Início » Aplicativos e Software » Samsung atualiza app para guardar bitcoin e outras criptomoedas no celular

Samsung atualiza app para guardar bitcoin e outras criptomoedas no celular

Samsung Blockchain Wallet agora é compatível com carteiras de hardware para facilitar gerenciamento de criptomoedas

Ana Marques Por

Uma atualização do app Samsung Blockchain Wallet vai permitir que donos de smartphones Galaxy usem o software para gerenciar ativos de qualquer carteira de hardware, incluindo as Ledger Nano X e Nano S. A novidade facilita o recebimento de criptomoedas armazenadas em carteiras frias (offline), o que é bastante útil para quem usa as criptomoedas para compras, além de investimento.

Samsung Blockchain Wallet

Samsung Blockchain Wallet (Imagem: Divulgação/Samsung)

O Samsung Blockchain Wallet já permitia o armazenamento de bitcoin, ether e outras criptomoedas desde o lançamento do Galaxy S10, em 2019. No entanto, a atualização pretende facilitar a transferência de moedas de um gadget dedicado para um smartphone compatível, por meio de Bluetooth ou cabo USB.

A fabricante sul-coreana também permite que os usuários explorem aplicativos descentralizados (DApp) que usam a tecnologia blockchain para autenticar a troca de ativos digitais. Esses DApps e as chaves privadas usadas para criptomoedas são armazenadas na Samsung Blockchain Keystore, que só pode ser acessada via PIN ou impressão digital.

“Ao fornecer suporte para carteiras de hardware não estamos oferecendo aos nossos clientes apenas uma solução aprimorada, mas também um nível totalmente novo de segurança”, afirmou Woong Ah Yoon, vice-presidente da divisão de blockchain da Samsung.

A nova carteira da Samsung também terá um feed de notícias com as últimas informações sobre criptomoedas, com artigos da CoinDesk.

Atualização acontece em meio à explosão de interesse por criptomoedas

O interesse em criptomoedas vem aumentando significativamente, o que vem preocupando alguns especialistas e entidades, como o BC do Reino Unido. Ainda assim, toda essa movimentação vem tornando o mercado mais sólido.

Algumas empresas fizeram aportes bilionários em bitcoin e ether: é o caso da Tesla, que comprou US$ 1,5 bilhão em BTC em janeiro, e da Microstrategy, que adquiriu US$ 1 bilhão também em bitcoin em fevereiro.

Além disso, as operadoras Visa e Mastercard já começaram a processar pagamentos em moedas digitais, marcando outra evolução do sistema financeiro tradicional em favor dos ativos digitais. Como disse Elon Musk no início deste mês, o cenário é promissor, mas é preciso investir com cuidado.

Com informações: Samsung e Android Police

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando