Início » Gadgets » Tela maleável de microLED pode ser esticada sem quebrar

Tela maleável de microLED pode ser esticada sem quebrar

Nova tela flexível da Royole deve ser útil para ser instalada em dispositivos vestíveis, automóveis e demais tipos de produtos

Bruno Gall De Blasi Por

A Royole apresentou, nesta segunda-feira (24), uma tela capaz de ser esticada sem quebrar. O display maleável possui painel microLED e pode ser útil para a aplicação em wearables e outras categorias de dispositivos. Apesar da demonstração, não se sabe quando o primeiro produto com o componente flexível chegará ao mercado.

Royole revela nova tela flexível com microLED (Imagem: Divulgação/Royole)

Royole revela nova tela flexível com microLED (Imagem: Divulgação/Royole)

A fabricante diz que esta é a primeira tela da categoria que pode ser produzida em massa. O painel revelado para demonstração mede 2,7 polegadas e tem resolução de 96 x 60 pixels. Esteticamente falando, o display lembra até um tecido, pois é facilmente maleável (mas não totalmente), como sugerido pelas imagens de divulgação.

A peça possui capacidade de alongamento de 130% e alcança uma curvatura convexa de 40 graus. Esta elasticidade permite que o componente alcance formas além do convencional, o que abre espaço para novas soluções tecnológicas. Entre os exemplos, está a aplicação da tela em tecidos para criar dispositivos vestíveis ou até mesmo em ferramentas esféricas, como é o caso de um globo terrestre.

Nova tela flexível da Royole pode ser esticada sem quebrar (Imagem: Reprodução/Royole)

Nova tela flexível da Royole pode ser esticada sem quebrar (Imagem: Reprodução/Royole)

Royole apresenta nova tela maleável com microLED

O novo componente possui painel microLED. A Royole explica que o espaçamento maior entre as ilhas de LEDs e o encapsulamento mais simples da tecnologia ajudam a garantir mais versatilidade para criar telas com maior flexibilidade. Além disso, o recurso é capaz de transmitir mais luz do que as telas dobráveis com OLED existentes.

Painel microLED oferece espaçamento maior em relação à tela OLED flexível (Imagem: Reprodução/Royole)

Painel microLED oferece espaçamento maior em relação à tela OLED flexível (Imagem: Reprodução/Royole)

Ao todo, a companhia solicitou o registro de mais de 80 patentes no mundo todo para tecnologias extensíveis e com microLED. A fabricante, no entanto, não revelou quando começará a produção em massa da nova tela maleável com microLED.

Vale lembrar que a Royole está entre as primeiras fabricantes a revelar um celular dobrável ao mundo. Em 2018, a companhia apresentou o primeiro FlexPai antes mesmo do Samsung Galaxy Fold. Depois, em 2020, o FlexPai 2 veio ao mundo com vinco menos perceptível na tela flexível.

Com informações: Android Authority

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando