Início » Telecomunicações » Oi emite R$ 2 bi em debêntures enquanto espera venda para TIM, Claro e Vivo

Oi emite R$ 2 bi em debêntures enquanto espera venda para TIM, Claro e Vivo

Valor deve ser usado para manter operações da Oi Móvel até concretização da venda para trio de concorrentes; debêntures serão geridas por fundo do BTG Pactual

Lucas Braga Por

A Oi anunciou nesta segunda-feira (21) a emissão de títulos de dívidas da Oi Móvel. A operadora deve arrecadar R$ 2 bilhões em debêntures não conversíveis para financiar as operações de telefonia celular enquanto a venda para a Claro, TIM e Vivo não é concretizada.

Oi Móvel emitirá R$ 2,5 bilhões em debêntures

Oi Móvel emitirá R$ 2,5 bilhões em debêntures (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)

Debêntures são títulos de crédito emitidos por empresas do setor privado. Com isso, a Oi Móvel criou uma dívida na qual a própria companhia é a devedora, assim como ocorre com títulos públicos do Tesouro Nacional.

Com o dinheiro arrecadado pela venda de debêntures da Oi Móvel, a empresa irá manter as atividades operacionais até a concretização do negócio com a Claro, TIM e Vivo. O valor também deve cobrir despesas gerais e administrativas da companhia.

Os títulos de dívida serão integralizados por um fundo de investimentos gerido pelo Banco BTG Pactual – a mesma instituição financeira que será sócia da InfraCo, que controla a rede da Oi Fibra.

As debêntures terão vencimento em 16 meses contados da data de emissão. Quem fizer esse investimento obterá rendimento de 100% das taxas médias do DI, mais uma sobretaxa de 8% ao ano, com garantias reais e fidejussórias da Oi Móvel e da Oi S.A.

Oi Fibra e TIM foram autorizadas a emitir debêntures

A Oi Móvel não é a única companhia que se aproveitará de debêntures para fortalecer o caixa: em abril de 2021, a TIM recebeu autorização do Ministério das Comunicações para emitir R$ 5,75 bilhões em títulos de dívidas incentivados, ou seja, sem incidência de imposto de renda. O valor será usado para expandir a rede atual e construir infraestrutura para o 5G.

A Oi também deve arrecadar mais R$ 2,5 bilhões com modalidade, mas esses outros títulos são de debêntures conversíveis da companhia de fibra óptica InfraCo. O valor deve ser utilizado para expandir a rede da Oi Fibra e possuem garantia real pela Brasil Telecom Comunicação Multimídia (BTCM).

Comentários da Comunidade

Participe da discussão
2 usuários participando