Início » Gadgets » Razer vai lançar Project Hazel, máscara N95 para gamers, com estas mudanças

Razer vai lançar Project Hazel, máscara N95 para gamers, com estas mudanças

A Razer não divulgou o preço da máscara Project Hazel, mas a empresa já vende modelos mais simples em seu site por US$ 19,99

André Fogaça Por

A Razer confirmou que vai mesmo lançar sua máscara gamer com proteção N95, a Project Hazel, para aumentar a segurança do jogador enquanto ele caminha pela cidade em uma quest qualquer, como comprar pão e leite. O produto chega ao mercado até o fim deste ano com a frente transparente, ventoinhas para compensar a menor área para troca de ar e promete melhorar a voz de quem fala atrás do aparelho.

Project Hazel (Imagem: divulgação/Razer)

Project Hazel (Imagem: divulgação/Razer)

A ideia de uma máscara gamer nasceu dentro da Razer em janeiro deste ano, mas com cara de um protótipo que dificilmente sairia da mesa de projetos. No lugar de servir como apenas um filtro cobrindo corretamente boca e nariz, o Project Hazel insere uma área transparente para permitir que expressões sejam visualizadas com facilidade.

Como todos os produtos gamer precisam de luzes coloridas, a máscara tem esse recurso e ele aparece no entorno das saídas e entradas de ar. Como elas são muito pequenas quando levado em conta o tamanho total do gadget, ventoinhas garantem um melhor fluxo de ar e certamente colaboram para evitar vazamentos pelas bordas – onde não existe qualquer filtro para barrar o novo coronavírus.

Em março deste ano a Razer bateu o martelo e disse que o Project Hazel estava caminhando para ser vendido oficialmente, deixando o mundo dos protótipos da empresa. Naquele momento a marca não colocou preço e nem data de lançamento, mas agora, durante a E3 deste ano, uma dessas informações foi divulgada por seu CEO, Min-Liang Tan: a máscara será lançada ao público até o final deste ano.

Project Hazel recebe melhorias antes de seu lançamento

Junto da época de lançamento, a Razer também aproveitou o momento do anúncio para divulgar que fez algumas mudanças no produto. Ao todo são duas alterações importantes para a parte transparente, que certamente deveria ficar embaçada logo nos primeiros momentos de fala.

A primeira é a instalação de uma camada capaz de impedir qaue a parte transparente fique embaçada. A Razer não divulgou detalhes sobre o funcionamento desta proteção, mas garantiu que ela trabalhará junto da segunda alteração: um sistema interno de luzes. Juntando as duas funcionalidades, teoricamente a boca do usuário passa a ficar visível até mesmo em ambientes escuros – a empresa diz que este sistema responde automaticamente ao local, iluminando somente quando percebe falta de luz externa.

Outros detalhes da máscara Project Hazel incluem um estojo com luz ultravioleta para esterilizar o gadget e também recarregar suas baterias, além de uma espécie de amplificador de voz que utiliza microfone interno e alto-falante externo para ajudar na hora da fala. Como o produto é gamer, seria bacana poder alterar a saída deste áudio com alguma espécie de filtro.

Ainda não existe preço oficial para essa máscara gamer, mas internacionalmente a Razer vende modelos menos robustos e sem qualquer tecnologia extra. Em seu site, a mais simples delas custa US$ 19,99 e é de tecido, mas com proteção inferior ao esperado de uma N95.

Quando a máscara Project Hazel chegar ao mercado, as vendas acontecerão com pequenos estoques em momentos específicos, sempre dentro do site da própria Razer.

Com informações: The Verge.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
4 usuários participando