Início » Jogos » Chefe da EA critica Google Stadia por problemas em jogos multiplayer

Chefe da EA critica Google Stadia por problemas em jogos multiplayer

Executivo da EA elogia o Stadia, mas também tece críticas sobre como os jogos multiplayer são tratados por lá

Felipe Vinha Por

Apesar de ter enfrentado alguns problemas recentes, o Google Stadia segue funcionando normalmente onde está disponível, como nos EUA. Contudo, isso não exime o serviço de críticas, como as que Andrew Wilson, CEO da EA, apontou em uma entrevista recente ao site Fortune. O executivo discutiu a respeito da parceria de sua empresa com o Stadia e o futuro da plataforma.

Chefe da EA fala sobre multiplayer no Stadia (Imagem: Divulgação/Stadia)

Chefe da EA fala sobre multiplayer no Stadia (Imagem: Divulgação/Stadia)

Para Wilson, os jogos em nuvem são o futuro da indústria. O executivo aponta que os usuários eventualmente vão migrar de “ter o jogo” para “ter acesso ao jogo”, como acontece justamente no Stadia. Lá você paga o aluguel ou uma licença para jogar, mas não exatamente detém uma cópia, como se comprasse um jogo físico.

O diretor elogiou a performance do Google Stadia e sobre como ele tem se saído no mercado até então, mas teceu críticas sobre um ponto primordial envolvendo jogos na atualidade: a forma como eles lidam com o multiplayer.

“O problema com o Stadia está nos jogos multiplayer, foi bem difícil achar outras pessoas para jogar no início. Jogos assim são redes sociais, não são experiências solitárias que jogamos na nossa cama ou nos nossos porões”, disse. Fazemos isso com outras pessoas, conectados pelo mundo. Acho que vai levar só um pouco mais de tempo, mas o que vi foi reconfortante [sobre o futuro do Stadia]. Acho que só vai melhorar”, complementou.

Cross Play no Stadia

A grande discussão que o executivo da EA quer levantar está no cross-play, que tem sido uma grande arma de títulos pequenos e grandes para se vender junto ao público. Apesar de rodar games de PC, os jogos do Stadia possuem, em sua maioria, servidores próprios, e por isso a quantidade de jogadores é baixa.

Games como FIFA e Madden, alguns dos maiores da EA, não têm cross-play mesmo entre consoles tradicionais. Recentemente, Destiny 2 inaugurou o cross-play usando a versão Stadia de base, em um teste inicial e acidental, mas outros jogos de expressão ainda precisam seguir o caminho e expandir este leque.

Com informações: 9to5google.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando