Início » Aplicativos e Software » Twitch bane streamers por lives sensuais com ASMR e poses de ioga

Twitch bane streamers por lives sensuais com ASMR e poses de ioga

As streamers Amouranth e Indiefoxx estão suspensas da Twitch por simularem sons de lambidas na orelha em poses de ioga

Murilo Tunholi Por

A Twitch baniu, na última sexta-feira (18), as streamers Kaitlyn “Amouranth” Siragusa e Jenelle “Indiefoxx” Dagres por aparecerem em lives de ASMR fazendo poses de ioga enquanto simulavam sons de lambidas na orelha no microfone. As punições foram mais uma tentativa da plataforma de controlar a exibição de conteúdos considerados sexuais. Até o momento, os canais das criadoras continuam desativados.

Kaitlyn “Amouranth” Siragusa (Imagem: Reprodução/YouTube Amouranth)

Kaitlyn “Amouranth” Siragusa (Imagem: Reprodução/YouTube Amouranth)

Amouranth explicou ao Polygon que ela havia sido banida por mostrar “conteúdos sexuais”, segundo a Twitch. Para a streamer, a moderação do site não costuma dar atenção para a maior parte do conteúdo exibido até a situação sair de controle. Ela ainda disse não ter sido a primeira criadora de conteúdo a fazer lives de ASMR com ioga

A Twitch não comentou sobre o caso publicamente. Ao TechCrunch, a empresa também não entrou em detalhes sobre o motivo do banimento, mas citou as regras da plataforma que proíbem lives com conteúdos sexuais. De acordo com o Streamcharts, Amouranth e Indiefoxx tinham cerca de 3,15 milhões e 934 mil seguidores, respectivamente.

Vale destacar que nenhuma das duas streamers exibiu conteúdo sexualmente explícito, como nudez e sexo. Contudo, a Twitch considerou as lives como “conteúdos sexualmente sugestivos”. Segundo a plataforma, “as avaliações sobre a sugestividade sexual de um comportamento ou atividade não dependem do vestuário do usuário, mas sim do enquadramento e do contexto geral”.

Twitch já criou uma categoria para lives em banheiras

Em maio deste ano, a Twitch criou a categoria “Pools, Hot Tubs, and Beaches” (Piscinas, Banheiras Aquecidas, e Praias, em português) para separar do resto da plataforma as transmissões consideradas inapropriadas que não poderiam ser monetizadas.

A demanda pela nova categoria partiu de usuários do site e anunciantes, os quais não queriam colocar propagandas em lives de pessoas vestidas apenas com roupas de banho. Antes do espaço dedicado existir, Amouranth chegou a perder a monetização do canal por ter conteúdos gravados usando biquíni.

De acordo com a própria Twitch, a categoria foi pensada como uma solução a curto prazo e ainda seria necessário pensar em outras formas mais eficientes de moderar conteúdos sexualmente sugestivos.

Com informações: Polygon, TechCrunch.

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
8 usuários participando

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Gigo CAP (@GigoCAP)

Foda, o motivo pro ban é o ASMR com “conteúdos sexualmente sugestivos”. Elas dançando praticamente peladas em piscinas é de boa.

Não acho que a Twitch tivesse que banir, mas ter um maior controle e segmentação pro público adulto, já seria de boa valia.

tec_comentarista (@tec_comentarista)

Quando eu vi a noticia lembrei imediatamente desse tweet:

Gustavo Guerra (@GustavoGuerra)

O grande problema aqui é a zona cinza que existe entre o conteúdo com ou sem apelos sexuais, que pode envolver não só vestimentas, como posições, cenários e até o jeito de falar.

Ser o júri que aplica a moderação apropriada para que a plataforma mantenha-se no rumo é difícil nesses casos, porque é algo subjetivo e que o próprio criador pode não ter feito intencionalmente.

O resultado são esses banimentos, que muitos podem interpretar como corretos, e outros como injustos, já que as regras da Twitch levam em conta o fato humano, pois não há como especificar de maneira objetiva e direta o que pode ou não nesses casos.

Resolver essas questões é algo que estou curioso para saber como a empresa vai fazer, mas para mim uma opção seria obrigar o uso do botão “Conteúdo destinado a adultos” (ou algo assim), afinal nada de explícito está sendo mostrado, então quem não tiver interesse poderia filtrar as lives para não vê-las e todos seriam avisados do que pode ser exibido ali.

@doorspaulo

Por mim, conteúdo sugestivo seria banido da Twitch e fim.
Existem N plataformas voltadas a isso, com suporte a monetização, doações e assinaturas, igual a Twitch.

Abro a Twich para ver jogos, não softporn.