Início » Telecomunicações » SpaceX negocia com empresas aéreas para internet Starlink em voos

SpaceX negocia com empresas aéreas para internet Starlink em voos

SpaceX quer levar internet via satélite da Starlink para aviões; serviço pode melhorar a qualidade da conexão em voos comerciais

Bruno Gall De Blasi Por

A SpaceX está em contato com “várias” companhias aéreas para levar a internet da Starlink a aviões. É o que disse o vice-presidente do provedor, Jonathan Hofeller, nesta quarta-feira (9), em um painel da conferência Connected Aviation Intelligence Summit. A iniciativa, caso saia do papel, pode incrementar a conexão Wi-Fi de voos comerciais.

Antena da Starlink (Imagem: Divulgação/SpaceX)

Antena da Starlink (Imagem: Divulgação/SpaceX)

A empresa está negociando com várias companhias aéreas para levar a internet da Starlink aos aviões. “Temos o nosso próprio produto de aviação em desenvolvimento”, disse o executivo. “Já fizemos algumas demonstrações até agora e esperamos finalizar esse produto para ser colocado em aeronaves em um futuro muito próximo”.

O Hofeller ainda deu uma prévia sobre como a conexão deve funcionar. De acordo com o executivo, as antenas terão design similar àquelas oferecidas aos consumidores da Starlink atualmente, mas adaptadas às necessidades dos aviões. Os dispositivos também serão preparados pela SpaceX.

Ainda assim, este não é um projeto tão simples assim de ser implementado. Isto porque os aviões sobrevoam por áreas onde não há como ter contato com o solo, como é o caso de oceanos. Dessa forma, os satélites terão de se conectar uns aos outros através de links de laser para transmitir a conexão à aeronave.

Mas o provedor aparenta estar pronto para encarar o desafio. Segundo Hofeller, a próxima geração da constelação do projeto terá a conectividade entre os satélites. O executivo ainda afirma que a parceria poderia proporcionar uma “grande experiência” às redes Wi-Fi disponibilizadas pela companhias em viagens aéreas.

Esta não é a primeira vez que a SpaceX fala sobre o uso da internet via satélite da Starlink em aviões, navios e afins. Em março, a empresa solicitou permissão à Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos para levar o negócio a veículos. Além disso, Elon Musk afirmou em abril que o serviço pode se tornar móvel ainda neste ano.

Satélite Starlink, da SpaceX (Imagem: Divulgação/SpaceX)

Satélite Starlink, da SpaceX (Imagem: Divulgação/SpaceX)

Starlink quer explorar satélites no Brasil

A Starlink deu novos passos para começar a atuar no Brasil. Em maio, a empresa de Elon Musk solicitou à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) o direito para explorar satélites no país. Os equipamentos do provedor com capacidade de transmissão de até 4 Gb/s foram aprovados pela agência no mesmo mês.

Segundo a SpaceX, o provedor irá oferecer a banda larga via satélite aos brasileiros até o fim do ano. Em fevereiro, a companhia iniciou a pré-venda no Brasil e começou a cobrar US$ 99 (cerca de R$ 500 em conversão direta) pela reserva. Depois, será preciso pagar US$ 499 (cerca de R$ 2.525) pelo kit que vem com a antena e o roteador.

Com informações: Mashable e The Verge

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
3 usuários participando