Início » Gadgets » Luminária inteligente Elsys: cores e controle por voz

Luminária inteligente Elsys: cores e controle por voz

Luminária inteligente Elsys funciona com a Alexa, Google Assistente, tem 16 milhões de cores, mas iluminação não é tão forte

Darlan Helder Por
Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Além de smart lâmpada, a brasileira Elsys tem no mercado uma nova luminária inteligente que funciona por Wi-Fi, tem 16 milhões de cores RGB e é compatível com a Alexa e Google Assistente. Lançada em abril deste ano por R$ 359, a luminária aposta num visual minimalista, traz botões de controle de temperatura, mas ela também pode ser controlada à distância graças ao aplicativo oficial da marca.

Será que vale a pena? As cores são intensas? E como funciona a integração com os assistentes virtuais? Eu testei o novo gadget da Elsys nas últimas semanas e compartilho todos os detalhes neste review.

Análise da Luminária inteligente Elsys em vídeo

Aviso de ética

O Tecnoblog é um veículo jornalístico independente que ajuda as pessoas a tomarem sua próxima decisão de compra desde 2005. Nossas análises não têm intenção publicitária, por isso ressaltam os pontos positivos e negativos de cada produto. Nenhuma empresa pagou, revisou ou teve acesso antecipado a este conteúdo.

A luminária inteligente Elsys foi fornecida pela Elsys por doação e não será devolvida à empresa. Para mais informações, acesse tecnoblog.net/etica.

Design

Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Antes de falar de design, vale uma observação: a luminária inteligente Elsys se chama luminária inteligente Elsys, porque, curiosamente, a empresa não costuma dar um nome personalizado para alguns de seus produtos. Falando agora do visual, o equipamento é todo de plástico, tem um formato de cilindro que é bem agradável e pode ficar interessante em vários lugares: na mesa de trabalho, na cômoda ou em uma mesa de cabeceira.

Na parte superior estão alguns botões para você regular a iluminação: o primeiro (central) serve para ligar e desligar a luminária; em volta dele, há um painel rotativo que permite mudar as cores; a Elsys adicionou, ainda, um botão exclusivo para ativar os brancos frios e quentes, um RGB para ativar as opções coloridas e, por último, existe um botão de timer.

Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Um detalhe curioso é que o produto não tem aquele tradicional plug redondo de energia e sim USB tipo C na parte inferior. Uma fonte de alimentação e um cabo USB-C com USB-A estão disponíveis na caixa.

Iluminação

Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O fluxo luminoso da luminária inteligente Elsys não é tão intenso quanto ao de uma lâmpada smart. Ela tem apenas 400 lúmens, o que pode ser suficiente para iluminar espaços bem pequenos da casa ou do escritório. Os níveis de branco vão de 2.000 a 4.000 K, ou seja, além do colorido, você tem acesso aos tons frios e quentes para conforto e concentração. O modelo tem 5 watts de potência, é de LED e tem uma vida útil de 30 mil horas, que é bastante coisa.

Como eu comentei anteriormente, as opções frias não prometem preencher uma área grande, mas acredito que elas podem funcionar acertadamente com mesa de cabeceira, enquanto você lê um livro, por exemplo. Na minha mesa de trabalho, que tem 135 cm de largura e 60 cm de profundidade, o branco frio iluminou apenas metade do espaço e o branco quente, que é menos abrangente, conseguiu, ao menos, deixar o cômodo mais aconchegante.

Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Quanto ao colorido, o aplicativo dá a possibilidade de alternar entre verde, amarelo, laranja, vermelho, rosa, roxo, azul e ciano. No entanto, eu aproveitei pouco o colorido em um quarto pequeno, porque a intensidade é muito baixa. O gagdet só conseguiu iluminar uma pequena parte da parede.

Aplicativo e conectividade

Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Além de controlar manualmente, o que pode agilizar o acendimento em algumas ocasiões, o usuário ainda tem a possibilidade de controlar o equipamento pelo aplicativo Elsys Casa+. Por lá, eu consegui ajustar a intensidade dos brancos, do colorido e aproveitar os modos pré-definidos, que são “Noite”, “Leitura”, Trabalho”, “Lazer”, “Suave”, “Colorido”, “Deslumbrante” e há um chamado de “Linda”, que alterna lentamente entre vermelho, verde, azul, amarelo, ciano e roxo. O mais interessante é que você pode regular como quiser, alterando a ordem de cor, o modo de iluminação e a velocidade.

Por ser um produto smart, eu ainda posso programar um horário para ela acender e apagar, ou criar um timer. O gadget de smart home da Elsys conta com um módulo da chinesa Tuya e comunicação entre app e luminária é feita via Wi-Fi na frequência de 2,4 GHz. A minha experiência com o Elsys Casa+ foi boa, mas só achei que o equipamento demora para reconhecer os comandos executados no app.

Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

O controle por voz é feito por Alexa ou Google Assistente. Durante os testes, eu consegui comandar o dispositivo através de um smartphone Android no app Google Home e no Amazon Echo de 4ª geração. Com essa possibilidade de integração com as assistentes virtuais, depois, o usuário pode simplesmente desinstalar o aplicativo da Elsys e controlar tudo por voz.

Luminária inteligente Elsys: vale a pena?

Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

Luminária inteligente Elsys (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

A luminária inteligente da Elsys é um produto interessante para quem já investe em outros equipamentos de smart home. Mas é bom ter em mente que o gadget da marca brasileira é limitado, por isso não dá para esperar um resultado semelhante ao de uma lâmpada que, obviamente, consegue ser mais forte. Os tons frios são bons para espaços menores e conseguem ser úteis durante a leitura de um livro, por exemplo, mas as opções coloridas não vão entregar uma experiência tão completa.

Esta luminária da Elsys é praticamente sinônimo de luminária de cabeceira, porém com 16 milhões de cores, com aplicativo dedicado e pronta para funcionar com a Alexa e com o Google Assistente. E como eu disse ao longo deste review, este é um bom produto para a sua mesinha de cabeceira, mas também só para a sua mesinha de cabeceira. Se a sua mesa for grande, não compensa pagar R$ 359 neste dispositivo e o melhor é comprar uma luminária ideal para trabalho com uma intensidade um pouco maior.

Especificações técnicas

  • Modelo: Luminária inteligente Elsys EPGG20;
  • Potência: 5 W;
  • Temperatura de cor: 2.000 – 4.000 K (16 milhões de cores);
  • Fluxo/Intensidade luminosa: 400 lúmens;
  • Vida útil: 30 mil horas;
  • Protocolo sem fio: Wi-Fi 2,4 GHz;
  • Dimensões: 110 x 110 x 210 mm;
  • Peso: 690 g.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
4 usuários participando