Início » Internet » Mozilla propõe padrão para Open Web Apps

Mozilla propõe padrão para Open Web Apps

Avatar Por

Se nós temos uma organização que efetivamente pensa o futuro da web, é a Fundação Mozilla. Além de desenvolver um dos navegadores mais usados pela comunidade geek, os caras da Mozilla gastam tempo e dinheiro tentando consertar alguns problemas que já temos ou poderemos ter no futuro. A distribuição de web apps, por exemplo… Atualmente está uma bagunça, mas nessa terça-feira eles vieram com uma proposta que pode mudar tudo.

A ideia da Mozilla é muito simples: passou da hora de ter um ecossistema (é assim que eles chamam) que permita uma melhor distribuição dos aplicativos que são desenvolvidos para serem rodados na web. Os web apps, portanto, como o Remember The Milk ou o Google Calendar. Para melhorar essa situação, eles creem que é preciso instaurar uma espécie de padrão na hora de criar e disponibilizar esses produtos, o que eles decidiram chamar de Open Web Apps (qualquer semelhança com Office Web Apps é mera coincidência, creio eu). Mas como vai funcionar?

Primeiro de tudo, seria preciso que os principais navegadores adotassem a ideia. Okay, o Firefox já está garantido. Mas a Mozilla espera que o Internet Explorer, o Chrome, o Safari e o Opera também embarquem nessa jornada. Uma vez que isso esteja confirmado, os desenvolvedores passariam a adicionar determinadas metatags dentro dos seus web apps, com uma identificação de quem é o autor e como funcionam. Mais ou menos como já acontece na App Store da Apple.

Download | Mozilla Firefox
Baixatudo | Mozilla Firefox

Com o apoio dos navegadores e dos desenvolvedores, seria um pulo para oferecer um padrão global na hora de fornecer autenticações dentro de web apps e também de oferecer aplicativos pagos. O navegador poderia contar com uma App Store própria, na qual o usuário adiciona novos aplicativos que decidiu usar. Se for pago, a opção de pagar pelo aplicativo – e posteriormente ter acesso a esse aplicativo – seria exibida pelo próprio navegador.

Modelo de App Dashboard proposto pela Mozilla (reprodução)

Alguns parâmetros já são rascunhados para que os Open Web Apps funcionem. Por exemplo, seriam baseados HTML, CSS e JavaScritpt, para garantir que funcionam em todos os navegadores. A instalação dele seria possível a partir de uma Dashboard no navegador, como a que você na captura de tela acima. Não menos importante, a Mozilla defende que os desenvolvedores possam vender apps diretamente para seus clientes, sem depender de um intermediário (Steve Jobs manda beijos).

