Início » Negócios » Uber se torna única dona da Cornershop, startup de entregas de mercado

Uber se torna única dona da Cornershop, startup de entregas de mercado

Para adquirir a startup de delivery criada no Chile e que opera no Brasil, a Uber vai vender 29 milhões de títulos na bolsa

Pedro Knoth Por

Depois de adquirir a sociedade majoritária da Cornershop, a Uber comprou os 47% restantes das ações da startup focada em delivery de mercado, se tornando proprietária única. O preço: a venda de 29 milhões de títulos na bolsa. As empresas devem concluir as negociações em julho deste ano. Em maio, o serviço de entrega controlado pela companhia chegou a 17 cidades no Brasil.

Cornershop no Android (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)

Cornershop no Android (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)

Compra da Cornershop enfatiza foco da Uber no delivery

A Cornershop opera no setor de delivery de supermercados em oito países: Brasil, Chile, Canadá, Costa Rica, Colômbia, EUA, México e Peru. Em 2019, ela atraiu o olhar da Uber, que revelou planos para adquirir a posição de sócia majoritária. A empresa teve de pagar R$ 1,8 bilhões pelo controle de 53% da startup. A transação só foi concluída no terceiro trimestre de 2020.

O comunicado de aquisição do restante das ações da Cornershop foi feito em um pedido à Comissão de Segurança e Câmbio (SEC), dos EUA, na segunda-feira (22). O acordo ressalta a estratégia da Uber de expandir sua operação para além da plataforma de corridas – o Uber Eats, como outras plataformas de delivery, tem sido essencial às receitas da empresa durante a pandemia de COVID-19.

A transação é, na verdade, mais uma da Uber no setor. A companhia adquiriu americana Postmates por mais de R$ 10 bilhões no começo do mês. O delivery da empresa gerou uma receita de R$ 8,7 bilhões no primeiro trimestre de 2021 – 230% a mais no comparativo anual. Inclusive, ultrapassou os serviços de mobilidade em 2021. O Uber Eats faturou R$ 62,5 milhões globalmente em 2020.

“Estamos animados em aprofundar o compromisso com a equipe da Cornershop e em apoiar a visão da companhia à medida que se expandem globalmente. Juntos, vamos reforçar a estratégia de trazer a entrega de mantimentos no mesmo dia para a plataforma Uber em todo o mundo”, diz o CEO da Uber, Dara Khosrowshahi, em nota enviada ao Tecnoblog; o executivo avalia a startup em R$ 15 bilhões.

A Cornershop foi fundada em 2015 pelo suéco Oskar Hjertonsson, junto a Daniel Undurraga e Juan Pablo Cuevas e arrecadou R$ 124 milhões em sua primeira rodada de investimento. A startup estava na mira da varejista Walmart, que tentou fechar uma compra total da empresa por US$ 225 milhões, mas foi impedida pela agência antitruste do México.

Em nota ao Tecnoblog, Oskar Hjertonsson, CEO da Cornershop celebra a negociação com a Uber:

“A Cornershop foi lançada em 2015 com operações no Chile e no México – e desde que a Uber ingressou como investidor em 2019, trabalhamos juntos para expandir as operações para centenas de cidades em muitos novos países nas Américas, incluindo Brasil e Estados Unidos. Quando olhamos para o futuro do varejo e as novas opções em serviços de entrega, reunir Uber e Cornershop como um só irá acelerar nossa ambição de acesso instantâneo ao comércio local. Estou muito orgulhoso pela confiança que a Uber está depositando em uma companhia latino-americana nesta jornada global e muito agradecido pelo excelente trabalho que o time realizou nestes últimos anos”.

Com informações: TechCrunch

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
4 usuários participando