Início » Celular » Sharp lança celular com sensor de câmera maior que no Xiaomi Mi 11 Ultra

Sharp lança celular com sensor de câmera maior que no Xiaomi Mi 11 Ultra

Sharp Aquos R6 possui câmera de 20 MP com sensor que mede 1 polegada; celular traz Qualcomm Snapdragon 888 em seu interior

Bruno Gall De Blasi Por

A Sharp revelou um novo celular com sensor de câmera de uma polegada. Anunciado nesta segunda-feira (17), o Sharp Aquos R6 supera o componente fotográfico do Xiaomi Mi 11 Ultra e possui uma tela com taxa de atualização que varia até 240 Hz em sua ficha técnica avançada. O smartphone chegará às lojas em junho, no Japão.

Sharp Aquos R6 (Imagem: Divulgação/Sharp)

Sharp Aquos R6 (Imagem: Divulgação/Sharp)

A câmera de 20 megapixels é o grande chamariz do lançamento. Seu sensor mede 1 polegada, o que ajuda a capturar mais luz e oferece fotos com mais detalhes, por exemplo. Além disso, a peça coloca o Aquos R6 à frente do Mi 11 Ultra, que possuía o maior sensor em um celular até então, de 1/1,12 polegada.

Vale lembrar que a peça também é do mesmo tamanho do sensor encontrado no Panasonic Lumix CM1, lançado em 2014. Mas, apesar de sair da caixa Android, o dispositivo está mais para uma câmera compacta do que um celular.

A câmera ainda traz outros destaques. É o caso da lente de sete elementos da Leica, com abertura de f/1,9. O conjunto também é acompanhado por uma câmera ToF, para capturar a profundidade de campo, e um flash LED, e grava vídeos em 8K. A câmera frontal de 12,6 megapixels, por sua vez, fica em um furo no centro do display.

Os destaques continuam na parte da frente. A tela de 6,6 polegadas possui laterais curvas e resolução de 2730 x 1260 pixes. Sua taxa de atualização variável vai de 1 Hz até 240 Hz. A cargo de comparação, a frequência máxima supera especificações encontradas em celulares gamers, como o Lenovo Legion Duel, com painel de 144 Hz.

Sharp Aquos R6 (Imagem: Divulgação/Sharp)

Sharp Aquos R6 (Imagem: Divulgação/Sharp)

A ficha técnica avançada é formada pelo processador Qualcomm Snapdragon 888 e 12 GB de RAM. Para guardar ainda mais fotos, músicas e afins, o armazenamento de 128 GB também pode ser expandido através de cartão de memória de até 1 TB. A bateria possui capacidade de 5.000 mAh.

As demais especificações ficam pela conectividade 5G e o Android 11 de fábrica. O smartphone ainda possui Wi-Fi 6 e Bluetooth 5.2. Para desbloquear a tela do lançamento, o leitor de impressões digitais encontra-se sob a tela, assim como o Samsung Galaxy S21 e o Motorola Edge+.

O Sharp Aquos R6 está previsto para ser comercializado no Japão em junho. O preço de lançamento, no entanto, ainda não foi revelado pela marca japonesa.

Não há previsão de lançamento do celular no Brasil e em outros países.

Sharp Aquos R6 – ficha técnica

Sharp Aquos R6
Tela OLED de 6,6 polegadas com resolução de 2730 x 1260 pixels, taxa de atualização variável de até 240 Hz e HDR
Processador Qualcomm Snapdragon 888
RAM 12 GB (LPDDR5)
Armazenamento 128 GB, expansível via cartão de memória microSD de até 1 TB (UFS 3.1)
Câmera traseira – 20 megapixels (f/1,9, lente de 7 elementos da Leica, sensor de 1 polegada)

– Sensor ToF

Câmera frontal 12,6 megapixels
Bateria 5.000 mAh
Sistema operacional Android 11
Conectividade porta USB-C, 5G, 4G, Wi-Fi 6 e Bluetooth 5.2
Mais certificação IPX8 e leitor de impressões digitais sob a tela
Dimensões 162 x 74 x 9,5 mm
Peso 207 gramas

Com informações: The Next Web, The Verge e XDA-Developers

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
4 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Douglas Knevitz (@Douglas_Knevitz)

Sempre me perguntei se não era possível inverterem o painel dos conectores para cima, e aproveitar essa borda extra para alocar a câmera frontal. Resolveria dois problemas: punch hole e queixo.

Quanto as specs, são ótimas. Porém so spec não faz smartphone. Comprar o melhor hardware, qualquer fabricante consegue. Agora fazer essas specs se conversarem e traduzir isso em qualidade final para o usuário, de forma que ele perceba, é a tarefa mais difícil.

Não posso deixar de parabenizar a marca por optar por um sensor único de qualidade, e não se render a câmeras secundárias figurantes.