chamam a atenção pela bateria com recarga de 120 watts. Segundo a fabricante, os telefones são capazes de completar a carga de seus componentes de 4.500 mAh em 15 minutos.

Os demais destaques ficam pela tela de 144 Hz e a memória RAM de até 16 GB, a depender do modelo de escolhido. Outra diferença entre as edições fica pelo processador: enquanto o Black Shark 4 traz o Snapdragon 870, a variante Pro conta com o Snapdragon 888 em seu interior.

A versão global do Black Shark 4 entrou em pré-venda nesta quarta-feira (28) com preços a partir de US$ 499 (cerca de R$ 2.670 em conversão direta).

Com informações: SlashGear

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando