Início » Finanças » El Salvador analisa se bitcoin deverá ser usado para pagar salários

El Salvador analisa se bitcoin deverá ser usado para pagar salários

Após adotar bitcoin (BTC) como moeda oficial, El Salvador discute pagamentos de salários com a criptomoeda

Bruno Ignacio Por

O ministro do Trabalho e Previdência Social de El Salvador, Rolando Castro, afirmou nesta última terça-feira (15) que o governo está analisando se as empresas no país poderão pagar seus funcionários com bitcoin (BTC). Em uma pequena coletiva de imprensa, ele disse: “Esse é um assunto que está sendo discutido e no momento oportuno haverá uma reunião com todos os setores do governo para discutir esse aspecto monetário, mas ainda é muito prematuro”.

Rolando Castro, ministro do Trabalho e Previdência Social de El Salvador (Imagem: Reprodução/Twitter)

Rolando Castro, ministro do Trabalho e Previdência Social de El Salvador (Imagem: Reprodução/Twitter)

A fala de Castro vem uma semana após o Congresso salvadorenho aprovar o projeto de lei do atual presidente Nayib Bukele, que tornou El Salvador o primeiro país do mundo a adotar o bitcoin como moeda oficial. A notícia foi celebrada por todo o mercado, que identificou um importante precedente para que a criptomoeda seja utilizada verdadeiramente como moeda de troca internacional, não apenas como um ativo digital especulativo.

Inclusive, o principal objetivo do governo de Bukele ao adotar o bitcoin é justamente facilitar transações internacionais de fora para dentro do país centro-americano. Cerca de 20% do produto interno bruto (PIB) de El Salvador ainda é composto por remessas que migrantes salvadorenhos enviam de volta para suas famílias, geralmente a partir dos Estados Unidos e da Europa.

Pagamento de salários com bitcoin é dúvida legislativa

A possibilidade de se pagar salários com bitcoin é uma dúvida gerada pela própria legislação do país. A Lei de Integração Monetária de El Salvador, implementada em 2001, que forneceu a estrutura legal para eventualmente substituir o colón salvadorenho pela moeda americana, afirma que os salários e taxas só podem ser pagos em colónes ou dólares. Porém, com a oficialização do bitcoin no país, é incerto se esse trecho será modificado.

Na realidade, os detalhes legislativos da implementação da criptomoeda na economia do país ainda não foram todos definidos. O governo de El Salvador avalia se a Lei de Integração Monetária será editada ou completamente substituída por uma nova que inclua o bitcoin. Tendo em vista que o colón é muito pouco usado nos pagamentos de impostos e salários, o bitcoin poderia ser incluído como mais uma alternativa monetária.

O projeto de lei de Bukele mostra que as contribuições fiscais podem ser pagas em bitcoin, enquanto o dólar americano será usado como moeda de referência para “fins contábeis”. Porém, o texto do presidente salvadorenho não menciona pagamentos de salários. Por isso, isso o assunto deverá ser discutido em sessões conjuntas entre o Ministério do Trabalho e da Economia em breve.

A implementação da criptomoeda nas finanças salvadorenhas avança rapidamente. Bukele anunciou seu projeto de lei na conferência Bitcoin 2021, realizada em Miami entre 06 e 07 de junho. Em apenas quatro dias, o Congresso votou e aprovou a legislação com a vitória esmagadora de 62 votos a favor do total de 84 parlamentares. Mais recentemente, o presidente também revelou que solicitou à empresa estatal de energia geotérmica que disponibilizasse algumas instalações para criar centros de mineração de bitcoin.

Com informações: CoinTelegraph, Telenotícias21

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
4 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Eu (@Keaton)

O que eu quis dizer seria receber 0.0003btc hoje, 0.0004 btc mês que vem, 0.0000003 em 2 meses. E ninguém sabe o preço de nada.

Pq se o pessoal fizer a cagada de pagar fixo em btc vai ser comédia. hahaha
Imagina ter de comprar btc para pagar salário fixo e o btc dispara e tu não pode reduzir a quantidade de bitcoin… Como tu mesmo mostrou, imagina a empresa ter de gastar 4x o que gastou no ano passado para manter o mesmo número de funcionários… imagina quão bom isso vai ser pra economia local. Uma mega inflação de ao menos 400% no ano. E não será somente o salário que flutuará de forma absurda.

Sinceramente não consigo enxergar como uma “moeda” tão instável poderia ser usada de forma segura para pagar salários e coisas.