Será que a ideia vai para a frente? Para demonstrar o funcionamento do Open Web Apps, a Mozilla colocou no ar uma página especial com as principais funcionalidades que o futuro padrão permitiria. Mas é bom ressaltar: a mesma organização jura de pés juntos que não pretende fazer uma loja de web apps.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Vitor
* https://marketplace.mozilla.org/pt-BR/
Vitor
Bem, a loja de apps da Mozilla está aberta para todos (desde que você crie uma conta) em: http://marketpalce.mozilla.org/
@nandobang
Concordo com o Francis e o @coreh. Um local central para webapps seria o ouro em termos de facilidade para o usuário final, e para o desenvolvedor também. Padronização de código para tarefas comuns é bom. Sobre a grana... É verdade que a web paga não funciona, mas talvez isso transforme as webapps de "serviço online" para "aplicativo". Muita gente acha que "fazer pajina di interneti" é só sentar e escrever umas linhas. Se o cara quer desenvolver de graça, eu apoio. Se quiser cobrar, eu pago. O problema é que alguns brasileiros acreditam que a informática simplesmente brotou, que ninguém precisa trabalhar pra coisa funcionar. Como desenvolvedor, eu gostaria disso :)
Henrique Picanço (@henriquepicanco)
Bela ideia. A Microsoft pode não aceitar a primeiro ver, ou aceitar nunca, mais o Google há uma grande possibilidade, pois adere sempre uma novidade, ou quase isso. A Opera Inc. poderia já adotar o Open Apps já no Opera 11, que vi que já estava em desenvolvimento...
JoseRenan
bem, não sei o que dizer sobre...
Francis Rosario
Sou desenvolvedor. O problema é que isso pode ser um incentivo para aplicativos que antes eram gratuitos serem pagos. E isso é um problema ao meu ver. A web paga não funciona, isso já ficou claro no inicio dos anos 2000.
Vitor Hugo Cruz
Steve Jobs manda beijos. Huahaua... gostei muito!
Rodrigo Fante
Perfeito, tem espaço para alguns viverem de publicidade e outros de doação, mas não para todo mundo, para 99% dos desenvolvedores o modelo de negócios que põe comida na mesa é vendendo o peixe, portanto, é natural que se pague para ter um aplicativo de qualidade, eu pago com gosto no iPod Touch, meus jogos, etc... e se meu navegador me oferecesse algo melhor do que oferece hoje a um preço adequado não pensaria duas vezes em comprar.
Welty
Alguem sabe pq as vezes o OS e o navegador não são identificados?
Welty
Exato cara, não tem como isso ser ruim para a Web. Essa geração atual quer tudo de graça. Eu pergunto pra quem reclamou, vocês trabalham de graça? Pois é, os desenvolvedores também tem vida e família pra sustentar. Pensem nisso antes de reclamar de apps ou webapps pagas, voc?s também não trabalham de graça. Se o preço for justo, por que não pagar?
kylefurtado
Não necessariamente pra trás. É só mais um modo de obter lucro.
@coreh
* e a tag DEVICE. (o blog cortou os simbolos de menor que e maior que do meu comentário.)
@coreh
@Francis, @RougeRose: Não entendo como isso pode ser ruim. Primeiro que aumentar a "porcentagem paga" da internet, é uma coisa boa. Significa que mais aplicativos estarão disponíveis, e os aplicativos disponíveis serão de maior qualidade. Essa coisa de achar que tudo tem que ser de graça veio com a babaquisse da Web 2.0 ("Modelo de negócio"? Quem precisa disso? Nós temos AJAX!) e completamente desvaloriza o ramo da computação. Servidores, infraestrutura de TI e especialmente desenvolvedores custam muita grana. E todo mundo tem que pagar impostos também. Publicidade gera alguma renda, mas geralmente não o suficiente. (A não ser que você seja uma empresa monstruosa) Fora isso, a pergunta não é "se" os browsers vão lançar App stores, mas quando elas vão ser lançadas. O pessoal da Google já anunciou a do Chrome há algum tempo. A mozilla simplesmente está fazendo um formato aberto para "empacotar" uma aplicação Web, facilitando o trabalho de quem vai publicá-las. (Imagina ter que fazer o registro e preencher tudo denovo e denovo para a App Store do Firefox, a do IE, a do Chrome, a do Safari e a do Opera?) Além disso, alguns recursos web que estão para vir (como o WebGL e a Tag ) Vão permitir acesso direto ao hardware dos computadores. Ter uma interface comum para "instalar" (autorizar permanentemente) os aplicativos é sempre bom.
ziguifrido
Acho que o conteúdo sempre é o mesmo, mas existem diversas maneiras de obtê-lo. Creio que os web apps tem um grande futuro pela frente, por causa das possibilidades que eles criam, que vão muito além de uma pagina comum da internet. Uma padronização seria interessante, ao meu ver, para se poder ter apps "multi-broser" ao menos. E sobre a cobrança, isso vai de acordo com o desenvolverdor, da mesma forma em que acontece na app store (apple) e no android market (google) por exemplo. Se o desenvolvedor quer compartilhar seu app de graça não vai ser um jobs da vida que vai mudar isso...
@RougeRose
Acho q concordo com o Francis... Do mesmo jeito q o Jobs cobra tudo, os outros navegadores fariam a mesma coisa, duvido que eles realmente não pretendam fazer uma loja de apps... Ah Tá! XD
Exibir mais comentários