Início » Gadgets » Google Nest Hub com sistema Fuchsia 1.0 recebe certificação Bluetooth

Google Nest Hub com sistema Fuchsia 1.0 recebe certificação Bluetooth

Fuchsia, sistema operacional do Google ainda em desenvolvimento, dá as caras em certificação Bluetooth para o Google Nest Hub

Bruno Gall De BlasiPor

O Fuchsia é um sistema operacional do Google que, de pouco em pouco, ganha forma. E, dessa vez, ele apareceu na documentação da Bluetooth SIG, após o Google Nest Hub ser certificado pela entidade com o software que ainda está em desenvolvimento. Não há previsão de lançamento de um smart display da marca com o novo sistema.

Fuchsia (Imagem: Divulgação/Google)

Fuchsia (Imagem: Divulgação/Google)

A documentação é referente ao Google Home Hub, lançado em 2018 e depois rebatizado para Google Nest Hub. No certificado, encontra-se o item “Número de versão do software” (em tradução livre) preenchido com o sistema operacional “Fuchsia 1.0”. A página do produto também aponta para um site do projeto com os arquivos e instruções sobre a conectividade Bluetooth.

No entanto, isto não significa que o Google vá lançar, em breve, uma versão do smart display com o novo sistema. Conforme observado pelo 9to5Google, a emissão do certificado Bluetooth pode estar relacionado a testes internos da companhia para afinar o desenvolvimento do Fuchsia. Além disso, o software também deu as caras na lista de dispositivos aprovados pela entidade em meados do ano passado.

Certificação da Bluetooth SIG para Google Nest Hub menciona Fuchsia 1.0 (Imagem: Reprodução/9to5Google)

Certificação da Bluetooth SIG para Google Nest Hub menciona Fuchsia 1.0 (Imagem: Reprodução/9to5Google)

O que é o Google Fuchsia?

Descoberto em 2016, o Fuchsia é um sistema operacional do Google que ainda está sendo desenvolvido. Na época, a documentação apontava que ele seria capaz de rodar tanto em smartphones quanto em computadores mais poderosos. E, diferentemente do Android e Chrome OS, o software não é baseado em Linux.

Alguns detalhes foram surgindo de lá para cá. No ano seguinte, as primeiras imagens apareceram na internet. Mais tarde, o Google começou a testar o software no Pixelbook. Pouco depois, ainda em 2018, alguns detalhes sobre o funcionamento do sistema foram revelados após ser instalado em um notebook da companhia.

Em 2019, o Google respondeu a uma pergunta que muitos faziam (ou ainda fazem): qual é a finalidade do Fuchsia? Na época, um executivo da empresa afirmou que o sistema é um projeto experimental, e não um “novo Android” ou “um novo Chrome OS”. Mais tarde, no mesmo ano, o Google colocou no ar um site para o sistema operacional.

Nos últimos meses, algumas novidades sobre o software vieram a público. É o caso da expansão do acesso ao sistema operacional, em dezembro de 2020. O Fuchsia também deve trazer uma ferramenta nativa para rodar apps de Android e Linux.

Apesar de todos esses passos nos últimos anos, não há previsão de lançamento da versão final do Google Fuchsia. Também não se sabe quais dispositivos seriam compatíveis com o novo sistema operacional.

Com informações: 9to5Google

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando