Início » Negócios » Bill e Melinda Gates estão se separando, mas Fundação Gates continua

Bill e Melinda Gates estão se separando, mas Fundação Gates continua

Divórcio encerra 27 anos de casamento, mas os dois continuarão trabalho juntos em prol da filantropia na Fundação Bill & Melinda Gates

Ana Marques Por

Bill Gates e Melinda Gates anunciaram nesta segunda-feira (03) que estão se divorciando após 27 anos juntos. O fim do casamento não encerra, porém, a parceria profissional. Segundo o comunicado postado por ambos nas redes sociais, os dois continuarão a compartilhar trabalho na Fundação Bill & Melinda Gates, fundada em 2000.

Melinda Gates e Bill Gates (Imagem: Reprodução/Forbes)

Melinda Gates e Bill Gates (Imagem: Reprodução/Forbes)

O motivo da separação não foi revelado de forma detalhada. Bill e Melinda afirmaram não acreditar mais que podem crescer como um casal nesta próxima fase de suas vidas, mas ainda compartilham a crença na missão da fundação que criaram para ajudar pessoas ao redor do mundo. A Fundação Gates tem fundo patrimonial de quase US$ 50 bilhões.

Melinda e Bill se conheceram na Microsoft, quando Melinda foi contratada para ser gerente de produtos da empresa, em 1987. Na época, Bill Gates era o presidente-executivo da companhia, cargo que ocupou até janeiro de 2000.

Fundação Gates já gastou mais de US$ 50 bilhões em filantropia

Em 2020, Bill deixou o conselho administrativo da Big Tech para se dedicar aos projetos da Fundação Bill & Melinda Gates. No mesmo ano, Melinda Gates foi considerada a 5ª mulher mais poderosa do mundo segundo a revista Forbes.

A Fundação Gates já gastou US$ 53,8 bilhões em projetos filantrópicos relacionados à medicina, educação, entre outros. Em agosto, a entidade anunciou um fundo de US$ 150 milhões destinado a vacinas contra COVID-19 para países pobres.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
10 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Eu (@Keaton)

Isso é tão estranho de se ler quanto que o Bonner e a Fatima se separaram. hahaha

André Gorgen (@Banana_Phone)

Espero que se eles arrumarem novos parceiros, que ajudem a contribuir na fundação. Se eles não eram mais felizes como um casal, espero que encontrem a felicidade agora.

LekyChan (@LekyChan)

mais um casal que não sobreviveu a pandemia

Alfafa Buster (@alfafabuster)

É bem estranho - até meio triste - ver qualquer casal de pessoas já idosas se separando. A Melinda tem 56 anos e O Bill tem 65… Que raios eles esperam conseguir depois de um divórcio que eles não poderiam conseguir continuando casados?

Eu me coloco no lugar dessa gente… Penso “Meu, eu com 65 anos, sem ter uma esposa pra me fazer companhia? Se hoje com 38 já seria difícil, imagine quando velho?”

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Penso o contrário. Significa que mesmo estando “velhos” já, ainda mantiveram o sentimento de continuidade da vida. Poderiam muito bem se acomodarem e seguirem infelizes. Mas por já estarem em uma posição de maturidade entendem que a vida continua, e que cada um passa a ser livre para viver seus sonhos. Aquele clichê né, “nunca é tarde para recomeçar”.

🤷‍♀️ (@xavier)

O engraçado é ver todo mundo medindo o relacionamento com base em uma régua própria.

Foi traição. Só isso que faz um casal separar? Há 27 anos juntos. Mas quem disse que eles eram felizes? “Idosos” e agora sozinhos. Felicidade é única e exclusivamente conquistada em dupla? Até que a morte os separe. Todo terráqueo virou católico e não fui avisado?