Início » Jogos » Assassin’s Creed: a ordem cronológica da série completa

Assassin’s Creed: a ordem cronológica da série completa

Eventos históricos; saiba a ordem cronológica da série completa de Assassin’s Creed e situe-se na real evolução social

Leandro Kovacs Por

A série de jogos Assassin’s Creed, ao contrário da violência do conflito entre os grupos do game (assassinos e templários), mostra a evolução da sociedade humana como cenário dos jogos. Veja abaixo, a ordem cronológica histórica da série completa de Assassin’s Creed, sem os spin-offs, veja situações nas quais a “organização de assassinos” se envolve para manter o objetivo de combater a “opressão”.

A ordem completa de Assassin's Creed (Imagem: Ubisoft/Divulgação)

A ordem completa de Assassin’s Creed (Imagem: Ubisoft/Divulgação)

1. Assassin’s Creed Odyssey (431 – 404 AC)

O jogo se passa na Guerra do Peloponeso, confronto entre Atenas e Esparta. O foco do game não é a ordem dos assassinos, mas sim, o estranho Culto de Cosmos, que posteriormente se tornará a Ordem dos Templários. O cenário é explorado por um mercenário, que é neto de Leônidas de Esparta, brabo!

Um dos pontos mais interessantes do jogo é a possibilidade de cruzar com figuras ícone da época, como Hipócrates, Pitágoras e Sócrates.

2. Assassin’s Creed Origins (49 – 43 AC)

Esse episódio marca o início da luta entre os Assassinos e Templários. Enquanto isso, historicamente, o Egito passa pelo conflito entre Ptolemeu XIII e Cleópatra.

O inimigo é a Ordem dos Anciões, e cabe a Bayek de Siwa, que atua como uma espécie de cavaleiro, derrotar essa força opressora e vivenciar o início do conflito entre Assassinos e Templários que dura até os tempos atuais.

3. Assassin’s Creed Valhalla (873 DC)

Após um hiato de mais de 800 anos, que permeia a origem do cristianismo, o jogo retorna longe da cultura que dominou o mundo antigo. Mais uma vez, o personagem principal não está ligado a nenhum dos grupos, assassinos e templários, mas será envolvido no conflito.

O jogo está situado na Idade das Trevas, logo após a queda do Império Romano. O personagem jogável é Eivor, um guerreiro viking que partirá da Noruega com o seu clã, buscando melhores condições de vida na Inglaterra.

4. Assassin’s Creed (1191 DC)

O primeiro lançamento da série, se passa em Jerusalém, precisamente no período que antecedeu a terceira cruzada. Na história, somos Altaïr Ibn-La’Ahad, um assassino que ao falhar em uma missão importante, é destituído do cargo. Desconfiando dos trabalhos que recebe para se redimir, o assassino decide que é hora de matar o seu mestre Al Mualim.

5. Assassin’s Creed II (1476 – 1499 DC)

Uma das versões preferidas dos jogadores, Assassin’s Creed II apresentou a Ezio Auditore da Firenze, um descendente de Altair, assassino original da franquia. A história acontece durante a Renascença Italiana, época de figuras como os Borgia e Leonardo da Vinci.

O objetivo do jogo é vingar a morte do pai e irmão de Ezio, para isso visitará locais marcantes de Florença, Veneza, Toscana e Forli.

6. Assassin’s Creed: Brotherhood (1500 – 1507 DC)

Simplesmente, a continuidade da saga de Ezio, nesta versão o personagem criará uma irmandade que o ajudará a combater os Borgia, porém dessa vez em Roma, Nápoles e até na Espanha. O alcance dos planos somente aumentam, na história já muito complexa da saga.

7. Assassin’s Creed: Revelations (1511 DC)

O fim da trilogia de Ezio no game. O personagem aparece mais velho e está à procura de respostas sobre a ordem dos assassinos. Ele chegará à biblioteca de Masyaf, cuja chave foi escondida por Altair em Constantinopla.

8. Assassin’s Creed IV: Black Flag (1712 – 1722 DC)

O universo pirata chega na série de jogos. A memória é de Connor Kenway, mas as aventuras são de seu avô, Edward Kenway. Com o objetivo iniciado ao sair da Inglaterra e chegar à América, Edward deve encontrar um personagem conhecido como Sage.

Ele sabe a localização do Observatório, um lugar que os Isu (raça anterior) usam para rastrear os humanos como uma caveira de cristal.

9. Assassin’s Creed: Rogue (1756 – 1763 DC)

O cenário deste episódio acontece durante a Guerra dos Sete Anos, entre Inglaterra e França. O personagem principal é Shay Cormac, seu treinamento como assassino envolve a missão de ir à Lisboa para recuperar um artefato Isu, quando alcança um fenômeno gera um terremoto, abalando a crença de Shay na ordem.

10. Assassin’s Creed III (1754 – 1783 DC)

O episódio se passa durante a Revolução Americana, com um meio inglês e indígena conhecido como Connor. Pode-se explorar desde a cidade de Nova York até a Filadélfia, passando por Boston, e participando de eventos que demonstram os traços da independência dos EUA.

11. Assassin’s Creed III: Liberation (1765 – 1780 DC)

A primeira história da série que tem sincronia na mesma época de outro episódio. O cenário é modificado e vamos experienciar as características de Nova Orleans, também nos EUA. O destaque fica por termos a primeira mulher como protagonista, a franco-africana Aveline de Grandpré.

12. Assassin’s Creed Unity (1776 – 1800 DC)

Basicamente, o jogo se passa durante a Revolução Francesa, mostrando como os templários e assassinos estiveram envolvidos no evento. Pela primeira vez, temos um relacionamento romântico entre um assassino e um templário, só pra aumentar o drama.

13. Assassin’s Creed Syndicate (1868 DC)

O mais “moderno”, historicamente, dos eventos encontrados na série. Acontece durante a Revolução Industrial, em seu coração Londres, e trata sobre os gêmeos Jacob e Evie Frye, líderes de uma organização criminosa.

Após observarem que tanto a monarquia como a igreja estão perdendo o controle da cidade para os Templários, resolvem se meter no conflito.

Nossa história é muito rica e cheia de fatos mundialmente conhecidos, não seria surpresa se fossem lançados jogos até os nossos tempos atuais. Mantendo ou não a ordem cronológica de Assassin’s Creed, divirta-se.

Com informação: Assassin’s Creed Wiki.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando