Início » Negócios » WarnerMedia e Discovery se unem para concorrer com Netflix e Disney+

WarnerMedia e Discovery se unem para concorrer com Netflix e Disney+

Um novo player importante está sendo criado no segmento de streaming; negócio deve ser concluído apenas em 2022

Ana Marques Por

A gigante de telecomunicações norte-americana AT&T anunciou, nesta segunda-feira (17), a fusão entre a WarnerMedia e a Discovery. A união cria um novo player de peso para concorrer com a Netflix e o Disney+ no segmento de streaming. A empresa resultante da fusão ainda não tem nome, mas sabe-se que ela terá como líder o CEO da Discovery, David Zaslav.

WarnerMedia e Discovery (Imagem: Reprodução/AT&T)

Fusão da WarnerMedia e da Discovery (Imagem: Reprodução/AT&T)

As companhias ainda aguardam a aprovação dos órgãos reguladores para concluir a fusão. A aquisição ocorre apenas três anos após a conclusão da aquisição da WarnerMedia (na época, TimeWarner) pela AT&T, processo que teve aprovação depois de diversas contestações judiciais.

Como lembra o Recode, A AT&T segue a tendência de outras empresas de telecomunicações, que estão se desfazendo de alguns de seus braços “indesejados”, como a Verizon, que vendeu a AOL e o Yahoo. A própria AT&T também vendeu uma parte da DirecTV em fevereiro.

Sob o guarda-chuva da WarnerMedia temos HBO, CNN, Cartoon Network, TBS, TNT e Warner Bros., já a Discovery engloba diversos canais de TV a cabo, incluindo Animal Planet e TLC. As duas marcas já contavam ainda com suas próprias plataformas de streaming, HBO Max e Discovery+.

Fusão formará a segunda maior empresa de mídia do mundo

A união entre WarnerMedia e Discovery dá origem à segunda maior empresa de mídia do mundo – com valor empresarial de US$ 132 bilhões –, atrás apenas da Disney, de acordo com o Financial Times. A expectativa é de que a fusão resulte em uma economia de cerca de US $ 3 bilhões anuais – o que, de acordo com as empresas, retornará como investimento em conteúdo.

Não se sabe, porém, se os serviços HBO Max e Discovery+ continuarão operando separadamente após a conclusão do negócio, prevista para meados de 2022. Juntas, as empresas formam um catálogo com cerca de 200.000 horas de conteúdo.

Com informações: The Verge e Recode

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
6 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Erisdan Maciel (@ErisdanMaciel02)

A briga de gigantes não para de crescer! Quem vencerá essa batalha? Aposto na Amazon!

Vítor Gomes Neves Oliveira (@vctgomes)

Acho muito bacana da Warner estar investindo tanto no HBO MAX e tentando criar um mega serviço de streaming. É uma solução completamente diferente da Disney+ que só quer lucrar mesmo e fragmentar cada vez mais os streamings (Disney+, Hulo, Star+, ESPN+ etc).

Espero q qnd sair oficialmente no Brasil, tanto o app quanto a transmissão esteja melhor, já q aquela porcaria do HBO GO é um lixo! Se continuarem assim, fica difícil defender haha.

Agora falta investir em conteúdos tbm. A Disney está apostando todas as fichas na Marvel e tá dando resultado… pena q pra Warner, a DC já tá morta praticamente

Erisdan Maciel (@ErisdanMaciel02)

Com a chegada do HBO Max ao Brasil, vou assistir pela primeira vez a série Game of Thrones.

Daniel R. Pinheiro (@DiFF7Skyns)

Aproveite pra assistir Westworld. Garanto que entrará no seu Top5 (se curti Sci-Fi).