Início » Celular » ARM anuncia núcleo Cortex-X2 para celulares ainda mais rápidos

ARM anuncia núcleo Cortex-X2 para celulares ainda mais rápidos

Cortex-X2 promete ser 16% mais rápido; novos núcleos A710 e A510 e GPUs Mali também foram apresentados

Ana Marques Por

A ARM apresentou, nesta terça-feira (25), o novo núcleo de máximo desempenho Cortex-X2, baseado na arquitetura ARMv9, anunciada em março, com a promessa de maior velocidade e segurança para smartphones. Além dele, a companhia lançou ainda os Cortex-A710 e Cortex-A510, e novas GPUs Mali.

ARM Cortex-X2 (Imagem: Reprodução/ARM)

ARM Cortex-X2 (Imagem: Reprodução/ARM)

A ARM vem trabalhando para tornar seus núcleos cada vez mais potentes, permitindo que celulares com chips da Qualcomm e da Samsung possam competir com o M1 e qualquer outro processador que a Apple esteja planejando lançar em sequência.

O Cortex-X2 (assim como o Cortex-A510) funciona exclusivamente em aplicações de 64 bits, adiantando o que será padrão a partir de 2023, quando todos os núcleos da ARM não terão mais capacidade de ler instruções em 32 bits.

Isso acontece pouco mais de um ano após o anúncio do Google de que a Play Store exigirá uploads de aplicativos de 64 bits. Na prática, os novos chips terão a capacidade de realizar instruções duas vezes maiores, oferecendo maior desempenho.

O Cortex-A710, porém, ainda terá suporte a leituras em 32 bits, visando especialmente o mercado chinês de smartphones, que precisa de um tempo maior para se ajustar à mudança para 64 bits.

Cortex-X2 é até 16% mais rápido

De acordo com a ARM, o Cortex-X2 é até 16% mais rápido do que o seu antecessor, o Cortex-X1, considerando a mesma litografia e rodando na mesma frequência. Mas a melhoria pode saltar para 30% com o aumento de memória cache e outros ajustes.

Em recursos de inteligência artificial e aprendizado de máquina, o X2 promete ser duas vezes mais rápido do que a geração anterior. Além disso, o cache do sistema L3 foi dobrado para 8 MB, e a ARM reduziu a latência do acesso aos dados.

Você deve encontrar esse núcleo nos próximos processadores da Qualcomm e também em SoCs para notebooks, com desempenho até 40% maior no single-threaded.

Novos ARM Cortex-X2, A710 e A510 (Imagem: Reprodução/ARM)

Novos ARM Cortex-X2, A710 e A510 (Imagem: Reprodução/ARM)

Cortex-A710 é até 30% mais eficiente

Já o Cortex-A710 promete aumento de até 30% em eficiência. A velocidade em aprendizado de máquina também dobrou neste núcleo. Segundo a ARM, em jogos, um chip com CPU A710 e GPU Mali-G710 deve proporcionar aumento de 33% em desempenho e ganho de 20% na performance para gráficos, se comparados a um design A78/G78.

Cortex-A510 triplica velocidade em IA

O Cortex-A510 chega a ser 35% mais rápido do que o A55, e pode entregar eficiência energética 20% maior. A velocidade para recursos de aprendizado de máquina aqui pode triplicar. Na prática, isso pode se traduzir em uma melhoria significativa para smartphones básicos e intermediários.

Novas GPUs Mali: G710, G610, G510 e G310

A ARM aproveitou a ocasião para apresentar também seu novo portfólio de designs de GPU, sendo a Mali-G710 a mais potente, com ganhos de 20% em velocidade e eficiência energética. Em tarefas de aprendizado de máquina, ela está 35% melhor, aprimorando recursos de imagem e possibilitando a habilitar novos modos de vídeo. Você pode esperar essa GPU em smartphones topo de linha e também em Chromebooks.

GPUs Mali G-710, 510 e 310 (Imagem: Reprodução/ARM)

GPUs Mali G-710, 510 e 310 (Imagem: Reprodução/ARM)

Em seguida, temos a Mali-G610, baseada na 710, porém com um preço mais baixo. E, depois, a Mali G-510, para smartphones intermediários e TVs, que promete ser duas vezes mais rápida e 22% mais eficiente do que a geração anterior.

Por fim, temos a Mali G-310 para os aparelhos mais básicos, com um aumento de 4,5x no desempenho com Vulkan e dobrando o desempenho de renderização da interface do Android.

Com informações: AnandTech, GSMArena e ARM (1 e 2)

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
1 usuário participando