Início » Finanças » “Disaster Girl” vende meme como arte digital NFT por US$ 500 mil

“Disaster Girl” vende meme como arte digital NFT por US$ 500 mil

Meme "Disaster Girl" se torna um NFT (token não fungível) e é leiloado por cerca de US$ 500 mil para pagar empréstimos estudantis

Bruno IgnacioPor

Mais um famoso meme da internet se tornou um NFT. Zoe Roth ficou conhecida como “Disaster Girl” por uma foto sua quando criança sorrindo em frente a um incêndio em 2005. Agora, ela conseguiu leiloar a imagem original como um token não fungível por 180 ether (ETH), o que equivale a aproximadamente US$ 500.000.

Meme "Disaster Girl" foi leiloado como um NFT (Imagem: Reprodução/ David Roth)

Meme “Disaster Girl” foi leiloado como um NFT (Imagem: Reprodução/ David Roth)

Ela contou ao New York Times que usará o dinheiro arrecadado para pagar seus empréstimos estudantis e doará uma parte para instituições de caridade. Além da pequena fortuna que conseguiu na venda, Roth também terá direito a 10% sobre o valor das futuras transações envolvendo seu NFT.

O meme foi a leilão no marketplace Foundation no dia 15 de abril. De acordo com o descritivo do NFT, a foto registrou Zoe Roth quando tinha apenas 4 anos, em janeiro de 2005, quando uma casa pegou fogo em sua vizinhança. Ela então correu para ver o ocorrido enquanto o seu pai estava logo atrás com uma câmera.

Entre diversas fotos, uma delas se destacou ao mostrar a menina com um sorriso macabro com o edifício em chamas ao fundo. A imagem foi então publicada na internet em 2008 e descoberta pelos internautas, deixando a jovem famosa. O meme se tornou uma das imagens mais memoráveis da década passada.

Estúdio musical de Dubai é comprador

O comprador do token não fungível de Roth foi o estúdio musical 3F Music, com sede em Dubai. A empresa tem um histórico em leilões caríssimos de NFTs, comprando também o meme “Overly Attached Girlfriend” por mais de US$ 400 mil e uma coluna do New York Times por US$ 560 mil.

A 3F Music já comentou sua intensa participação nos leilões de NFTs. Em março, a empresa enviou um comunicado na qual explicou sua compra da coluna do New York Times: “Nossa equipe de gestão está sempre em cooperação com alguns consultores de arte altamente qualificados e experientes que acreditam que devemos crescer com movimentos tecnológicos que nos ajudem não apenas a promover nosso negócio, mas também a apoiar artistas e o mercado de arte.”

Outros memes já foram vendidos como NFTs

Nyan Cat foi vendido como NFT por quase US$ 450 mil (Imagem: Reprodução/Chris Torres)

Nyan Cat foi vendido como NFT por quase US$ 450 mil (Imagem: Reprodução/Chris Torres)

Além da “Disaster Girl”, outros memes famosos já se tornaram NFTs. Chris Torres criou o GIF original do “Nyan Cat”, o gato-torrada que voa pelo espaço deixando um rastro de arco-íris. Em meados de fevereiro, ele fez uma versão remasterizada do arquivo e a colocou em leilão como token não fungível. O meme foi vendido por 300 ETH, o que na época valia cerca de US$ 450 mil.

O meme “Deal With It” também foi registrado como NFT no começo de março e foi vendido por 15 ETH, ou US$ 22 mil, de acordo com a cotação da época. “Bad Luck Brian” e “Grumpy Cat” se tornaram tokens não fungíveis menos de duas semanas depois e foram leiloados por respectivamente 20 ETH, ou US$ 37 mil, e 44 ETH, cerca de US$ 80 mil.

Com informações: The Verge

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando