Início » Finanças » O que é a mineração de criptomoedas? [Investimentos]

O que é a mineração de criptomoedas? [Investimentos]

Criar ativos; saiba o que é a mineração de criptomoedas como Bitcoin entre outras, funcionamento e investimento básico

Leandro Kovacs Por

O mercado de criptomoedas já é uma realidade no cotidiano das pessoas. A forma mais comum de aquisição de negociação dessas é o câmbio e subdivisão dos valores. Veja abaixo, o que é a mineração de criptomoedas e como essa atividade influencia no mercado das moedas virtuais. Será legal minerar, ou lucrativo? Vamos entender um pouco mais no decorrer do texto.

O que é a mineração de criptomoedas? (Imagem: Executium/Unsplash)

O que é a mineração de criptomoedas? (Imagem: Executium/Unsplash)

Qual a origem da mineração de criptomoedas?

A mineração de criptomoedas só passou a existir quando o bitcoin foi extraído pela primeira vez em 2009, causando um grande impacto entre os mineiros, investidores e criminosos virtuais. Imagine o alvoroço de poder começar a “produzir” o próprio dinheiro que é aceito em um determinado mercado.

A mineração de criptomoedas é o processo pelo qual novas partes entram em circulação, mas também é um componente crítico da manutenção e do desenvolvimento do livro razão do blockchain, que faz o registro de uma transação de moeda virtual de forma que esse registro seja confiável e imutável.

O processo é executado em computadores muito sofisticados que resolvem problemas matemáticos computacionais extremamente complexos.

O que é a mineração de criptomoedas? (Imagem: Dmitry Demidko/Unsplash)

A mineração começou com a primeira extração em 2009 (Imagem: Dmitry Demidko/Unsplash)

Como funciona a mineração de criptomoedas

A principal atração para muitos investidores da mineração é a perspectiva de serem recompensados ​​com bitcoin ou outra criptomoeda. Imagino que saiba, não precisa ser um mineiro para possuir tokens ou valores em sí, pode-se comprar criptomoedas usando dinheiro comum.

Existem dois motivos básicos, o primeiro é preservar a fidelidade das negociações. No processo de mineração, os computadores alocados no trabalho fazem uma varredura em cima dos blockchains, garantindo assim que a mesma criptomoeda não seja usada 2x pela mesma pessoa. Algo como fazer uma cópia do código.

O que é a mineração de criptomoedas? (Imagem: Markus Spiske/Pexels))

São muitos computadores usados na mineração (Imagem: Markus Spiske/Pexels)

O segundo motivo é que a mineração é a única forma de gerar uma nova criptomoeda sem gastar “dinheiro” na compra e poder negociá-la como parte do mercado. Apesar de parecer simples, o investimento para conseguir minerar é alto.

É um bom negócio?

Em parte sim, contanto que leve em consideração o esforço empregado para conseguir ou não minerar uma nova unidade da criptomoeda. É importante lembrar que o valor dado por cada nova criptomoeda cai ao passar do tempo e elas tem um valor máximo de unidades que podem ser mineradas. O bitcoin, por exemplo, começou com 21 milhões de BTC disponíveis, em 2020 esse número já está próximo dos 10% finais.

O investidor disponibiliza computadores para fazerem o trabalho e gasta energia elétrica para minerar, buscando a solução do enigma que liberará outro BTC. O mais complicado e que tem afastado entusiastas é o fato de que não adianta achar a solução, mas a necessidade de ser o primeiro a encontrar aquela resposta.

Já dá pra imaginar o tamanho da concorrência, o poder de computação dos adversários? Esse é o motivo que na minha visão, alguém que vá tentar a sorte minerando criptomoedas não obterá muito retorno. Com esse resumo, temos uma ideia do que é a mineração de criptomoedas. Faça sua opção e boa sorte.

Com informação: Sectigo, Investopedia.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando